Iniciação à Pesquisa Científica em Saúde /REPOSITÓRIO DE EXERCÍCIOS RESOLVIDOS/ Exercício 7: Insuficiência renal I

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Iniciação à Pesquisa Científica em Saúde
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Questão 7: Insuficiência renal I[editar | editar código-fonte]

Em um estudo sobre as causas de insuficiência renal crônica, realizado em uma unidade de nefrologia, 217 pacientes foram selecionados. Parte dos resultados reportados pelos pesquisadores encontram-se na Tabela a seguir. Analise-os com cuidado, escolhendo apenas uma das opções

Tabela 1 - Caracterização dos pacientes assistidos no Programa de Diálise da Unidade de Nefrologia do Hospital de Base de São José do Rio Preto / 2005

Variáveis n %
Sexo
Masculino 129 59,4
Feminino 88 40,6
Etnia
Branco 160 73,7
Negro 31 14,3
Pardo 21 9,7
Amarelo 5 2,3
Faixa etária
20 a 29 24 11,1
30 a 39 45 20,7
40 a 49 55 25,3
50 a 59 43 19,8
60 a 69 29 13,4
70 a 79 15 6,9
80 a 89 5 2,3
90 a 99 1 0,5

Na Tabela 1 estão as características dos pacientes portadores de insuficiência renal crônica deste estudo. A este respeito, é CORRETO afirmar que:

a) A insuficiência renal crônica é uma doença grave que afeta prioritariamente indivíduos de pele branca na população masculina.

b) A ocorrência de insuficiência renal crônica na população brasileira é maior em homens do que em mulheres.

c) A variável idade, embora tenha natureza numérica, foi apresentada em faixas e assim, os números exibidos correspondem às frequência absoluta e relativa de ocorrência.

d) Indivíduos de etnia amarela portadores de insuficiência renal crônica, acompanhados neste estudo, estão em sua maioria na faixa etária entre 20 a 29 anos.

Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Tente resolver antes de ver a resposta
Emojione 1F4A1
A resposta é a LETRA C

Justificativa:

a) A insuficiência renal crônica é uma doença grave que afeta prioritariamente indivíduos de pele branca na população masculina.

Alternativa está errada, pois toda a amostra do estudo é de casos (portadores de insuficiência renal crônica) e não há controles (pessoas sem insuficiência renal crônica), logo é impossível calcular qual seria a proporção esperada de sexos e raças no grupo caso.

b) A ocorrência de insuficiência renal crônica na população brasileira é maior em homens do que em mulheres.

Semelhante à letra "a", essa afirmativa está errada pelos mesmos motivos. Além disso, seria necessário garantir que a amostra fosse propriamente randomizada e o estudo, conduzido em vários estados do país de forma a garantir que realmente representasse a população brasileira. Nesse caso, todos os dados foram obtidos de apenas um hospital.

c) A variável idade, embora tenha natureza numérica, foi apresentada em faixas e assim, os números exibidos correspondem às frequência absoluta e relativa de ocorrência.

Essa afirmativa é correta, pois quando se divide em faixas, a variável numérica idade se torna categórica e é possível conferir que os números da primeira coluna são o número absoluto de casos e totalizam 217. Enquanto os números da segunda coluna são os números da primeira em relação ao total (n/217), logo representam a frequência relativa.

d) Indivíduos de etnia amarela portadores de insuficiência renal crônica, acompanhados neste estudo, estão em sua maioria na faixa etária entre 20 a 29 anos.

Essa afirmativa está errada simplesmente porque nenhum dado da tabela mostra relação entre etnia e idade, logo a distribuição desses indivíduos da etnia amarela nas faixas etárias é desconhecida.

.

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Apresentação de dados científicos

Preparação e análise de tabelas sobre dados de saúde

Estatística descritiva

Tipos de variáveis na área biomédica

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

BONITA, R.; BEAGLEHOLE, R.; KJELLSTROM, T. Epidemiologia Básica. In: WILLIAMS, O. Dale. Estatística básica: conceitos e ferramentas. 2. ed. 2010. cap 4.

CALLEGARI-JACQUES, Sídia M. Bioestatística: Princípios e Aplicações. São Paulo: Artmed, 2007.

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]