Iniciação à Pesquisa Científica em Saúde /REPOSITÓRIO DE EXERCÍCIOS RESOLVIDOS/ Exercício 25: Cartão de vacinas

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Iniciação à Pesquisa Científica em Saúde
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Questão 25: Cartão de vacinas[editar | editar código-fonte]

A Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, por intermédio do Programa Nacional de Imunizações vem contribuindo para a redução da morbimortalidade causada pelas doenças imunopreveníveis. A ficha de registro do vacinado é o documento onde se registra o histórico vacinal da população adscrita à Unidade Básica de Saúde (UBS). Em uma população de 1530 crianças residentes em área de abrangência de uma UBS, deseja-se investigar por amostragem a eficiência do programa de imunização. Um estudo prévio estimou 90% de cobertura. Considerando uma confiança de 95% e erro de 3%, quantas fichas deverão ser aleatoriamente selecionadas para se obter uma boa amostra da população de crianças desta região?

Se a Maria Gotinha está de saia o Zé Gotinha está ---.JPG

a) Estime uma amostra considerando o estudo prévio

b) Estime novamente, sem considerar o estudo prévio

c) Oriente como selecionar aleatoriamente as fichas

Sugestão: n = [Zalfa/2]2 pq / E2 , para ausencia de estimativa de p, use pq = 0,25

Outras fontes wiki: https://pt.wikipedia.org/wiki/Intervalo_de_confian%C3%A7a


Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

a)     n = fichas

Explicação: nessa questão, utilizamos a seguinte a fórmula:

n = [Zalfa/2]2 pq / E2, onde n é o tamanho da amostra que queremos clacular; Z é o desvio do valor médio que aceitamos para alcançar o nível de confiança desejado (no caso, sabe-se que, para um nível de confiança de 95%, Z = 1,96); E é a margem de erro máxima que admitimos (no caso, 3% ou 0,03); p é a proporção estimada por estudos prévios (no caso, o estudo prévio estima que 90% ou 0,9 das crianças são cobertas pelo programa de vacinação); q é o valor de 1-p (no caso, 1–0,9=0,1). Substituindo esses valores na fórmula, econtramos n = 384. Logo, 384 fichas devem ser aleatoriamente selecionadas para se obter uma boa amostra da população de crianças dessa região.

b)   n = fichas.

Explicação: nessa questão, utilizamos a mesma fórmula do item anterior. Porém, dessa vez, não consideraremos os dados estimados pelo estudo prévio. Nessa situação, quando não temos nenhuma informação sobre o valor que esperamos encontrar, usaremos p=50% ou 0,5. Substituindo os valores na fórmula, encontramos n = 1067. Logo, 1067 fichas devem ser selecionadas nessa situação.

c)    Dentre todas as fichas de registro das crianças atendidas pela UBS, deve-se fazer um sorteio das n fichas necessárias (sendo n o número de fichas definido pelo cálculo de estimativa do tamanho da amostra). Uma amostra aleatória é definida por sorteio, de forma que todos os indivíduos de uma população tenham a mesma chance de ser escolhidos.

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Planejamento de estudos científicos em saúde:

Noções de cálculo da amostra

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

Triola, Mario F. (2013). Introdução A Estatística - Atualização da Tecnologia, LTC.

http://www.netquest.com/blog/br/qual-e-o-tamanho-de-amostra-que-preciso/    

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]