Iniciação à Pesquisa Científica em Saúde/ Turma IPCII - 2016 1: lista de exercícios

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Iniciação à Pesquisa Científica em Saúde
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

VOLTAR PARA A PÁGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 2: Peso neonatal II[editar | editar código-fonte]

Histograma de frequência - peso ao nascer de bebês do sexo feminino.png

Sexo feminino (n=169): média 3054,3 ± 479,4 gramas

Histograma de frequência - peso ao nascer de bebês do sexo masculino.png

Sexo masculino (n=166): média 3114,3 ± 475,8 gramas

O estudo pretende comparar o peso médio dos bebês do sexo masculino com o peso médio dos bebês do sexo feminino. Para isto, os pesquisadores se utilizaram de testes estatísticos. A respeito da escolha destes testes e sua interpretação, analise as informações abaixo e assinale a única CORRETA:

a) A variabilidade da variável peso ao nascer, representada pelo desvio padrão, indica que o menor valor de peso maternidade foi 2165,4 gramas (média – 2Desvios-padrão), para o sexo masculino.

b) Como os histogramas sugerem que a distribuição da variável peso ao nascer tem distribuição normal em ambos os sexos, o Teste-t de médias está indicado para a comparação entre os sexos.

c) O teste Qui-quadrado de Pearson é o mais adequado para comparar estatisticamente o peso ao nascer entre os dois grupos: sexo masculino X sexo feminino.

d) Pela análise dos histogramas de frequência desta amostra, é possível afirmar que nesta maternidade os bebês do sexo masculino nascem com peso significativamente maior que os do sexo feminino.

Questão 3: Peso neonatal III[editar | editar código-fonte]

Histograma de frequência - peso ao nascer de bebês do sexo feminino.png

Sexo feminino (n=169): média 3054,3 ± 479,4 gramas

Histograma de frequência - peso ao nascer de bebês do sexo masculino.png

Sexo masculino (n=166): média 3114,3 ± 475,8 gramas

Sobre um bebê de 790 gramas do sexo feminino (Z-escore= -4,7 desvios-padrão) , que acaba de nascer nesta maternidade, podemos AFIRMAR, comparativamente ao histograma de frequência do estudo:

a) Que ele é um bebê típico desta população.

b) Que este bebê tem peso < 95%, em comparação aos avaliados no estudo.

c) Que não é possível compará-lo ao peso dos bebês do sexo feminino do estudo.

d) Que ele tem peso correspondente ao percentil -4,7 para esta população.

Questão 4: Hipertensão e tabagismo I[editar | editar código-fonte]

Um artigo científico evidenciou resultados de uma pesquisa que buscou associar risco coronariano e fatores de exposição, em hipertensos de uma Unidade de Saúde da Família (Adaptado de: Rev. enferm. UERJ;20(4):439-444, out.-dez. 2012).  Esta análise observacional transversal com 330 hipertensos verifica a ocorrência da exposição ao tabagismo e sexo em relação ao risco de infarto, classificado como risco baixo, risco médio e risco alto. Responda as questões de 4 a 7, a respeito deste estudo.

Cigarro.JPG

Sobre o desenho deste estudo, observacional e transversal, é CORRETO afirmar:

a) Que o estudo fez uma intervenção no curso natural da doença coronariana e verificou o impacto desta na ocorrência de infarto.

b) Que os fatores de exposição podem ser associados à ocorrência de infarto,  mas a conclusão demandará alguns anos de acompanhamento dos hipertensos selecionados.

c) Que a possível associação entre os fatores de exposição e o desfecho infarto foi verificada uma única observação simultânea entre o hábito de fumar e o risco de infarto.

d) Que os resultados deste estudo poderão ser aplicados à população geral de adultos desta cidade.

Questão 5: Infarto e tabagismo I[editar | editar código-fonte]

Na tabela a seguir, o risco de infarto foi comparado entre hipertensos tabagistas e não tabagistas. Analise as informações da tabela, o teste estatístico informado, as afirmativas abaixo e responda:

Risco coronariano
Baixo Moderado Grande Total
Tabagista 32 28 35 95
Não tabagista 65 117 53 235
Total 97 145 88 330

X2=12,4 p-valor=0,02

Afirmativa 1 – O risco de infarto entre hipertensos tabagista é 12 vezes maior do que entre hipertensos não tabagistas.

Afirmativa 2 – Há evidências estatísticas de que o tabagismo está associado ao risco de infarto.

Afirmativa 3 – O teste qui-quadrado testou a hipótese da independência entre tabagismo e risco coronariano.

a) As afirmativas 1 e 2 estão corretas.

b) As afirmativas 1 e 3 estão corretas.

c) As afirmativas 2 e 3 estão corretas.

d) As três afirmativas estão corretas.

Questão 6: Microcefalia I[editar | editar código-fonte]

A ocorrência de microcefalia em bebês, em uma frequência atípica e crescente, tem sido motivo de grande preocupação do Ministério da Saúde. A associação entre o zika vírus, transmitido pelo Aedes Aegypti e a microcefalia é uma da hipóteses. Pensando no método científico que possibilita ao pesquisador diversas abordagens possíveis, e na necessidade de medidas seguras e rápidas de contenção da epidemia de microcefalia, escolha o método científico mais adequado para início imediato:

Mosquito female.svg

a) Estudo caso-controle, comparando bebês com microcefalia e bebês sem microcefalia, a presença de zika vírus em amostras sanguíneas maternas e histórico de contato com o mosquito.

b) Estudo coorte (longitudinal) prospectivo acompanhando as próximas mulheres grávidas destas áreas, desde o início do pré-natal até o parto.

c) Estudo experimental de inoculação aleatória e duplo cega de zika vírus X placebo, em gestantes voluntárias.

d) Estudo retrospectivo de mulheres que tiveram bebes com microcefalia, empregando-se um questionário sobre seus hábitos de vida durante a gravidez, associando-os à chance de exposição ao Aedes Aegypti.

Questão 7: Insuficiência renal I[editar | editar código-fonte]

Em um estudo sobre as causas de insuficiência renal crônica, realizado em uma unidade de nefrologia, 217 pacientes foram selecionados. Parte dos resultados reportados pelos pesquisadores encontram-se na Tabela a seguir. Analise-os com cuidado, escolhendo apenas uma das opções

Tabela 1 - Caracterização dos pacientes assistidos no Programa de Diálise da Unidade de Nefrologia do Hospital de Base de São José do Rio Preto / 2005

Variáveis n %
Sexo
Masculino 129 59,4
Feminino 88 40,6
Etnia
Branco 160 73,7
Negro 31 14,3
Pardo 21 9,7
Amarelo 5 2,3
Faixa etária
20 a 29 24 11,1
30 a 39 45 20,7
40 a 49 55 25,3
50 a 59 43 19,8
60 a 69 29 13,4
70 a 79 15 6,9
80 a 89 5 2,3
90 a 99 1 0,5

Na Tabela 1 estão as características dos pacientes portadores de insuficiência renal crônica deste estudo. A este respeito, é CORRETO afirmar que:

a) A insuficiência renal crônica é uma doença grave que afeta prioritariamente indivíduos de pele branca na população masculina.

b) A ocorrência de insuficiência renal crônica na população brasileira é maior em homens do que em mulheres.

c) A variável idade, embora tenha natureza numérica, foi apresentada em faixas e assim, os números exibidos correspondem às frequência absoluta e relativa de ocorrência.

d) Indivíduos de etnia amarela portadores de insuficiência renal crônica, acompanhados neste estudo, estão em sua maioria na faixa etária entre 20 a 29 anos.

Questão 8: Insuficiência renal II[editar | editar código-fonte]

Em um estudo científico, os autores afirmam que de 217 pacientes, 188 (86,6%) estavam cadastrados no programa de hemodiálise e que 29 pacientes (13%) estavam no programa de diálise peritoneal. Estas informações, plotadas em uma tabela de contingência 2 x 2, foi exibida abaixo. Analise e escolha a opção VERDADEIRA:

Programa de hemodiálise
Hemodiálise Diálise peritoneal Total
Sexo feminino 79 9 88
Sexo masculino 109 20 129
Total 188 29 217

(dados fictícios)

a) A frequência de diálise peritoneal no sexo masculino corresponde a probabilidade simultânea de ser do sexo masculino e estar neste programa de diálise.

b) A frequência observada de indivíduos do sexo feminino em hemodiálise foi 36,4%, superior à frequência esperada ao acaso.

c) A maioria dos casos de hemodiálise é realizada em mulheres, pelo menos nesta amostra.

d) Os dados apresentados não permitem calcular se a ocorrência de hemodiálise é estatisticamente maior no sexo masculino.

Questão 9: Insuficiência renal III[editar | editar código-fonte]

Os dados da tabela de contingência 2x2 apresentados a seguir, sumarizam dados sobre tipo de procedimento dialítico por sexo dos pacientes de uma unidade nefrologia. O teste estatístico mais adequado para verificar a associação entre tipo de diálise e sexo, em pacientes portadores de insuficiência renal crônica, É (entre os listados abaixo):


Programa de hemodiálise
Hemodiálise Diálise peritoneal Total
Sexo feminino 79 9 88
Sexo masculino 109 20 129
Total 188 29 217

(dados fictícios)

a) O teste de correlação de Pearson

b) O teste de normalidade

c) O teste qui-quadrado de Pearson

d) O teste-t de Student (teste de médias)

Questão 10: Volume transfusional[editar | editar código-fonte]

Um estudo científico foi conduzido em uma unidade transfusional para investigar o prognóstico a longo prazo de pacientes submetidos a transfusão sanguínea para correção de anemia grave após traumatismos.  Para isto foi selecionada uma amostra aleatória simples de 15 indivíduos transfundidos. A seguir estão listados a quantidade total de hemoderivados infundidos em cada um deles: 250 – 300 – 300 – 450 – 500 – 550 - 750 – 750 – 1000 – 1500 – 2100 – 2750 – 3050 – 3200 - 3500 (ml)

Pompa sangue das 225.jpg

A partir dos valores informados calcule as seguintes medidas-resumo numéricas nesta amostra:

  • Média
  • Mediana
  • Moda
  • Desvio-padrão
  • Amplitude
  • Intervalos interquartis q3-q1
  • Construa um gráfico de caixas para estes valores

Questão 11: Jornada de trabalho e PAM[editar | editar código-fonte]

Um estudo foi conduzido com objetivo de comparar valores da pressão arterial média (PAM) de profissionais de saúde, em função de sua jornada de trabalho. Abaixo estão listadas as medidas da PAM (mmHg) para amostras aleatórias de indivíduos de cada grupo de trabalhadoras de uma unidade de saúde.

Valores da PAM (mmHg) para trabalhadores Diaristas (40horas)

Valores da Pressão Arterial Média (mmHg)
59,0 60,2 64,5 68,0 70,1 70,3 73,3 74,0 78 83,0 83,1 83,3
85,0 89,5 93,3 93,3 93,5 94,0 94,5 94,8 95,3 96,8 97,5 100
7042 lores-Ebola-Zaire-CDC Photo.jpg

Valores da PAM (mmHg) para trabalhadores de Turno (12/36horas)

Valores da Pressão Arterial Média (mmHg)
60,7 62,4 63,1 73,8 90,5 93,3 93,3 94,5
98,6 105,4 110,0 126,6 126,7 127,0 128,0 129,0

(Dados fictícios)

  1. Porque é importante que a amostra de trabalhadores seja extraída de forma aleatória da população de interesse, para esta análise?
  2. Obtenha o valor mediano da PAM para trabalhadores diaristas e para os que trabalham em turno.
  3. Calcule o intervalo interquartil de cada grupo.
  4. Construa um histograma de frequência para os valores d da PAM para trabalhadores diaristas, tomando-se apenas números inteiros (arredondar os valores antes de construir o gráfico)
  5. Que grupo tem maior variabilidade nas medidas da PAM?
  6. Proponha um intervalo de valores típicos (2 DP) para trabalhadores de turno.
  7. Qual é a posição de um trabalhador recém-contratada para trabalho noturno, que possui PAM 59mmHg, em relação aos que compõem esta amostra? Ele possui PAM típica deste grupo? Sugestão: use o Z-escore.

Questão 12: Vacina Dengue[editar | editar código-fonte]

Mosquito Tasmania.jpg

Os resultados de um teste de uma nova vacina estão resumidos na tabela a seguir

Dengue sim Dengue não Total
Vacina Dengue 720 1963 2350
Placebo 1974 18136 20110
Total 2694 37766 40460

(sugestão: use o software EPI-INFO, Statcalc)

(valores são fictícios)

  1. A vacina é eficaz?
  2. Qual é o propósito de um teste de hipótese nesta situação? Formule a hipótese nula
  3. Escolha um teste estatístico e aplique aos dados
  4. Explique com suas palavras o que significa o p-valor encontrado

Questão 13: Cor do veículo e acidentes[editar | editar código-fonte]

4)    Um estudo caso/controle foi realizado para examinar uma relação entre as cores de automóveis e a ocorrência de acidentes de trânsito. Uma amostra aleatória foi obtida em registros no DETRAN.

Dia Sin Carro Bogota 2008.jpg
Preto Branco Cinza Vermelho Azul
Acidentes 1390 145 802 80 26
Controles 3140 750 1030 370 160
Total 4530 895 1832 450 186

(dados fictícios)

a) Teste a hipótese de que a ocorrência de acidentes independe da cor do automóvel

b) Você aconselharia a escolha de veículos de determinadas cores para se evitar acidentes? Se sim, qual a menos indicada?

Questão 14: Hipertensão arterial em gestantes I[editar | editar código-fonte]

Para realizar um estudo sobre hipertensão arterial na gravidez, 86 mulheres gestantes hipertensas e normotensas foram aleatoriamente selecionadas. Na Tabela a seguir, características clínicas forma comparadas entre os grupos

Tabela 1 - Características clínicas das grávidas incluídas no estudo
Hipertensas (n=61) Normotensas (n=25) p
Pressão arterial média (DP), mmHg 133,8 (17,7) 89,6 (9,6) <0,001
Hipertensão arterial prévia 22 (36,1%) ...
Uso de vasodilatadores 32 (52,5%) ...
Idade materna (DP), anos 27,5 (6,1) 28,9 (6,1) 0,07 (NS)
Raça beanca 17 6
Raça não branca 46 19 0,74 (NS)
Idade gestacional (DP), semanas 34,5 (3,5) 36,5 (3,9) 0,06 (NS)
S: significativo, p<0,05. NS: não significativo. DP: desvio padrão

a)     Existe diferença significativa entre os valores da pressão arterial media das gestantes normotensas e hipertensas?

b)    Formule o teste de hipóteses para a variável idade materna. Analise o p-valor e compare as idades em função do resultado do teste

c) Houve associação entre raça branca ou não branca e a ocorrência de hipertensão arterial?

Questão 15: Predição do peso ao nascer[editar | editar código-fonte]

Um pesquisador resolveu analisar a influência da idade gestacional (IG) ao nascimento, em semanas e o peso dos recém-nascidos (PN), em gramas. Selecionou uma amostra aleatória de bebês e anotou para cada um deles a IG e PN em uma base de dados.

Grafico regr linear.png

Correlations: IGN; PN 

Pearson correlation of IGN and PN = 0,720 / P-Value = 0,000

Regression Analysis: PN versus IGN 

The regression equation is PN = - 4217 + 192,1 IGN

S = 438,881   R-Sq = 51,9%  R-Sq(adj) = 50,9%

Analysis of Variance

Source         DF        SS        MS            F     P

Regression   1  10593351  10593351  55,00 0,000

Error       51   9823436    192616

Total       52  20416787

Breastfeeding infant.jpg

a) Analise o gráfico apresentado a seguir, obtido a partir deste estudo

b) Supondo que as duas variáveis apresentam histograma de frequência compatível com distribuição normal, qual seria o teste estatístico mais adequado neste caso?

c) Analise o resultado do teste de hipóteses apresentado

c) Seria possível prever o peso de nascimento de uma criança que nasce com 9 meses completos (40 semanas)? Qual seria ele?

VOLTAR PARA A PÁGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]