História e epistemologia da Física/A Ciência na Idade Média

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Ciência na Idade Média

Idade Média[editar | editar código-fonte]

Idade Média é um conceito europeu que está relacionado com a queda do Império Romano. Ocorreu entre os anos 476 e 1453, quando ocorreu a queda do Império Bizantino (Império Romano do Oriente).

A Igreja[editar | editar código-fonte]

A única instituição que se manteve de 476d.c até hoje foi a Igreja.

A Igreja não tinha interesse pela ciência, e sim pela filosofia. Os árabes se interessaram mais pelo conhecimento científico.

Europacentrismo[editar | editar código-fonte]

A idade média só ocorreu na Europa? As palavras SENO E COSSENO se denominaram desta forma devido a um erro de tradução das palavras INDIANAS jya e kojya definidas pelo astrônomo Aryabhata, da ÍNDIA.

Na China, criou-se a pólvora, a bússola e o jornal em papel (em 713).

Os europeus omitiram que os outros povos tinham "o conhecimento" porque para se conquistar um povo deve-se convencê-lo de sua inferioridade.

Império Romano[editar | editar código-fonte]

Ocidente: Houve a redução da autoridade romana e aumento da autoridade dos chefes locais, generais e bispos. Surgindo as soberanias locais (feudalismo).

Oriente: Se manteve a autoridade romana.

Cristianismo[editar | editar código-fonte]

Associada a queda do Império Romano, a idade média, deixou um legado de perdas de bibliotecas e pessoas refugiando-se no campo para fugir do vandalismo, isto causou uma estagnação na ciência e o crescimento do Cristianismo que logo definiu seu dogma cristão e julgou que o paganismos era igual a traição, ramificou-se tendo assim que fazer conveniências e adaptar-se ao ambiente e ao meio social para sua ampla difusão.

CRISTIANISMO: Tradicionalistas,Hostis a ciência.

PAGANISTAS Receberam a razão natural Orientados para a verdade.

Agostinho[editar | editar código-fonte]

Norte-Africano (354 - 430) Santo Agostinho fez infindas meditações sobre o tempo e este era apenas discernível pelo espaço e pelo movimento.

Reabilitou os sentidos como fonte de verdade Acreditava que Deus transcende a compreensão humana.

Enciclopedistas[editar | editar código-fonte]

Eram popularizadores científicos, compiladores dos autores clássicos. Porém, não tinham acesso aos escritos originais (pois estes haviam sumido) e portanto as informações acabavam sendo distorcidas. Era mais parecido com almanaque do que com enciclopédia, pois era uma mistura do científico com o não-científico. Tomás de Aquino, em seu tratado Thelogia, tentou conciliar ideias de Platão e de Aristóteles.

Índia[editar | editar código-fonte]

A primeira enciclopédia foi feita na Índia, ocupava 40 m³ e continha 27 mil rolos de pergaminhos.

As Universidades[editar | editar código-fonte]

Eram frequentadas por pessoas com mínima instrução, tanto que aprendiam a ler e escrever na universidade. Sua principal função era ensinar os clássicos

A Escolástica[editar | editar código-fonte]

A universidade não fazia pesquisa, só discutia o que ja era conhecido, o velho. Este foi o motivo que levou Newton a não frequentar a faculdade, devido a este bloqueio do descobrimento.

Alta Idade Média[editar | editar código-fonte]

Século XII E XIII: Novas invenções:canhão, pólvora, bússula,melhores navios. Era das navegações

A Inquisição[editar | editar código-fonte]

Origem: ALBIGENESES(1209) O Papa disse "matem todos, pois Deus reconhecerá os Seus."

Esta época foi caracterizada pelas grandes variações de temperatura, pois a elevação da temperatura fez com que aumentasse o número de pessoas, logo em seguida quedas de temperaturas provocaram a escassez de alimentos e a fome (1315-1317), outra característica marcante foi a "peste negra" (1347-1350), que causou a morte de grande parte da população. Provocando, também, a redução do prestígio da igreja e revoltas populares. Houve, então, muita caça às "bruxas" porque se achava que elas estavam relacionadas às doenças.

A Contribuição dos Árabes[editar | editar código-fonte]

Os árabes foram responsáveis pelas primeiras universidades e usavam lógica e autoridade para seu ensino.

Dois níveis de ENSINO Trívio:Gramática,retórica, dialética. Quadrívio: Aritmética(numerologia), geometria,música e astronomia(astrologia).

Filopon[editar | editar código-fonte]

"Amante do Trabalho", "Apaixonado pelo Trabalho" - seriam boas definições - foi a introdução do pensamento científico.

Criticou Aristóteles e Platão, 1000 (mil) anos depois das teorias deles, a princípio não fora bem aceito.

Até o séc. XVIII suas ideias ficaram inertes.


Crystal Clear app kaddressbook.png Este módulo tem a seguinte tarefa pendente: Incluir linha de tempo