História do Brasil/O governo de Afonso Pena

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< História do Brasil
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Afonso Pena

Afonso Pena assumiu a presidência em 15 de novembro de 1906, substituindo Rodrigues Alves. O vice-presidente foi Nilo Peçanha. Apesar de ter sido eleito com base na política do café com leite, o seu governo não se prendeu totalmente aos interesses regionais. Incentivou a criação de ferrovias e interligou a Amazônia e o Rio de Janeiro pelo fio telegráfico, por meio da expedição Cândido Rondon. Fez a primeira compra estatal dos estoques de café, antes comprados apenas por Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, por causa da Convenção de Taubaté. Modernizou o exército e a marinha e incentivou a imigração.

Os seus ministros eram jovens, que receberam a alcunha de Jardim da Infância.

No seu governo foi construída a Estrada de Ferro Noroeste do Brasil e a ligação das ferrovias paulistas com as paranaenses, permitindo-se pela primeira vez a ligação do sul e o sudeste do Brasil por trem.

Afonso Pena acabou falecendo durante o mandato, em 14 de junho de 1909. A presidência foi transferida ao vice-presidente Nilo Peçanha.