História do Brasil/Guerra da Cisplatina

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< História do Brasil
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Juramento dos Trinta e Três Orientais

A Guerra da Cisplatina foi um conflito ocorrido entre as Províncias Unidas do Rio da Prata e o Império do Brasil, entre 1825 a 1828, pela posse da Província Cisplatina, hoje Uruguai. O termo Cisplatina é a junção de cis, que significa da parte de cá, e platina, que é relativa ao Rio da Prata, pois a região estava no leste daquele rio. Em espanhol foi conhecida como Província Oriental del Río de la Plata.

A província oriental era uma área estratégica, pois estava na entrada do estuário do Rio da Prata, e assim tinha domínio na navegação de todo o rio, o acesso aos rios Paraná e Paraguai e transporte de prata. Na época do conflito, a Província Cisplatina era do Império do Brasil.

Os patriotas uruguaios (os Trinta e Três Orientais) liderados por Juan Antonio Lavalleja foram apoiados pelas Províncias Unidas. O conflito eclodiu em 1825, com a proclamação da independência da região. O conflito durou até 1828, com o tratado de paz entre o Império do Brasil e as Províncias Unidas, resultando na independência do Uruguai.

A guerra e a perda da Província Cisplatina aumentaram o descontentamento do povo com o imperador Dom Pedro I, com os altos gastos.