História do Brasil/A Semana de Arte Moderna de 1922

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cartaz da Semana de Arte Moderna

A Semana de Arte Moderna ocorreu em 11 a 18 de fevereiro de 1922 no Teatro Municipal de São Paulo. O movimento marcou o início do modernismo no Brasil. Em cada dia da semana foi trabalhada um aspecto cultural: poesia, literatura, música, escultura e pintura. O evento apresentou novos conceitos e ideias artísticas, como a poesia através da declamação, a música por meio de concertos, esculturas e maquetes de arquitetura com desenhos modernos e artes plásticas exibida em telas. O movimento queria criar um conceito de arte puramente brasileiro, afastando os conceitos europeus.

Participaram da semana nomes consagrados, como Mário de Andrade, Anita Malfatti, Menotti Del Picchia, Guilherme de Almeida, Heitor Villa-Lobos, entre outros. Tarsila do Amaral se encontrava em Paris, por isso, não participou.

O movimento recebeu críticas, sendo que uma das mais fortes foi feita pelo escritor Monteiro Lobato.