Guia dos Trouxas para Harry Potter/Magia/Semanário das Bruxas

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Semanário das Bruxas
  • tipo = Publicação.
  • características = Revista semanal dedicada aos interesses das bruxas.
  • Aparece pela Primeira Vez === A Câmara Secreta ===

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

O Semanário das Bruxas é uma revista semanal comparada à publicação Trouxa inglesa, Women's Weekly. Essa revista parece ser direcionada às donas de casa de meia idade, e geralmente é recheada de histórias sobre celebridades incluindo Harry, e também tem dicas para os cuidados da casa.

Descrição Estendida[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Quando Rita Skeeter escreve uma história que insinua que Hermione está envolvida romanticamente, tanto com Harry quanto com Viktor Krum, logo após a Segunda Tarefa, no quarto livro, ela consegue publicá-la no Semanário das Bruxas. O resultado disso é que Hermione recebe uma enorme quantidade de cartas de pessoas com ódio, uma das quais, inclusive chegou com pus de Bobotúberas. Por esse motivo ela teve que perder diversas aulas. Acontece, que Mrs. Weasley também lê o Semanário das Bruxas, e por causa dessa história ela fica com mágoa de Hermione; Hermione fica sentida quando, na Páscoa desse ano, Mrs.Weasley manda para Harry um ovo do tamanho de um ovo de avestruz, e para Hermione manda um do tamanho de um ovo de galinha. Esse mal entendido só fica esclarecido quando os Weasleys chegam para torcer por Harry na Terceira Tarefa, e Harry fala para Mrs. Weasley que Hermione jamais foi sua namorada.

O Semanário das Bruxas também publica uma edição (provavelmente anual) com “O Troféu para o Sorriso Mais Charmoso” que Gilderoy Lockhart é incrivelmente orgulhoso de ter ganhado cinco vezes.

Análise[editar | editar código-fonte]

Uma coisa que tem sido comentada em todos os lugares, é o realismo, a visão ampla do mundo mágico. É fácil acreditar, pelo menos por um instante enquanto os livros estão abertos na nossa frente, que o mundo mágico que Rowling descreve, pode existir. Uma grande parte parece ser como a autora o descreve, não apenas os aspectos mágicos desse mundo, mas como os habitantes vivem no seu dia a dia. O Semanário das Bruxas é uma pequena mas interessante parte disso. Se esse tipo de publicação pode existir no mundo Trouxa, sua ausência do mundo mágico poderia ser bem irritante: o que Molly iria ler na fila do mercado? Além disso as colunas de fofocas, como a história entre Hermione, Harry e Viktor, evidentemente não são notícias, portanto era preciso existir outro tipo de revista. Se não houvesse o Semanário das Bruxas, ou algo parecido, não veríamos a parte das fofocas.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

No livro cinco, Rita Skeeter diz claramente para Hermione que o objetivo de um jornal é ganhar dinheiro. Portanto, não é surpresa que o mercado para o Semanário das Bruxas tenha um bom público. Assim como no mundo dos Trouxas, se existem galeões a serem ganhos, vendendo matérias sensacionalistas direcionadas para um tipo de público, alguém vai fazê-las para ganhar esses galeões. A autora tem todo crédito por tornar o resultado tão fácil de acreditar.