Guia dos Trouxas para Harry Potter/Magia/Riddikulus

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Riddikulus
  • tipo = Feitiço (Spell)
  • características = muda a forma do Bicho-Papão.
  • Aparece pela Primeira Vez === O Prisioneiro de Azkaban ===

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

Riddikulus é um feitiço usado conta bichos-papões. O conjurador deve pensar em alguma coisa engraçada quando está lançando o feitiço. Se for bem sucedido, ele força o Bicho-Papão a tomar a forma em que o conjurador estava pensando. Como os bichos-papões se alimentam do medo, eles são derrotados pelo riso, o objetivo do feitiço é tornar o Bicho-Papão motivo de riso.

Descrição Estendida[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Vemos esse feitiço invocado diversas vezes no terceiro livro, quando o Professor Lupin está dando suas aulas de DCAT. Embora o Professor Lupin arranje um Bicho-Papão para usar com Harry nas aulas anti-Dementador, não vemos o feitiço Riddikulus ser usado contra ele. Esse feitiço aparece novamente no mesmo livro, quando o Bicho-Papão é um dos testes do exame final.

O Bicho-Papão tem um papel na Terceira Tarefa do livro quatro, aqui, não se sabe o efeito desse feitiço. Um Bicho-Papão também aparece no quinto livro. Mrs. Weasley está tentando usar o feitiço Riddikulus contra ele, mas falha repetidamente. A mudança no aspecto é forçada pelo feitiço, mas Harry percebe que Mrs. Weasley se preocupa mais com seu bem estar do que com os outros membros de sua família.

Análise[editar | editar código-fonte]

Esse feitiço tem uso limitado, sendo eficiente apenas contra um Bicho-Papão, pelo menos na história. Dito isso, ele é usado, como já foi dito, um grande número de vezes na série. O fato de o Professor Lupin conseguir achar bichos-papões sempre que precisa, pelo menos duas, talvez três vezes durante o ano escolar, indica que eles são relativamente comuns no mundo mágico.

A autora não comenta sobre o que fazer com um Bicho-Papão, no caso de alguém não conseguir tornar seu maior medo, engraçado. Vimos dois casos na série, o maior medo de Lupin é a lua cheia, e de Mrs. Weasley, o maior medo é que alguém de sua família morra. Observamos que Lupin não usa Riddikulus, ao invés disso, ele usa alguma forma de magia silenciosa, para forçar o Bicho-Papão de volta para seu esconderijo.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

  1. Qual seria o efeito de conjurar Riddikulus em algo que não fosse um Bicho-Papão?

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

A maior razão da existência do Bicho-Papão na série, é providenciar uma maneira de mostrar os mais profundos medos dos personagens. Dessa forma, é preciso ter um feitiço para lutar contra eles. Uma vez que o Bicho-Papão inspira medo e se alimenta disso, o que o destrói é a antítese do medo. O Bicho-Papão ser derrotado pelas risadas, de fato, é bem lógico, mas, a palavra escolhida pela autora, seus resultados, e sua escolha para Neville fazer a primeira e mais efetiva conjuração é muito inspiradora.