Guia dos Trouxas para Harry Potter/Magia/Petrificus Totalus

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Petrificus Totalus
  • tipo = Feitiço (Spell)
  • características = luz clara ofuscante
  • Aparece pela Primeira Vez === A Pedra Filosofal ===

Overview[editar | editar código-fonte]

Petrificus Totalus é um feitiço que congela ou petrifica o corpo da vítima, tornando-a incapaz de se mover, exceto pelos olhos e a respiração. Também é conhecida como Feitiço do Corpo Preso ou Corpo Totalmente Preso. o último aparentemente usado para diferenciar de Locomotor Mortis o feitiço das pernas presas. O feitiço pode ser quebrado pelo feitiço Finite Incantatem.

Descrição Estendida[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Esse é, aparentemente um feitiço bem simples, porque Hermione o usa em Neville no primeiro livro. Harry usa esse feitiço em diversas ocasiões. Interessante é que é usado quase que exclusivamente em Dolohov, que é duas vezes petrificado por Harry na Batalha do Ministério da Magia, no livro cinco, e no topo da Torre de Astronomia, no livro seis, depois por Hermione no último livro numa lanchonete em Tottenham Court Road, e finalmente, por Parvati Patil na Batalha de Hogwarts no último livro.

Também foi usado por outras pessoas contra Harry; especialmente no livro seis, por Draco que petrifica Harry e quebra seu nariz e mais tarde no mesmo livro, o Professor Dumbledore petrifica Harry para mantê-lo a salvo e fora da ação.

Análise[editar | editar código-fonte]

A história de Harry Potter consiste, como sendo um épico, na batalha entre o bem e o mal, temos lutas, grandes batalhas e até mesmo uma completa guerra. Para evitar que a série, dirigida a crianças, se torne por demais sombria, é preciso haver armas não letais para os protagonistas usarem. Para isso, a autora providenciou um bom número de feitiços de incapacitar, desde o simples estuporar, expelliarmus e incarcerous (amarrar); azarações, algumas com efeitos engraçados como Tarantallegra.

Não se sabe porque é preciso tantas maneiras diferentes de se desarmar alguém, mas podemos imaginar que a autora deve ter alguma razão para usar tamanha variedade. A azaração do corpo preso é interessante porque deixa a vítima sem poder se mexer mas completamente ligada no que está acontecendo, capaz de ver e recordar o que acontece em volta depois de ter sido azarado.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

É mencionado acima que uma pessoa desabilitada por conta desse feitiço mantém sua visão e a habilidade de observar e recordar os acontecimentos que acontecem a sua volta. Aparentemente, Dolohov podendo ver o que acontecia, alertou Voldemort para a fuga de Harry dos Comensais da Morte, na lanchonete em Tottenham Court Road, depois que ele partiu da Toca no último livro. Voldemort não teria, de outra forma, razão para punir Rowle por permitir a fuga. Esse é um ponto interessante; sabendo que Harry não estava mais em nenhuma das casas seguras da Ordem da Fênix, Voldemort não se interessou em torturar os ocupantes dessas casas, incluindo a família Weasley.