Guia dos Trouxas para Harry Potter/Magia/Mapa do Maroto

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mapa do Maroto
  • tipo = Objeto mágico
  • características = É um mapa de Hogwarts e seus arredores, incluindo as passagens secretas.
  • Aparece pela Primeira Vez === O Prisioneiro de Azkaban ===

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

O Mapa do Maroto é um mapa que mostra Hogwarts e seus arredores. Ele é único.

Descrição Estendida[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

O Mapa do Maroto é um pergaminho mágico que mostra por completo o castelo de Hogwarts e seus arredores, inclusive sete passagens secretas dentro do castelo. Essas passagens são desconhecidas para a maioria, embora Filch aparentemente conheça quatro delas. O mapa também mostra a localização de cada pessoa dentro do perímetro do castelo, identificadas pelos nomes numa escrita minúscula. Quando o mapa está inativo, ele parece um grande pergaminho em branco. Ele é ativado colocando a ponta de uma varinha sobre ele e dizendo, “Eu juro solenemente não fazer nada de bom!” Para restaurar a aparência do pergaminho em branco, bata novamente com a ponta da varinha e diga “Malfeito feito!”.

Quando o mapa está ativo, o pergaminho revela um escrito:

Os Senhores. Aluado, Rabicho, Almofadinhas e Pontas
Fornecedores de Recursos para Feiticeiros Malfeitores
tem a honra de apresentar
O Mapa do Maroto.

Esse mapa foi criado pelos marotos: Remus Lupin (aluado), Peter Pettigrew (rabicho), Sirius Black (almofadinhas) e James Potter (pontas), durante os anos em que cursaram Hogwarts, e foi confiscado por Filch porque ele acreditava que fosse um objeto de artes negras, embora ele, aparentemente nunca descobriu o segredo. Os gêmeos Weasley o roubaram das coisas de Filch e ele se tornou muito útil nas suas próprias aprontações; eles, depois, o passaram para Harry, quando descobriram que ele não poderia ir a Hogsmeade, depois disso Harry o usou muitas vezes.

Análise[editar | editar código-fonte]

A magia se for usada sem cuidado numa história, pode tornar a trama sem graça tornando tudo possível. Se um personagem ou um objeto é capaz de fazer qualquer coisa, a história se torna uma simples busca do personagem ou do objeto. Rowling torna a série excitante e dinâmica, em parte, por limitar a habilidade das pessoas – nem todos os bruxos são igualmente mágicos, e mesmo os mais poderosos, tem seus pontos fracos – e também limitando a disponibilidade e capacidade dos objetos.

O Mapa do Maroto é um desses objetos. Ele mostra a exata posição das pessoas em tempo real, em qualquer lugar dos nove andares (ou mais) do castelo, inclusive identificando pelo nome indivíduos que nunca lá estiveram antes. O mapa os vê pelo espírito (ou a alma), portanto se tornando à prova de Capas de Invisibilidade e Animagos. E quando não está em uso parece apenas um pergaminho em branco. É preciso notar que há limitações (ele não consegue ver a Sala Precisa, por exemplo), e é necessário em diversas situações que ele esteja indisponível para Harry, porque ou foi emprestado ou confiscado.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

  1. Como os gêmeos Weasley descobriram o feitiço que ativa o mapa? “Eu juro solenemente não fazer nada de bom” não parece algo muito óbvio para um encantamento.
  2. O que há com o mapa que poderia fazer Filch crer que era magia negra? Ele é descrito simplesmente como um simples pergaminho, nada que pudesse remeter a coisas do mal.

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Uma pergunta que surge é se o Professor Snape sabe o que é o mapa. Ele o encontra no bolso de Harry no livro três e nessa altura, ele identifica seus criadores e insulta Snape. Snape pode saber quem são ou eram, Aluado, Rabicho, Almofadinhas e Pontas, e é por isso que ele chama o Professor Lupin para inspecionar o mapa e faz certos comentários sobre quem o fez; Lupin é o único maroto com quem ele pode falar de imediato.

Snape reconhece imediatamente o Mapa do Maroto no quarto livro, como sendo propriedade de Harry. Isso mais o Ovo, faz com que Snape tenha certeza de que Harry está se escondendo por perto, sob a Capa da Invisibilidade. Snape a essa altura, sabe como o mapa funciona, uma vez que o viu funcionando na mesa de Lupin. Outra pergunta é como Harry pegou o mapa de volta; o falso Professor Moody (no livro quatro) o pegou emprestado e quando estava transformado novamente em Barty Crouch Jr. confessa que o usou. Embora o Professor Dumbledore mostre interesse por ele, não o vemos e nem Harry pegando o mapa de volta. Embora ele use o mapa bastante em outros livros. A autora, numa entrevista, declarou que foi um descuido, e na edição seguinte do livro, Harry pega o mapa da escrivaninha de Moody enquanto Barty está incapacitado.