Guia dos Trouxas para Harry Potter/Magia/Incarcerous

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Incarcerous
  • tipo = Feitiço (Spell)
  • características = “feitiço de amarração” faz com que cordas amarrem a vítima.
  • Aparece pela Primeira Vez = O Prisioneiro de Azkaban

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

Incarcerous faz com que apareçam cordas da ponta da varinha do conjurador, que amarram e (em geral) amordaçam a vítima do feitiço.

Descrição Estendida[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Esse feitiço é visto pela primeira vez sendo usado pelo Professor Snape para amarrar Sirius Black e Remus Lupin na Casa dos Gritos. Depois disso, é usado várias vezes, especialmente pela Professora Umbridge para amarrar o centauro Magorian, numa situação que detona um ataque sobre ela pelos outros centauros do bando.

Análise[editar | editar código-fonte]

Ramo da Magia: Incarcerous é difícil de classificar por causa de sua dupla função. Mais especialmente, porque é um feitiço de transfiguração – conjurado para ser específico. Mas, também pode ser um encantamento porque está dando às cordas a habilidade de atacar um alvo específico e amarrá-lo sem qualquer outro tipo de magia necessário.

As Propriedades Físicas das Cordas: parece que os atributos das cordas conjuradas variam e são da escolha do conjurador. No livro O Prisioneiro de Azkaban, quando Severus Snape conjura o feitiço sem verbalizar, cordas “finas semelhantes a cordões” amarram Sirius e Lupin. No livro A Ordem da Fênix, capitulo 33, quando Dolores Umbridge usa o feitiço, dessa vez verbalmente, as cordas aparecem – não há detalhes de sua espessura. A última vez em que vimos esse feitiço na série é no livro As Relíquias da Morte, capitulo 9. Um Comensal da Morte lança esse feitiço em Ron deixando-o bem amarrado em cordas grossas. Uma explicação possível para as discrepâncias na grossura das cordas é que isso tem a ver com o nível de poder do bruxo que lança o feitiço. Nos livros finais, podemos inferir que Umbridge é uma bruxa relativamente fraca, e por isso seu feitiço Incarcerous, embora funcione, não produz cordas tão grossas quanto as do Comensal da Morte. Por outro lado, é sabido que Snape está entre os bruxos mais poderosos da história. Ainda assim sua versão do feitiço, mesmo não sendo verbalizado, produz apenas cordas finas, embora tenham sido suficientes para amarrar ambos, Sirius e Lupin. É possível que, para os pouco sofisticados Comensais da Morte, cordas maiores serjam melhores, enquanto que talvez as cordas que Umbridge produz sejam as melhores que consegue. Enquanto que Snape produz apenas o necessário para o que precisa, talvez imaginando que as cordas mais finas machucam mais quando a vítima tenta se soltar.

Já comentamos em outros feitiços, que há um componente mental incluído: no feitiço Portus, quando criando uma Chave de Portal, o bruxo precisa visualizar o tipo e o destino do Portal; quando alguém usa o feitiço Riddikulus ou Patronus, é preciso usar um componente mental junto. Portanto é possível imaginar que se deve visualizar como a vítima deve ser amarrada e de que maneira quando lançar esse feitiço.

Etimologia: Incarcerous vem da palavra latina “cárcere” que significa prisão ou cela. Faz sentido porque o feitiço lança cordas que se amarram forte na vítima e a impedem de se mexer, portanto é como se tivesse presa ou encarcerada.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]