Guia dos Trouxas para Harry Potter/Magia/Goblin

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa



Goblin
  • tipo = Criatura
  • características = pequenos, inteligentes e mercenários.
  • Aparece pela Primeira Vez = A Pedra Filosofal

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

Goblins são uma raça inteligente que coexistem com os bruxos. Eles são pequenos e possuem dedos longos e finos assim como os pés. Sua alimentação é carne, raízes e fungos. Os Goblins conversam numa língua chamada Gobbledegook.

Descrição Estendida[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Goblins são grandes artesãos de metal, eles são notáveis pelos trabalhos em prata; eles inclusive forjam moedas para uso dos bruxos. Devido à sua habilidade com dinheiro e finanças, eles têm grande controle sobre a economia bruxa e são responsáveis por Gringotts, o Banco dos Bruxos. Eles são representados pela Seção de Ligação com os Goblins do Departamento de Regulamentação e Controle das Criaturas Mágicas no Ministério da Magia.

Através da história dos bruxos, sempre existiu uma disputa entre bruxos e Goblins por causa de erros em ambos os lados. Goblins podem ser sedentos de sangue e cruéis em relação aos bruxos e os consideram vilões arrogantes, ao passo que muitos bruxos consideram os Goblins seres inferiores. No passado os Goblins, ressentidos por serem considerados cidadãos de segunda classe, reagiram com violência na forma de rebeliões e distúrbios.

Os Goblins têm uma forma diferente dos bruxos de considerar a posse – eles consideram que o verdadeiro dono de um objeto é aquele que o criou e não quem o comprou. Este estaria apenas alugando o objeto até sua morte, e não gostam nem um pouco do fato dos bruxos passarem como herança, dentro da família, objetos feitos pelos Goblins, sem novos pagamentos.

Os Goblins podem usar magia sem a ajuda de uma varinha, embora se sintam insultados pelos bruxos negarem a eles o uso das varinhas. Em troca, os Goblins escondem dos bruxos os segredos de sua própria magia.

As armas e armaduras que eles criam são praticamente indestrutíveis e possuem uma propriedade muito especial. Uma espada feita pelos Goblins, como a Espada de Gryffindor aceita e incorpora qualquer material que a torne mais poderosa. Por exemplo, a Espada de Godric Gryffindor absorveu o veneno do Basilisco na Câmara Secreta, se tornando então, perfeita para destruir Horcruxes em As Relíquias da Morte.

Em alguns casos, uma certa amizade existe entre bruxos e Goblins (especialmente com Bill Weasley, que trabalha como Desfazedor de Feitiços para Gringotts), e pode existir até, em alguns casos, uma mistura de raças Goblin-bruxo. O personagem Professor Flitwick tem Goblins entre seus ancestrais, pode-se logo perceber pelo seu tamanho.

Análise[editar | editar código-fonte]

Os Goblins são representados na série como sendo totalmente mercenários, interessados apenas em ouro e no trabalho de seus próprios artesãos. Sua lealdade não é barata e é tão efêmera, que confiar nisso só mesmo em último caso. Apesar disso, Harry consegue a concordância de Grampo, para ajudar a entrar nos cofres de Gringotts.


Perguntas[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

A principio, os Goblins permanecem sendo uma força neutra na luta entre Voldemort e aqueles que se opõe a ele, dizendo que aquela “é uma guerra de bruxos”. No entanto, quando Voldemort consolida seu poder, em As Relíquias da Morte, ele tenta assumir certo controle sobre Gringotts. Essa interferência nos assuntos dos Goblins pelos “portadores de varinhas”, causa descontentamento em muitos, especialmente em Grampo, que abandona Gringotts.