Guia dos Trouxas para Harry Potter/Magia/Feitiço Indetectável de Extensão

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Feitiço Indetectável de Extensão
  • tipo = Feitiço (Spell)
  • características = cria mais espaço dentro de um lugar.
  • Aparece pela Primeira Vez === A Câmara Secreta ===

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

O Feitiço Indetectável de Extensão permite que uma bolsa ou qualquer outro recipiente fique maior por dentro do que por fora.

Descrição Estendida[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Embora esse feitiço seja mencionado pelo nome apenas uma vez, ele é usado em muitos lugares durante a série, e é muito usado no último livro. Mr. Weasley usou esse feitiço no carro voador, que aparece no segundo livro, o carro é maior do lado de dentro do que do lado de fora. Nas tendas que Mr. Weasley alugou para a Copa do Mundo de Quadribol, foi usado o mesmo feitiço, de modo que elas ficaram maiores por dentro do que por fora. No casamento de Bill e Fleur, Hermione deixa cair sua bolsinha de contas, que faz um barulhão muito estranho. Mais tarde em Tottenham Court Road, Hermione tira de dentro dela, roupas de Trouxas e a Capa da Invisibilidade. Quando ela sacode a bolsa para demonstrar, ouvimos algumas coisas grandes caindo de dentro; Hermione encabulada diz que devem ser os livros, que ela arrumou cuidadosamente. Mais tarde a vemos tentando enfiar um quadro grande de Phineas Nigellus Black dentro da bolsa, e mais tarde ainda, ela tira da famosa bolsa, uma tenda que Mr. Weasley alugou para a Copa do Mundo de Quadribol. Como essas tendas usam o mesmo feitiço de extensão, parece que um objeto enfeitiçado pode ser colocado seguramente dentro de outro. Praticamente tudo aquilo que o grupo precisa enquanto vagam pela Inglaterra, vão estar dentro daquela pequena bolsa de contas. Quando o Trio é capturado, Hermione enfia a bolsinha dentro de sua meia onde ela passa despercebida.

Análise[editar | editar código-fonte]

Podemos notar no segundo livro, que o carro de Mr. Weasley, o Ford Anglia, foi enfeitiçado para ficar muito maior por dentro do que por fora. Esse é exatamente o mesmo feitiço, ou algum muito parecido. Mrs. Weasley acredita que o fato de ser grande por dentro, é uma característica do desenho dos Trouxas, o que indica que esse feitiço não é nada comum, ou que Mrs. Weasley está sendo sarcástica. Também é mencionado que os carros do Ministério que levaram Harry, Hermione e os Weasleys do Caldeirão Furado até a Estação de King´s Cross no terceiro livro, são enfeitiçados da mesma maneira porque seus interiores são maiores do que os exteriores.

Mais uma evidência de que esse feitiço é avançado, vem do fato de que aparentemente nunca foi usado nos malões de Hogwarts. Seria com certeza muito útil poder estocar todos os materiais da escola do ano no bolso de uma veste, mas nunca vimos nada parecido com isso.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Um exemplo muito mais macabro do uso desse feitiço, foi o caso de Bathilda Bagshot no último livro. Em duas ocasiões pelo menos, foi oferecido um jantar humano a Nagini. Quando Harry estava amarrado na lápide antes do Duelo no Cemitério, Voldemort promete Harry a Nagini. Mais tarde Voldemort mata Charity Burbage e chama Nagini para jantar. Só por esses casos, podemos ver que Nagini é muito maior do que um ser humano. No entanto, logo depois que Harry encontra Bathilda em Godric's Hollow, Nagini sai de dentro do pescoço de Bathilda. Algumas variações do Feitiço Indetectável de Extensão, devem ter sido usadas, para permitir que a serpente inteira coubesse dentro corpo animado (Inferius) de Bathilda.