Guia dos Trouxas para Harry Potter/Magia/Duende

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Duende (goblin)
  • tipo = Criatura.
  • características = pequena, inteligente, mercenária.
  • Aparece pela Primeira Vez === A Pedra Filosofal ===

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

Duendes (ou Goblins) são uma raça inteligente que convivem com os bruxos. Eles são seres pequenos com dedos e pés longos e finos. Sua alimentação consiste em carne, raízes e fungos. Duendes (goblins) conversam entre si numa língua chamada Gobbledegook.

Descrição Estendida[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Os duendes (goblins) fazem notáveis trabalhos com metais, são ferreiros e ourives, eles são famosos por seus trabalhos em prata; eles inclusive forjam moedas para a comunidade bruxa. Por causa de sua habilidade com dinheiro e finanças, eles tem grande controle da economia e comandam o Banco Bruxo de Gringotes. Eles são representados pela Divisão de Seres do Departamento Para Regulamentação e Controle das Criaturas Mágicas do Ministério da Magia.

Através da história dos bruxos, sempre houve uma disputa entre bruxos e duendes (goblins) causadas por erros dos dois lados. Duendes (goblins) podem ser sanguinários e cruéis com relação aos bruxos e os consideram arrogantes, enquanto que muitos bruxos consideram os duendes (goblins) inferiores. No passado, os duendes, por causa de ocuparem posições de cidadãos de segunda classe, partiram para a violência em forma de rebeliões e desordens.

Os duendes (goblins) têm sentimentos diferentes dos bruxos, com relação à posse – eles consideram que o verdadeiro dono de um objeto é aquele que o fez e não quem o comprou. Eles vêem a compra como um simples aluguel do objeto até a morte do comprador, e não gostam que heranças dos objetos feitos pelos goblins, passem dentro das famílias bruxas sem mais nenhum pagamento.

Duendes (goblins) podem usar magia sem ajuda da varinha, embora se sintam insultados pela recusa dos bruxos de permitir que usem varinhas. Em troca, os duendes (goblins) escondem dos bruxos, os segredos de sua própria magia. Suas armas e armaduras são praticamente indestrutíveis quando criadas, e possuem propriedades muito especiais. Uma lâmina feita pelos duendes (goblins), como a Espada de Gryffindor aceita e incorpora em si mesma qualquer material que a fortaleça. Por exemplo, a Espada de Gryffindor ficou embebida do veneno do Basilisco no livro dois, assim permitindo que destruísse Horcruxes no último livro.

Em alguns casos podem existir uma certa amizade entre duendes (goblins) e bruxos (especialmente Bill Weasley, que trabalha como Quebrador de Maldições para Gringotes) e pode ter havido alguma mistura de raças entre goblins e bruxos, como talvez o Professor Flitwick tenha distantes laços de sangue com os goblins, devido mesmo ao seu pequeno tamanho.

Análise[editar | editar código-fonte]

Os duendes (goblins) são mostrados na série como sendo totalmente mercenários, interessados apenas em ouro e nos objetos feitos pelos seus artesãos. Sua lealdade não é barata, e não se pode contar com ela. Contudo isso, Harry consegue a ajuda de Grampo na missão de invadir o cofre em Gringotes.


Perguntas[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Os duendes (goblins) inicialmente permaneceram como uma força neutra, na luta entre Voldemort e aqueles que se opunham a ele, afirmando que essa era “uma guerra de bruxos”. Quando Voldemort consolidou seu poder, no entanto, no último livro, ele tentou tomar um certo controle sobre Gringotes. Essa interferência por “portadores de varinhas” nos negócios do duendes (goblins) causaram um grande descontentamento, essa foi a causa de Grampo abandonar Gringotes.