Grego moderno/Gramática/Particípios

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikibooks-logo-pt.svg Este livro ou módulo precisa ser formatado segundo o modelo wiki e/ou organizado conforme as convenções do Wikilivros. (discuta)
Por favor ajude a formatar este módulo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Editor: considere colocar o mês e o ano da marcação.

A Formação dos Particípios Gregos O particípio assume tanto a forma nominal adjetiva (variando em gênero, número e caso) quanto a forma verbal (tempo e voz) e pode ocorrer na frase com diversas funções gramaticais, ou formando orações subordinadas participiais ou então vindo substantivado pelo artigo.

Na voz ativa, caracteriza-se o particípio pelo sufixo –ντ, que desaparece diante do –ς (provocando alongamento compensatório) e a sua declinação se dá como dos adjetivos triformes de terceira classe, ou seja, no masculino e no neutro seguem a terceira declinação e no feminino, a primeira.

Contudo, nas vozes média e passiva seguem a declinação dos adjetivos de primeira classe (masculinos e neutros pela segunda declinação e femininos pela primeira). ‚Como adjetivo, o particípio pode vir com a função de adjunto adnominal, de aposto ou de predicativo, quer do sujeito, quer de um objeto.

‛ (Guida, I, 349) 1) Particípio com Artigo  pode ter o valor de um adjunto adnominal, permitindo-se traduzir por uma subordinada relativa (a negação é geralmente μή). Ex.: Οἱ παρόντες πολῖται (os cidadãos presentes ou que estavam presentes). Οἱ κάμνοντες στρατιῶται (os soldados cansados ou que estavam cansados). O particípio com artigo pode também vir só, indicando quer uma só pessoa, quer uma classe de seres (pessoas ou coisas). Ex.: ὁ λόγων = o orador (o que está proferindo o discurso); οἱ ἄρχοντες = os governantes (os que estão governando). Obs.: ‚O particípio futuro com artigo equivale a uma oração relativa no futuro do indicativo, indicando ‘alguém que pode fazer ou que está destinado a realizar alguma coisa’‛. 2) Particípio Predicativo (sem artigo)  pode vir como predicativo do sujeito ou do objeto. a. Particípio Predicativo do Sujeito: o particípio exprime a ideia principal da oração. Ex.: δουλεύων λέληθας(perfeito) = está esquecido de que és escravo (sendo escravo esqueceste-te disso). 79 Apostila de Grego do GIB – Prof.º Odimar Gomes Junior Este particípio predicativo do sujeito ocorre com certos verbos que exprimem (1) um estado ou modo de ser determinado (εῖναι, γίγνομαι, τυγχάνει, λανθάνει, διάγειν, φαίνεσθαι, δῆλος, φανερός etc.); (2) um momento da ação (ἄρχεσθαι, παύεσθαι, διαμένειν etc.); (3) um sentimento (ἤδεσθαι, χαίρειν, ἀγανακτεῖν, μεταμέλεσθαι, τέρπεσθαι etc.); e (4) uma determinação ou situação — para melhor ou para pior (καλῶς ποιεῖν = bem fazer, ter razão, ἀδικεῖν = agir mal, não ter razão, νικᾶν, κρατεῖν, χαρίζεσθαι, χάριν φέρειν etc.). b. Particípio Predicativo do Objeto: aparece com verbos que exprimem um sentimento, uma percepção, um conhecimento, tais como: (1) operação dos sentidos ou do espírito (ὁράω, ἀκούω, μανθάνω, οἶδα, μέμνημαι etc.); (2) mostrar, anunciar, convencer, fazer (δείκνυμι, φαίνω, ἐλέγχω, ποιέω, ἀγγέλλειν etc.). 3) Particípio como Adjunto Adverbial  no caso de o particípio ter o valor de um advérbio ou de um adjunto adverbial, denomina-se este de particípio conjunto quando o sujeito está incluído na oração principal como sujeito ou complemento do adjunto. Quando o sujeito faz parte da oração participial, estando fora da principal, denomina-se de particípio absoluto. a. Particípio Conjunto de Tempo: geralmente reforçado pelas partículas: ἅμα (ao mesmo tempo), μεταξύ (durante, no meio, entrementes), εὐθύς, αὐτίκα (logo, imediatamente). Ex.: ἐμάχοντο ἅμα πορευόμενοι οἱ Ἔλληνες = os gregos combatiam enquanto marchavam (continuando a marcha). Particípio temporal; b. Particípio Conjunto de Causa: com as partículas ἅτε, οἷον, οἷα (porque exprimindo um motivo real); ὡς, ὥσπερ (porque exprimindo motivo subjetivo: na suposição de que). Ex.: Κῦρος, ἅτε παῖς ὤν καὶ φιλόκαλος καὶ φιλότιμος, ἥδετο τῇ σοτλῇ = Ciro, porque era ainda criança (sendo criança) e amava o belo e as honrarias, estava contente com sua roupa. (motivo real); δεδίασι τὸν θάνατον οἱ ἄνθρωποι ὡς εὖ εἰδοτες ὅτι 80 Apostila de Grego do GIB – Prof.º Odimar Gomes Junior μέγιστον τῶν κακῶν ἐστιν = os homens receiam a morte como se bem soubessem (na suposição de saberem) que ela é o maior dos males. (motivo subjetivo). Particípio causal; Obs.: ὡς acompanhado de um particípio futuro significa: ‚na esperança de que‛. c. Particípio Conjunto de Fim: acompanhado ou não de ὡς, o particípio futuro exprime normalmente o desejo, a vontade ou o objetivo que se tem em mente. Ex.: συλαμβάνει Κῦρον ὡς ἀποκτενῶν = faz prender Ciro na intenção de matá-lo. Particípio final; d. Particípio Conjunto de Condição: geralmente não é acompanhado de partículas, mas pode vir com ὥς, ὥσπερ. Ex.: ὠρχοῦντο ὥςπερ ἄλλοις ἐπιδεικνύμενοι =dançavam como se aos demais se exibissem. Particípio condicional; e. Particípio Conjunto de Concessão: vem em geral precedido de καὶ, ὅμως καὶ (mesmo que) ou καίπερ (embora). Ex.: καίπερ οὐ διψῶν, πίνει = embora não tendo sede, bebe. Particípio concessivo; f. Particípio Conjunto de Maneira / Modo: sem partícula, pode exprimir o adjunto circunstancial de modo. Ex.: ἀφίει μετὰ ἑαυτοῦ τοὺς σθμμάχους ἔχων = parte tendo consigo os aliados. Particípio modal. g. Particípio Absoluto: é uma oração participial com sujeito próprio, aparente ou não, que tanto pode vir no genitivo quanto no acusativo: i. Genitivo absoluto: como o genitivo indica o ponto de partida de uma ação, a construção com genitivo absoluto nunca terá valor final nem consecutivo. Pode, contudo, ter valor causal, temporal, concessivo ou hipotético. Ex.: προιόντων εἰς τὸ πεδίον ἐπολέμησαν = avançando para a planície, travaram combate; ii. Acusativo Absoluto: pode ter valor causal, temporal, concessivo ou hipotético. Ex.: Σωκράτης εὔχετο θανεῖν ὡς θάνατον ἄριστον 81 Apostila de Grego do GIB – Prof.º Odimar Gomes Junior ὄντα = Sócrates desejava morrer na suposição de que (ὡς) a morte é o que há de melhor. A Formação do Particípio Presente Verbo εἰμί MASC. FEM. NEUTRO Nm Sg ὤν οὖσα ὄν Ac Sg ὄντα οὖσαν ὄν Gn Sg ὄντος οὔσης ὄντος Dt Sg ὄντι οὔσῃ ὄντι Nm Pl ὄντες οὖσαι ὄντα Ac Pl ὄντας οὔσας ὄντα Gn Pl ὄντων ουσῶν ὄντων Dt Pl οὖσι (ν) οὔσαις οὖσι (ν) Verbos Temáticos Vocálicos Não-contratos 1) Voz ativa Formação: Radical + vogal temática + sufixo –ντ + desinências casuais Masculino Neutro Caso Singular Plural Singular Plural Nominativo λύων λύοντες λύον λύοντα Acusativo λύοντα λύοντας λύον λύοντα Genitivo λύοντος λυόντων λύοντος λυόντων Dativo λύοντι λύουσι (ν) 1 λύοντι λύουσι Vocativo λύον λύοντες λύον λύοντα 1 Queda do grupo –ντ diante do sigma provocando alongamento compensatório do –ο para -ου. 82 Apostila de Grego do GIB – Prof.º Odimar Gomes Junior Feminino Caso Singular Plural Nominativo λύουσα λύουσαι Acusativo λύουσαν λύουσας Genitivo λύουσης λυούσων Dativo λύουσῃ λυούσαις Vocativo λύουσα λύουσαι 2) Vozes Média e Passiva Formação: Radical + vogal temática + sufixo –μενος, -η, -ον Masculino Neutro Caso Singular Plural Singular Plural Nominativo λυόμενος λυόμενοι λυόμενον λυόμενα Acusativo λυόμενον λυομένους λυόμενον λυόμενα Genitivo λυομένου λυομένων λυομένου λυομένων Dativo λυομένῳ λυομένοις λυομένῳ λυομένοις Vocativo λυόμενε λυόμενοι λυόμενον λυόμενα Feminino Caso Singular Plural Nominativo λυομένη λυομέναι Acusativo λυομένην λυομένας Genitivo λυομένης λυομένων Dativo λυομένῃ λυομέναις Vocativo λυομένε λυομέναι 83 Apostila de Grego do GIB – Prof.º Odimar Gomes Junior Obs.: Por declinar-se como um adjetivo de 1ª classe, a forma feminina orienta sua acentuação pela da forma masculina. Por isso, o genitivo plural feminino será λυομένων (e não perispômeno, como nos substantivos de 1ª declinação). Verbos Temáticos Vocálicos Contratos (voz ativa) 1) Contratos em α Masculino Caso Singular Plural Nominativo τιμά+ων  τιμῶν τιμά+οντες  τιμῶντες Acusativo τιμά+οντα  τιμῶντα τιμά+οντας  τιμῶντας Genitivo τιμά+οντος  τιμῶντος τιμα+όντων  τιμώντων Dativo τιμά+οντι  τιμῶντι τιμά+ουσι (ν)  τιμῶσι (ν) Vocativo τιμά+ον  τιμῶν τιμά+οντες  τιμῶντες Neutro Caso Singular Plural Nominativo τιμά+ον  τιμῶν τιμά+οντα  τιμῶντα Acusativo τιμά+ον  τιμῶν τιμά+οντα  τιμῶντα Genitivo τιμά+οντος  τιμῶντος τιμα+όντων  τιμώντων Dativo τιμά+οντι  τιμῶντι τιμά+ουσι (ν)  τιμῶσι (ν) Vocativo τιμά+ον  τιμῶν τιμά+οντα  τιμῶντα Feminino Caso Singular Plural Nominativo τιμά+ουσα  τιμῶσα τιμά+ουσαι  τιμῶσαι Acusativo τιμά+ουσαν  τιμῶσαν τιμά+ουσας  τιμῶσας Genitivo τιμα+ούσης  τιμώσης τιμα+ούσων  τιμώσων 84 Apostila de Grego do GIB – Prof.º Odimar Gomes Junior Dativo τιμα+ούσῃ  τιμώςῃ τιμα+ούσαις  τιμώσαις Vocativo τιμά+ουσα  τιμῶσα τιμά+ουσαι  τιμῶσαι 2) Contratos em ε Masculino Caso Singular Plural Nominativo ποιέ+ων  ποιῶν ποιέ+οντες  ποιοῦντες Acusativo ποιέ +οντα  ποιοῦντα ποιέ+οντας  ποιοῦτας Genitivo ποιέ +οντος  ποιοῦντος ποιε+όντων  ποιούντων Dativo ποιέ+οντι  ποιοῦντι ποιέ+ουσι (ν)  ποιοῦσι (ν) Vocativo ποιέ+ον  ποιῶν ποιέ+οντες  ποιοῦντες Neutro Caso Singular Plural Nominativo ποιέ+ον  ποιοῦν ποιέ+οντα  ποιοῦντα Acusativo ποιέ+ον  ποιοῦν ποιέ+οντα  ποιοῦντα Genitivo ποιέ+οντος  ποιοῦντος ποιέ+όντων  ποιούντων Dativo ποιέ+οντι  ποιοῦντι ποιέ+ουσι (ν)  ποιοῦσι (ν) Vocativo ποιέ+ον  ποιοῦν ποιέ+οντα  ποιοῦντα Feminino Caso Singular Plural Nominativo ποιέ+ουσα  ποιοῦσα ποιέ+ουσαι  ποιοῦσαι Acusativo ποιέ+ουσαν  ποιοῦσαν ποιέ+ουσας  ποιοῦσας Genitivo ποιε+ούσης  ποιούσης ποιε+ούσων  ποιούσων Dativo ποιε+ούσῃ  ποιούσῃ ποιέ+ούσαις  ποιοῦσαις Vocativo ποιέ+ουσα  ποιοῦσα ποιέ+ουσαι  ποιοῦσαι 85 Apostila de Grego do GIB – Prof.º Odimar Gomes Junior 3) Contratos em ο Masculino Caso Singular Plural Nominativo δηλό+ων  δηλῶν δηλό+οντες  δηλοῦντες Acusativo δηλό +οντα  δηλοῦντα δηλό+οντας  δηλοῦντας Genitivo δηλό +οντος  δηλοῦντος δηλο+όντων  δηλούντων Dativo δηλό+οντι  δηλοῦντι δηλό+ουσι (ν)  δηλοῦσι (ν) Vocativo δηλό+ον  δηλῶν δηλό+οντες  δηλοῦντες Neutro Caso Singular Plural Nominativo δηλό+ον  δηλοῦν δηλό+οντα  δηλοῦντα Acusativo δηλό+ον  δηλοῦν δηλό+οντα  δηλοῦντα Genitivo δηλό+οντος  δηλοῦντος δηλο+όντων  δηλούντων Dativo δηλό+οντι  δηλοῦντι δηλό+ουσι (ν)  δηλοῦσι (ν) Vocativo δηλό+ον  δηλοῦν δηλό+οντα  δηλοῦντα Feminino Caso Singular Plural Nominativo δηλό+ουσα  δηλοῦσα δηλό+ουσαι  δηλοῦσαι Acusativo δηλό+ουσαν  δηλοῦσαν δηλό+ουσας  δηλοῦσας Genitivo δηλο+ούσης  δηλούσης δηλό+ούσων  δηλούσων Dativo δηλο+ούσῃ  δηλούσῃ δηλό+ούσαις  δηλούσαις Vocativo δηλό+ουσα  δηλοῦσα δηλό+ουσαι  δηλοῦσαι Obs.1: Para se obter a forma, na voz média, dos verbos contratos, basta somente efetuar a contração da vogal temática com a vogal inicial da desinência média (ο). Obs.2: Os verbos consonânticos têm a mesma forma dos vocálicos não-contratos. 86 Apostila de Grego do GIB – Prof.º Odimar Gomes Junior Bibliografia Básica ALAND, Kurt et al. The Greek New Testament. United Bible Societies. GINGRICH, F. Wilbur; DANKER, Frederick W. Léxico do N.T. Grego/Português. São Paulo: Vida Nova. HORTA, Guida Nedda Barata Parreiras. Os Gregos e Seu Idioma. 4.ª ed. Rio de Janeiro: Ed. J. Di Giorgio & Cia Ltda, 1991. 483 p. (1º e 2º Tomos) LIDDELL and SCOTT. Greek-English Lexicon. Oxford University Press. PEREIRA, Isidro. Dicionário Grego-Português e Português-Grego. Porto: Ed. Apostolado da Imprensa. TAYLOR, W. C. Introdução ao Estudo do Novo Testamento Grego. São Paulo: Editora Batista Regular, 2001. Bibliografia Complementar DOBSON, John H. Aprenda o Grego do Novo Testamento. Trad. Lucian Benigno. 4a. edição. Rio de Janeiro: CPAD, 1997. GREENLEE, J. Harold. Gramática Exegética Abreviada do Grego Neotestamentário. Rio de Janeiro: JUERP, 1973. Joint Assoc. Classical Teacher. Reading Greek: grammar, vocabulary and exercises. Cambridge Univ. Press. LA SOR, William Sanford. Gramática Sintática do Grego do Novo Testamento. trad. Rubens Paes. 2a. Edição, 1998. São Paulo:Vida Nova, reimpressão 2002. LUZ, Waldyr Carvalho. Manual da Língua Grega. São Paulo: Cultura Cristã, 1992. (3 vol) MACHEN, John Gresham. O Novo Testamento Grego para Iniciantes. Trad. Antônio Victorino. São Paulo: Hagnos, 2004. REGA, Lourenço Stelio; BERGMANN, Johannes. Noções do Grego Bíblico: Gramática Fundamental. São Paulo: Vida Nova, 2004