Experiência religiosa/Introdução

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Capítulo 1 - Introdução[editar | editar código-fonte]

O que é a experiência religiosa?[editar | editar código-fonte]

A experiência religiosa, também conhecida como experiência mística, espiritual , é uma experiência subjetiva em que um indivíduo diz ter tido um encontro ou uma união com uma entidade divina, ou ter tido contato com uma realidade transcendental.

Muitas tradições religiosas e místicas vêem a experiência religiosa como encontros diretos com Deus, Deuses o contato com outras realidades [1] e a visão cientifica normalmente afirma que a experiência religiosa e um experiência normal do cérebro humano que evoluiu em algum momento durante o curso da evolução do cérebro.[2]

A experiência religiosa com suas caracteristicas comuns, tem diferentes nomes em diferentes culturas, como:

  • Experiência Mística
  • Experiência Sacra
  • Experiência Espiritual
  • Unio Mystica (Cabala)
  • Gnosis (Filosofia helenística)
  • Irfan (Islamismo - Sufismo)
  • Samadhi (Hinduismo - Vedanta)
  • Moksa (Jainism)
  • Theosis (Cristianismo mistico)
  • Henosis (Neoplatonismo)
  • Nirvana, Satori, Samadhi (Budismo)
  • Consciência pura [3]

Diagrama de uma experiência religiosa[editar | editar código-fonte]

Diagrama de uma Experiência Religiosa (Diagrama feito por Mateus Zica)
  • 1 - As características do cérebro (como: inteligência, situação emocional, etc)
    • 1.2 - A herança cultural da pessoa (como: crenças religiosas, visões de mundo)
  • 2 - Técnica usada para obter a experiência religiosa (como: meditação, reza, música,etc)
  • 3 - Substância ou equipamento usado para obter uma experiência religiosa (como: enteógenos, estimulação do cérebro com campos magnéticos,etc)
  • 4 - Uma experiência religiosa particular
  • 5 - Mudanças permanente no cérebro após uma experiência religiosa (como: mudanças nos valores morais, mudanças nas crenças religiosas, mudanças no sentido da vida)
    • 5.1 - Descrições de uma experiência religiosa (descrições por escrito ou descritas por meio da fala)
    • 5.2 - Pontos de vista sobre a experiência religiosa que a pessoa teve (como: " eu tive um contato com Jesus", "eu tive uma união com Deus",etc)


Referências[editar | editar código-fonte]