Esperanto/Leciono 10

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Lição 10 - Construção das Palavras e Frases em Esperanto


A Formação das Palavras em Esperanto


As palavras em Esperanto podem ser formadas por adição de

>terminação: san'o (saúde); san'a (saudável);

>sufixos: bov'ar'o (gado); sklav'ec'o (escravidão);

>prefixos: ek'iri (começar a andar); re'fari (refazer);

>pela justaposição de palavras independentes:

internacia (inter + naci'o + -a) = internacional

banĉambro ( ban'o + ĉambr'o ) = quarto de banho->banheiro

legolibro (leg'o + libr'o) = livro de leitura

skribotablo (skrib'i + tabl'o) = mesa de escrever->escrivaninha

vivokondiĉoj (viv'o + kondiĉ'o)= condições de vida;

fervojo (fer'o + voj'o) = estrada de ferro

stacidomo (staci'o + dom'o) = casa da estação= estação


A Justaposição


A justaposição é uma das maiores riquezas do Esperanto, pois permite com dois ou mais radicais se criarem palavras novas e que permitem desenvolver nuances de expressão que mal podemos perceber nos idiomas nacionais. É importante que se note que o radical principal é o último da sequência, note a diferença:

sukerkano (cana de açúcar) e kansukero (açúcar de cana)

fervojstacidomo = casa da estação da estrada de ferro

Note que o último elemento é o que define o sentido da palavra. Na maioria das vezes, mantemos somente o radical da palavra que qualifica a palavra principal; mas em outros casos deve-se colocá-lo simplesmente por um problema de eufonia:

"dentodoloro" (dor de dente) seria difícil de ser pronunciado

como "dentdoloro", mas que também não estaria errado.


Prefixos Acidentais e Afixos como Radicais


Muitas vezes as palavras invariáveis e os numerais formam também palavras por justaposição:

antaŭ'brako(antebraço); ĉe'esti (estar presente);

de'veni (provir); ekster'lando (estrangeiro); el'preni (tirar);

kontraŭdirekto(contramão); ne'utila(inútil);

post'vivi(sobreviver); preter'pasi (ultrapassar);

sen'hara (calvo); super'abunda (superabundante);

tra'nokti (passar a noite); trans'mara (ultramarino).

Algumas vezes utilizamos os próprios afixos como palavras independentes:

aĵ'o (coisa); an'o (membro, sócio); ar'o (grupo, conjunto);

dis'a (disperso); ebl'e (possívelmente); ec'o (qualidade);

ej'o (lugar); ek'i (começar); em'o (disposição); et'a (pequeno);

il'o (ferramenta); in'a (feminino); mal'o (contrário);

mis'a (errônea); pra'a (primitivo); ul'o (sujeito)


Palavras Internacionais


Existem muitas palavras que são já por si só internacionais, pois já estão nos diversos idiomas com formas bem semelhantes:

teatro; geografio; telegrafo; lokomotivo; redakcio; temperaturo;

centro; publiko; botaniko; vagono; komedio; diplomato; doktoro;

advokato; atomo; bombo; sputiniko; satelito; etc...

Veja que elas também estão dentro do Esperanto, mas com a grafia e fonética da língua internacional. Portanto, a técnica e a ciência, bem como o mundo moderno poderão gerar quantas palavras quiser, pois elas já terão suas correspondentes em Esperanto automaticamente, mas só que com as vestimentas dele. Conclusão: O Esperanto sempre acompanhará o desenvolvimento da humanidade!


Acusativo de Direção


Já vimos que, na construção da oração em Esperanto, precisamos utilizar a terminação "-n" (acusativo) para marcar o receptor da ação, o objeto direto.

La kato kaptis la musoN (O gato pegou o rato);

O acusativo também é utilizado para mostrar a direção de um movimento, aliás é a única vez que se utiliza o acusativo depois de uma preposição:

La muso estas en la ĉambro.

(O rato está no quarto)

La kato eniras en la ĉambroN. (O gato entra para dentro do quarto).

não se usa: "al" en la ĉambro... mas, "en la ĉambroN".

As Orações Integrantes


Quando em uma oração, o sujeito ou o objeto é também uma oração, dizemos que a oração é integrante, isto é, são orações subordinadas substantivas, dos seguintes tipos:

Pedro disse <que ele era professor>.

Petro diris, KE li estas instruisto.

Antes de ontem ela prometeu <que viria amanhã>.

Antaŭhieraŭ ŝi promesis, KE ŝi venos morgaŭ.

Deve-se notar alguns detalhes:

- O "KE" só serve para conjunção integrante. Um erro comum entre os brasileiros que falam Esperanto é utilizar o "ke" como pronome relativo:

Maria, kiu estas lernantino, parolas la anglan.

Ao invés de se usar o <kiu>, utilizam erroneamente o <ke>.

- O tempo verbal da oração subordinada está da mesma forma como ele foi expressado na época indicada pela oração principal:

..ke li estAS instruisto (no presente, pois ele disse assim!).


Frases que expressam dúvidas e condições


A partícula ĉU é uma conjunção que se usa para se introduzir

uma dúvida:

ĉu li venos ? Jes, li venos.(Ele virá? Sim, ele virá) mas, ela também serve para construir uma frase dubidativa, tal como:

Mi ne scias, ĉu li venos.(Não sei se ele virá)

compare com:

Mi parolus kun li, se li venus.(Falaria com ele se ele viesse)

Na frase com "ĉu" há uma dúvida (oração integrante) e na segunda

há uma condição (oração sub. adverbial).

Se via patro diris tion, ĝi devas ja esti vera.

(Se seu pai disse isso, deve ser mesmo verdade).

ĉu pro timo, ĉu pro fiereco, li nenion respondis.

(Seja por medo, seja por orgulho, ele nada respondeu)


Algumas conjunções


Aŭ (ou, senão): Mi devas savi min, aŭ mi estos arestita.

(Devo-me por a salvo, ou serei preso.)

DO (pois, portanto, então, logo): Mi pensas, DO mi ekzistas.

(Penso, logo existo.)

KAJ (e): En la tago mi vidas la helan sunon, KAJ en la nokto la

palan lunon. (De dia vejo o sol claro, e à noite a lua pálida).

KVANKAM (embora): Mi komprenis nenion, KVANKAM li multe paroladis

(Não compreendi nada, embora ele houvesse falado muito)

NEK (nem): Mi ne renkontis lin, NEK lian fraton.

(Não encontrei a ele, nem ao irmão).

OL (do que): Li preferis morti, OL perfidi siajn amikojn.

(Ele preferiu morrer do que trair seus amigos.)

SED (mas, porém): La pomo ne estas tie, SED ie ajn.

(A maçã não está lá, mas em qualquer outro lugar.)

TAMEN (todavia, entretanto): Li vivas malriĉe, tamen feliĉe.

(Ele vive pobremente, todavia com felicidade.)

Alguns outros tipos de conjunções


APENAŭ (mal, por pouco)

  • adv.: Li APENAŭ vidis kaj tuj aĉetis(Ele mal viu e comprou)

  • conj.: APENAÛ mi eliris, ekpluvetis. (Logo que saí, começou a choviscar.)

DUM (durante, enquanto) - adv.: Oni dormas DUM la nokto (Dormimos à noite)

- conj.: Vi kantas, DUM mi dormas. (Você canta, enquanto estou dormindo).

KVAZAŭ (como se, como que) - adv.: La lago estis KVAZAŭ spegulo.

(O lago era como que um espelho). Em situações de comparação verdadeira, usa-se KIEL, compare:

Li parolis, KIEL prezidanto <-> Li parolis, KVAZAŭ besto.

(Ele falou, como presidente <-> Ele falou, como animal.)

conj.: Vi parolis en tia maniero, KVAZAŭ mi estis kulpa.

(Você falou de tal forma, como se eu fosse culpado.)

Algumas combinações de palavras funcionam também como conjunções:

ANTAŭ OL (antes que); ĉIAM KIAM (sempre quando); DE KIAM (desde

quando); KIEL ANKAŭ (como também); KONDIĉE KE (com a condição

que); POR KE (para que); POST KIAM (depois que)


Resumindo a Décima Lição

Nesta lição você aprendeu:


>A formação de palavras em Esperanto: Derivação. Justaposição.

>Palavras Internacionais.

>Acusativo de Direção. (La kato eniris en la ĉambroN).

>Orações Integrantes.(..., ke...).

>Dúvidas (ĉu...) e condições (se...).

>As conjunções: aŭ, do, kaj, kvankam, nek, ol, sed, apenaŭ, dum,

kvazaŭ, por ke, kondiĉe ke, kiel ankaŭ...


Traduza: legolibro; vivokondiĉoj; tranokti; ejo; praa; ulo; Antônio disse que ele era professor; Não sei se ele virá; Se ele vier, eu falarei com ele; Ela preferiu morrer do que trair os amigos; ele vive pobremente, todavia com felicidade; Ele fala como um papagaio (papago).


Agora faça o exercício 10.


^Esperanto^ | Ekzercoj 9 | Leciono 10 | Ekzercoj 10