Logística/Gestão de armazéns/Operação de um armazém/Funções de um armazém: diferenças entre revisões

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Actualização
(Correcção)
(Actualização)
{{Nav2|'''[[Logística/Gestão de armazéns/Operação de um armazém|Operação de um armazém]]'''|[[../Missões de um armazém|Missões de um armazém]]|[[../Fluxos num armazém|Fluxos num armazém]]}}
 
Citando Heskett, Ivie e Glaskowsky: “'''…Assim como o controlo de [[w:estoque|''stocks'']] é a parte vital da função logística, o [[w:armazém|armazém]] é o centro real do sistema logístico de qualquer empresa…'''”. <br><br> Os armazéns servem de pontos de processamento ou de manipulação de materiais no sistema logístico, e, além disso, mantêm os ''stocks'' que desempenham as funções de protecção. <br> As principais funções de processamento ou de manipulação de materiais que um armazém desempenha são: <br><br>
*'''Receber as mercadorias'''. O armazém aceita mercadorias entregues através de um transportador externo, ou provenientes da fábrica a ele ligada, responsabilizando-se por ela. <br><br>
*'''Identificar mercadorias'''. Os produtos devem ser devidamente registados e do registo deve constar o número do produto recebido, pode ser necessário marcar o produto utilizando para isso um código físico, etiqueta, etc. <br><br>
*'''Classificar as mercadorias'''. As mercadorias podem ser classificadas e enviadas para o local adequado de [[w:armazenagem|armazenagem]]. <br><br>
*'''Remeter as mercadorias para o armazém'''. As mercadorias devem ser guardadas onde possam ser encontradas quando necessário. <br><br>
*'''Guardar as mercadorias'''. As mercadorias são adequadamente protegidas até serem necessárias. <br><br>
*'''Requisitar, seleccionar ou separar as mercadorias'''. Os produtos pedidos pelos [[w:consumidor|clientes]] precisam ser eficientemente seleccionados de entre os outros e, agrupados de maneira a facilitar o próximo passo. <br><br>
*'''Ordenar o pedido'''. Os vários itens que compõem um pedido devem ser agrupados e deve-se verificar se o pedido está completo ou se há omissões justificáveis; os registos dos pedidos devem ser preparados ou modificados conforme o necessário. <br><br>
*'''Despachar o pedido'''. O pedido consolidado deve ser embalado de forma adequada e dirigido ao veículo de transporte certo. Os documentos de [[w:expedição|expedição]] e financeiros necessários devem ser preparados. <br><br>
*'''Preparar registos'''. È necessário registar o número de pedidos recebidos, isto porque os produtos recebidos e os saídos, para que se possa efectuar a reposição e controlo dos ''stocks'', ou então, os dados de procura e [[w:recepção|recepção]] devem ser enviados a um centro de controlo localizado noutro lugar. <br><br>
Os armazéns podem também ser usados como pontos de processamento físico. Por exemplo, o ''stock'' de um determinado produto pode ser mantido para envelhecimento, uma forma de processamento, inclusivamente nalguns sistemas, as montagens secundárias, o acondicionamento e a adaptação para pedidos especiais podem fazer parte da actividade de armazenagem. <br><br> A maioria dos armazéns funciona como actua como pontos de ''stocks'' e de controlo para manutenção dos mesmos, desempenhando uma função de protecção. Permitindo com isso uma remessa económica para o armazém, dividindo-as em unidades adequadas à expedição, e protegendo a segurança do atendimento. <br><br> As funções de processamento e de protecção de um armazém estão, em geral, em conflito parcial. A armazenagem em áreas relativamente pequenas pode contribuir para um sistema de armazenagem mais compacto, e assim, para um processamento mais eficiente. Entretanto, os ''stocks'' compatíveis com a função de processamento podem não ser adequados para fazer face aos requisitos de protecção. <br><br> O projecto de um armazém deve ser baseado na procura do chamado “ meio-termo”, tentando adequar as duas funções. Os armazéns podem ter todas as formas e graus de especialização. Alguns são altamente especializados para manipular os produtos num meio ambiente controlado (ex: câmaras frigoríficas) ou em condições seguras (ex: metais preciosos ou drogas perigosas). Podem ser projectados para manipular produtos secos a granel (silos de cereais) ou produtos fluidos a granel (tanques de petróleo), ou podem não passar de simples áreas protegidas (armazenagem de madeira ou carvão) ([[Logística/Referências#refbMAGEE|Magee, 1977, p.148]]).
 
Os armazéns são locais de armazenamento e escoamento de produtos, tendo como principal função o processamento, a gestão de produtos, os stocks e o encaminhamento dos respectivos produtos para as entidades que os solicitam, dando-se com isto um percurso devidamente identificado entre a [[w:Recepção (armazém)|recepção]] dos produtos até ao seu escoamento.
 
Para que seja possível chegar ao seu termo, existem diversos percursos pelos quais os produtos têm de seguir. O processamento dos produtos tem dentro das funções de um armazém uma lógica definida e equilibrada. Retratando essa evolução num espaço físico de um armazém conseguimos perceber todo o percurso assim como a sua lógica e sequências com as suas funções especificas:
 
*Recepcionar os produtos. Os produtos chegam a um armazém por diversos meios, a partir do momento em que entram, o armazém torna-se o “fiel depositário” , tendo como função principal o responsabilizar-se por todo o material.
*Ao entrarem os produtos tem de ser registados, nesse registo deve-se identificar com o número de registo de entrada, marcação por meio de um código, ou qualquer outro processo considerado adequado.
*No espaço de [[w:Armazenagem|armazenagem]] existem áreas específicas para os diversos produtos, o que permite uma localização e uma armazenagem mais criteriosa.
*Com o tipo de armazenagem específica e objectiva torna-se mais fácil o manuseamento e pesquisa do produto.
*No armazenamento os produtos são acomodados e protegidos até serem seleccionados para utilização.
*Ao serem solicitados os produtos, devem ser devidamente acomodados, o que torna mais célere e eficiente o seu manuseamento aquando do pedido do [[w:Consumidor|cliente]].
*Os pedidos ao entrarem devem ser verificados até estarem completos, para além disso devem ser analisados exaustivamente para que não se verifiquem quaisquer omissões.
*Após a selecção de todos os produtos, estes devem ser embalados (e, enviados para o veículo que efectuar o seu [[w:Transporte|transporte]]). Ao saírem devem levar sempre os respectivos documentos de [[w:Expedição (armazém)|expedição]] (guia de remessa) e o documento financeiro ([[w:Fatura|factura]]).
*O registo de pedidos é extremamente importante para que exista uma organização interna, permitindo assim uma reposição correcta dos produtos expedidos (reposição de ''stocks'').
 
Os armazéns têm formas e especificidades diferentes, tendo a ver basicamente com o tipo de produto, daí se poder afirmar que podem também ser utilizados como um depósito de um determinado produto, sendo parte integrante do processo produtivo do mesmo; dando como exemplo deste tipo de processamento físico as caves de vinhos, estas são meramente pontos de processamento onde se dá o envelhecimento de um produto neste caso, os vinhos.
 
Daí se poder afirmar que os armazéns têm uma função de protecção, para além da função de gestão de ''stocks'' e de controlo e manutenção dos produtos.([[Logística/Referências#refbMAGEE|Magee, 1977, p. 148-149]]).
{{AutoCat}}
95

edições

Menu de navegação