Discussão:Brincadeiras a qualquer hora

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Sobre este espaço de discussão

Reformulação

Estou pensando em expandir o propósito do livro Truques de cartas, pois quando comecei era demasiadamente novato no projeto para imaginar a melhor forma de torná-lo interessante. Hoje acredito que seria até melhor remover alguns tópicos que pretendia colocar nele quando comecei, mas que não tenho intensão de colocar no livro...

Minha ideia atual é torná-lo um livro que possa incluir brincadeiras, jogos infantis, jogos de salão, trotes e truques para se fazer com os amigos (não necessariamente truques de cartas).

Eis alguns livros que poderiam ser usados (graças ao google books, hehe) para ajudar a por esta ideia em prática:

Itens movidos para a página de referências bibliográficas

O mais interessante seria poder resgatar aquelas brincadeiras que nossos pais, nossos tios e também alguns de nós mesmos brincavam quando eram pequenos, e poder passar a diante para as futuras gerações, que já nascem usando computadores e coisas afins...

Dependendo do caso, o livro poderia até vir a fazer parte do Wikijúnior, tendo capítulos separados conforme a idade/objetivo das brincadeiras.

Estou aceitando sugestões... Mas não é algo para já, pois imagino que funcionaria melhor com o estilo de colaboração que há no livro de receitas: esporadicamente aparece alguém ensinando uma atividade nova (uma brincadeira, um truque, etc). E vamos cuidando para manter a organização do livro como um todo de forma uniforme...

Alguém aí lembra de alguma daquelas brincadeiras que eram muito divertidas (muito mesmo ) há uma ou duas décadas, mas que hoje parecem não ter qualquer graça para os mais novos? Quer nos ensinar? Vale por exemplo contar apenas resumidamente aqui na discussão mesmo a ideia para que posteriormente possa ser escrita didaticamente como parte do livro propriamente dito... Helder 19h36min de 8 de março de 2009 (UTC)

Um exemplo do tipo de brincadeira que eu tinha em mente, para duas ou mais crianças: alguém começa falando uma palavra, outra criança tem que dizer aquela palavra e acrescentar mais uma, outra tem que repetir as duas anteriores e acrescentar uma terceira palavra, e assim sucessivamente formando uma frase cada vez maior. Era uma brincadeira muito boa pra se exercitar a memória. Helder 23h20min de 8 de março de 2009 (UTC)
Sugestão Que tal criar um esquema para os módulos? Talvez algo como "quantos podem brincar", "materiais necessários" e coisas do tipo. Pode ser também que caiba em uma predefinição.
E aliás, porque não transformar esse livro de brincadeiras em um livro novo? - Jorge Morais 22h46min de 19 de março de 2009 (UTC)
Eu tinha pensando em fazer dos Truques de cartas apenas um capítulo do novo livro. Mas criar outro é um opção, com o risco de ficarem os dois textos pelo caminho, mas enfim: como isto é uma wiki, deixar certas coisas pela metade (tá bom, menos da metade) já não me incomoda tanto (embora eu prefira terminar o que comecei, pois raras vezes vi outros terminarem o que alguém começou e não terminou...).
No fundo, no fundo, as duas opções me parecem viáveis... O que a Alustriel sugere?
Já tinha me passado pela cabeça os "materiais necessários", mas acho que me envolvi com outra coisa e esqueci... Mas "quantos podem brincar" também é uma boa ideia! Helder 23h17min de 19 de março de 2009 (UTC)

Estou nessa...

no momento tenho que pensar... rs... acho que tem tanto tempo que brinquei que já não lembro hahaha... mas certamente vou lembrar de coisas que minha filha e colegas brincaram... (e foi muito). Volto logo com sugestões. Alustriel 21h34min de 8 de março de 2009 (UTC)

Opa! Vou aguardar então... Helder 23h20min de 8 de março de 2009 (UTC)

Como ilustrar?

Helder, pensastes como vamos ilustrar essas brincadeiras? Temos brincadeiras de roda, passa anel, telefone sem fio, a dedanha (stop) escrevendo rios, países, etc... sempre com determinada letra, duvido (jogo de cartas) e muitas outras. Mas não sei como vai se preparar isso, de modo que fique interessante para essa turma tão informatizada... Diga lá amigo, beijusssssss Alustriel 18h29min de 14 de março de 2009 (UTC)

Olha... essa é uma boa pergunta. Talvez a Patrícia consiga ajudar com alguma coisa nesse sentido (provavelmente as brincadeiras que não exigem fotos de várias pessoas brincando sejam mais fáceis de conseguir). Mas gostei da sua listinha de brincadeiras... Vamos conversando! Helder 19h55min de 14 de março de 2009 (UTC)

Como obter mais brincadeiras?

Outra coisa, estou pensando em postar no Yahoo! Respostas alguma coisa que leve as pessoas a nos lembrar de mais umas brincadeiras... Depois, para não ter problemas com direitos autorais, explicamos com nossas palavras o que nos contarem, e colocamos a página do Yahoo! entre as referências... Helder 19h55min de 14 de março de 2009 (UTC)

boa idéia Helder. Aos poucos a gente vai conversando com uns e outros e juntando coisas interessantes. Só tenho pena porque as crianças hoje não têm como se reunir para brincar juntas, talvez alguém que organizasse as brincadeiras... pode até ser que esse livro fosse direcionado para professores das turmas de pequenos. Não seria legal? tipo uma brincadeira nova por semana e ao final de um mês as crianças pudessem escolher qual a mais divertida. Sei lá... pelo que escuto as crianças de hoje ficam muito restritas na escola e nos apartamentos com 300 mil atividades extra classe e nenhuma diversão conjunta. Pode ser uma viagem, mas a gente vai aprimorando idéias até chegar ao ponto certo do livro não é? Beijussssssss Alustriel 12h56min de 17 de março de 2009 (UTC)
A ideia era bem essa Alustriel... Mas fica uma dúvida: Se o livro for direcionado aos professores das séries iniciais, ele iria para o Wikijúnior? Mais importante: conforme o livro se destine aos professores, ou às próprias crianças, a linguagem utilizada precisará ser bem diferente. O que seria melhor?
Ahh... notei que no Yahoo! Respostas já tem umas perguntas feitas que poderemos utilizar... Olha só: e . Helder 14h45min de 17 de março de 2009 (UTC)

Título?

Por enquanto estou pensando em algo como "Brincadeiras infantis" ou "Brincadeiras para crianças de todos os tamanhos". O que sugerem? Helder 23h17min de 19 de março de 2009 (UTC)

Que bárbaro o quadro do Pieter Brueghel... esse eu não conhecia, preciso tempo para olhar e você fez um belo desafio... encontrar as brincadeiras no quadro! Adoro isso!
Não sei o que você pretende e nem a que idade seriam dirigidas as brincadeiras mas uma vez criei uma gincana no meu aniversário muito show. Só que para crianças seria necessário um adulto monitorando. Então, melhores seriam as brincadeiras que eles pudessem fazer sozinhos. Então teríamos pouco texto e fotos ou descrições? Você pretende que as próprias crianças venham procurar o livro? Então o título tem que ser atraente tipo Vamos brincar rapidinho? Brincadeiras a qualquer hora. Só brincar! Montes de brincadeiras. Ah, não sei, vamos pensando... Beijusssss Alustriel 16h47min de 22 de março de 2009 (UTC)
De que quadro você está falando, Alustriel?
Ah... dê uma olhadinha ali em cima também...
Você fez perguntas difíceis agora... Realmente para que seja usado pelas próprias crianças, seria melhor ter pouco texto. Mas neste caso dependeríamos de ter boas ilustrações para que não fique muito "póbrinho"... Mas podia ser assim: cada subpágina do livro teria uma brincadeira, explicada por escrito, com termos simples, para que seja lido pelas próprias crianças (que seriam o principal alvo, no caso de colocarmos o livro no Wikijúnior). Aí, se um adulto estiver pensando em fazer gincanas e coisas assim, ou um educador quiser fazer brincadeiras com seus jovens alunos, ele entenderá perfeitamente o que está sendo explicado (mesmo que a linguagem usada seja infantil). O contrário não funcionaria: se escrevêssemos falando "mais difícil", os adultos entenderiam, mas as crianças não. Assim, começamos pensando nas crianças e conforme aparecer alguma coisa que deve ser falada para os adultos, pode ser adicionada uma seção depois da brincadeira. Algo como "Comentários para o educador" ou "Sobre esta brincadeira" etc... Que só seria lido pelas "crianças grandes" e eventualmente pelas pequenas que tiverem interesse... Como você disse, vamos pensando... Jorge? Patrícia? Helder 15h12min de 26 de março de 2009 (UTC)
Aliás, "Brincadeiras a qualquer hora" soou tão familiar para mim e só agora percebi o motivo: eu consultei muitas vezes o livro Brincadeiras para toda hora durante a adolescência... ;-) Se não se importam, vou aceitar a sugestão do Jorge e criar um livro novo mesmo... Acho que sempre haverá muitos truques para ser ensinados no livro "Truques de mágicas" e manter os dois separados torna mais fácil definir o objetivo do livro de brincadeiras. Estou criando um esboço de índice com o nome (provisório se for o caso) sugerido pela Alustriel. Helder 18h37min de 29 de março de 2009 (UTC)

Já dei início a criação do livro...

Deem uma olhadinha...

Por enquanto, só tem o Telefone sem fio, mas já fiz um modelinho para a criação de novas páginas, que pode ser usado para facilitar (é só usar digitar um nome na caixa e clicar no botão: o modelo será carregado automaticamente... ).

Vou querer sugestões e também ajuda!!!! Helder 15h00min de 12 de setembro de 2009 (UTC)

O histórico anterior da página foi arquivado para fins de backup em Discussão:Brincadeiras a qualquer hora/Arquivo LQT 1 em 2015-11-03.

Não existem tópicos antigos