Curso de PHP/Sintaxe básica

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Ir para: navegação, pesquisa

Definir o início e o fim do código PHP[editar | editar código-fonte]

Para que o interpretador PHP reconheça o código que deverá "varrer" é necessário delimitá-lo por tags. Existem três tipo de tags de iniciação e finalização de código: <?php e ?>, <? e ?> e <script language="php"> e </script>. A primeira é usada por omissão, estando sempre disponível. O segundo tipo não é aconselhável uma vez que, por ser uma short-tag (bem à maneira do ASP), poderá não estar ativada no ficheiro de configuração do PHP. Neste caso qualquer utilizador poderá manipular essa ativação ou desativação da short-tags, logo, se o leitor criar um script para ser distribuído poderão surgir incompatibilidades com a máquina do utilizador final. O terceiro tipo foi criado apenas com o propósito de uniformizar as tags de scripting no HTML (como o uso no javascript), porém, por ser de digitação morosa, não é muito usada.

Programa Hello World.php:

<?php
echo "Olá mundo";
?>

ou (não recomendado):

<?
echo "Olá mundo";
?>

Para ter uma ideia gráfica sobre o que está a ser explicado, analise o primeiro exemplo:

<html>
 <head>
  <title>Meu primeiro script</title>
 </head>
 <body>
 <?php
   echo "Olá mundo";
 ?>
 </body>
</html>

A instrução echo(), como pôde analisar, exibe no navegador o texto que se encontra imediatamente a seguir a ele. Sobre echo() iremos falar mais tarde.

Gravar arquivos em php[editar | editar código-fonte]

Para que o interpretador reconheça uma página que contenha código php, qualquer arquivo em php deve ser gravado com a extensão .php em vez de .html .

Dependendo da configuração do apache (httpd.conf) poderão ser utilizadas as extensões .php3 ou derivações, o que é comumente encontrado em sistemas mais antigos, o número 3 representa a versão do php, hoje já não é mais feita esta distinção, mas não se assustem ao encontrar um arquivo com extensão php3.

Por exemplo index.php e não index.html. Se for usada a extensão .html o servidor não irá reconhecer e executar o código. E consequentemente irá mostrar o código que você escreveu e não o resultado que o código deveria gerar.

Usar o ponto e vírgula no final de cada comando[editar | editar código-fonte]

Após qualquer instrução, é necessário o uso de um ; para que o interpretador reconheça que determinada instrução acaba aí. Após ; o interpretador processa a instrução, exibindo-a na memória do computador e, se não houver erros, passa para a próxima instrução.

Exemplo:

<?php
   echo "Olá como estás?";
   echo "Tudo bem contigo?";
?>

ou

<?php echo "Olá como estás?"; echo "Tudo bem contigo?" ?>

Notem que nesse segundo caso foi retirado a quebra de linhas porque o ponto e vírgula ; é que delimita o comando. E foi retirado o ponto e vírgula ; do último comando porque logo após é fechada a tag do php, não é uma boa prática, porém funciona.

<?php echo "Se não usar ponto e vírgula (;) o interpretador irá exibir um erro"; ?>

Obs.: Repare bem que o uso de ; no meio texto a ser exibido não afeta a instrução.