Como montar um computador/Manutenção preventiva

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A manutenção preventiva de computadores é uma das principais atitudes responsável pelo bom funcionamento destas máquinas tão presentes no nosso dia a dia, no entanto, tão negligenciada pelos usuários, sejam eles com pouca ou nenhuma experiência nisso, sejam com eles com muita experiência em informática.

Comumente, os usuários somente lembram da manutenção de seus computadores quando estes apresentam algum problema, momento então no qual o usuário procura um "técnico" para solucionar o problema (pagando por isso, é claro).

Considerando que a manutenção preventiva é importante para que se tenha uma boa e satisfatória operacionalidade dos computadores e que, em muitos casos, os computadores apresentam problemas que podem facilmente ser corrigidos por uma simples manutenção corretiva, este livro busca apresentar um passo a passo de como realizar isso, focando em usuários pouco experientes, porém com vontade de aprender.

Dependendo da versão do Linux que você estiver utilizando, você deverá utilizar os programas de manutenção apropriados. As versões mais utilizadas atualmente são o Fedora, o Debian, o Mandriva e o OpenSuse; existem milhares — isso mesmo, milhares — de versões derivadas, as quais seguem as mesmas rotinas daqueles que lhes deram origem.

O Fedora, o Mandriva e o OpenSuse usam o empacotamento com extensão rpm e o Debian usa o empacotamento deb.

Hardware[editar | editar código-fonte]

O hardware (equipamento) abrange um conjunto de tecnologias eletrônicas muito sensíveis que podem sofrer diversas influências, interferindo diretamente no desempenho do computador e, por isso, enseja uma atenção especial no que tange à manutenção preventiva.

Sendo composto por por diversos componentes eletrônicos, interferências causadas pela poeira, sujeira, objetos estranhos, ondas eletromagnéticas e oscilações na rede elétrica interferem diretamente no desempenho do computador.

Por isso, manutenção preventiva do hardware realizada periodicamente é uma importante arma para manter o sistema funcionando dentro de padrões satisfatórios, e é isso que veremos neste capítulo.

IBM-PC e compatíveis[editar | editar código-fonte]

Os computadores IBM-PC ou compatíveis é o tipo mais comum de computadores.

Passo-a-passo[editar | editar código-fonte]

Antes de tudo, prepare o local onde fará a manutenção, seguindo estas dicas:

  • Utilize, preferencialmente uma mesa ampla e sem objetos em cima;
  • se achar melhor, trabalhe em pé, para poder ter maior liberdade de movimentos;
  • escolha um local bem iluminado.

Separe os materiais necessários, a saber:

Passo 1 - Abrir o computador[editar | editar código-fonte]
  1. Desconecte todos os cabos do computador (mouse, teclado, monitor, energia, rede, telefone, impressora, etc).
  2. Abra o gabinete do computador (erroneamente chamado de CPU por alguns), retirando os parafusos traseiros (alguns tem apenas presilhas) e subtraindo a tampa metálica.
  3. Guarde os parafusos ou presilhas juntamente com a tampa metálica em um local que não atrapalhe o serviço.
Passo 2 - Retirar os componentes do computador[editar | editar código-fonte]
  1. Posicione o gabinete de maneira que você tenha acesso fácil ao seu interior. Se necessário, incline-o.
  2. Desconecte todos os cabos que prendem os componentes à placa-mãe, tais como HD, disquete, CD/DVD; e os que ligam a fonte de alimentação (caixa grande de metal presa ao gabinete, na parte traseira) aos componentes. Se precisar, identifique cada cabo através de etiquetas ou desenhe um "mapa" para saber onde cada cabo estava conectado.
  3. Comece retirando os componentes de acesso mais fácil, lembrando de guardar os parafusos que os prendem, tendo cuidado para não derrubar nenhum deles ou danificá-los com a chave de fenda ou Phillips. Também procure não tocar nos circuitos, procurando manuseá-los pelas bordas.
  4. Tenha um cuidado especial com o HD (disco rígido) e com os pentes de memória. O HD não deve sofrer impactos e os pentes de memória devem ser acondicionados em suas embalagens próprias ou em folhas de papel.
  5. Não é necessário retirar a placa-mãe, pois esta pode receber manutenção diretamente no gabinete, além de ser um componente de difícil retirada.
  6. Retire a fonte de alimentação.
Passo 3 - Retirando e limpando o processador[editar | editar código-fonte]
  1. Desprenda o cooler (dissipador, ventilador ou ventoinha) do processador (cada modelo tem um tipo específico de acoplamento, porém, geralmente é feito através de presilhas).
  2. Retire o processador (geralmente levantando uma alavanca de plástico ao lado do processador, sacando-o do slot, em seguida).
  3. Limpe com o pano de limpeza ou toalhas de papel a pasta branca que existe no processador e no dissipador de calor (a parte metálica que saiu junto com o cooler).
  4. Limpe o processador, o dissipador de calor e o cooler, com o pincel (cuidado para não entortar os pinos do processador).
  5. Lubrifique o cooler com o pó de grafite ou óleo, porém não exagere na quantidade (não pode escorrer).
  6. Insira o processador no seu slot sem utilizar força (o processador encaixa-se sem a necessidade de pressão). Observe que existe somente uma posição para encaixe.
  7. Coloque a alavanca que prende o processador na posição normal.
  8. Coloque um pouco de pasta térmica em cima do processador a fim de substituir a que você retirou (não exagere).
  9. Monte sobre o processador o conjunto dissipador de calor e cooler.
Passo 4 - Limpando os componentes[editar | editar código-fonte]
  1. Comece retirando o pó do gabinete e da placa-mãe com o pincel e com o ventilador. O ventilador serve para auxiliar a retirada do pó de dentro (pode ser utilizado em conjunto com o pincel, ou primeiro um, depois o outro).
  2. Limpe cada componente apenas com o pincel, para retirar o pó. Para aqueles que possuem circuítos de conexão com os slots do computador (slots são os encaixes onde se conectam as placas e as memórias), limpe os contatos das placas e da memória (a parte onde se encaixa com o slot) com a borracha branca, de forma suave e depois retire os resíduos com o pincel. Se tiver o spray limpa-contato, use-o nesta parte.
  3. Caso consiga abrir facilmente a fonte de alimentação, desparafusando a sua tampa, retire o pó do seu interior com o pincel e o ventilador, inclusive do cooler (o ventilador da fonte). Caso possua o pó de grafite ou o óleo de máquina de costura, use-o para lubrificar o cooler (utilize pouco e com cuidado).
Passo 5 - Finalizando a manutenção[editar | editar código-fonte]
  1. Após limpar cada um dos componentes, reinstale-os no computador e feche o gabinete.
  2. Reconecte os cabos do monitor, impressora, mouse, teclado, etc.
  3. Ligue o computador e veja se tudo funciona.

Conclusão[editar | editar código-fonte]

Após a manutenção do hardware, o próximo passo é a manutenção do software, a qual veremos no capítulo específico.

Software[editar | editar código-fonte]

Windows[editar | editar código-fonte]

O Microsoft Windows (ou apenas Windows) é o sistema operacional mais usado em todo o mundo. [1]

Como todo sistema operacional que age como um gestor de todo o sistema e interagindo diretamente com os demais softwares (programas) instalados, ele não está livre de problemas ocasionados pelos mais diversos motivos, dentre os quais citamos: instalação de programas de qualidade duvidosa, falhas na desinstalação de programas, que deixam vestígios, incompatibilidade entre programas diferentes, vírus e outras pragas virtuais, arquivos corrompidos, falhas do próprio Windows, arquivos de drivers e de sistema desatualizados, etc.

A manutenção preventiva do software, principalmente do sistema operacional, realizada periodicamente é uma importante arma para manter o sistema funcionando dentro de padrões satisfatórios, e é isso que veremos neste capítulo.

Preparando o sistema[editar | editar código-fonte]

  1. Instalando o software necessário
  2. Abrindo o modo de segurança

Procura de malware[editar | editar código-fonte]

  1. Utilizando o Spybot Search & Destroy
  2. Utilizando o Lavasoft Ad—aware
  3. Utilizando o um Antivírus

Atualizando os drivers de dispositivo[editar | editar código-fonte]

  1. Identificando os drivers desatualizados → Painel de Controle → Sistema → Gerenciador de Dispositivos
  2. Baixando os arquivos necessários — http://www.driverguide.com
  3. Atualizando os drivers
  4. Fazendo backup dos drivers — DriverMAX

Realizando a limpeza de disco[editar | editar código-fonte]

  1. Limpando o disco

Corrigindo e limpando o registro do Windows[editar | editar código-fonte]

  1. Criando um backup do registro
  2. Limpando e corrigindo o registro
  3. Finalizando

Fazendo um Scandisk e a Desfragmentação[editar | editar código-fonte]

  1. Realizando o Scandisk
  2. Desfragmentando o HD

Otimizando o Windows[editar | editar código-fonte]

  1. Usando um otimizador de memória
  2. Configurando otimizações do próprio Windows

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Net Applications (dezembro de 2013). Desktop Operating System Market Share. Página visitada em 25 de janeiro de 2014.

Ver também[editar | editar código-fonte]