Bichos da mata/Gavião-real

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Envergadura.

Gavião-real[editar | editar código-fonte]

Aparência[editar | editar código-fonte]

Também é chamado de uiraçu-verdadeiro, é a maior ave de rapina do Brasil, forte e poderosa.

Nem precisa dizer que ela é grande, sua altura vai até quase 1 metro e, sua envergadura (tamanho da ave com as asas abertas, de ponta a ponta) até 2 metros. Além de grande é pesada, os machos pesam até 4,5 quilos e as fêmeas podem pesar até 9 quilos.

Suas penas na cabeça são de cor cinza; o papo e a nuca são negros; o peito, a barriga e a parte de dentro das asas são brancos. Quando a ave já é adulta tem um colar de penas pretas.

Seus olhos são pequenos e tem um topete bem diferente, tipo uma crista e a cauda tem três faixas cinzentas. Agora, preste atenção nas pernas do gavião-real, elas são curtas mas muito fortes e suas garras são enormes (elas conseguem levantar um carneiro do chão).

Alimentação[editar | editar código-fonte]

É uma ave de rapina, sua alimentação é carne, então ela caça aves (araras, papagaios...), macacos, preguiças, ratos, em geral no alto das árvores. Mas, ela também come peixes, cobras e lagartos.

Onde vive[editar | editar código-fonte]

Na verdade o gavião-real podia ser encontrado desde o sul da América Central até o Paraguai. No Brasil, no Paraná e Rio Grande do Sul e algumas áreas de Mata Atlântica.

Hoje é um animal ameaçado de extinção e é praticamente encontrado apenas na Floresta amazônica, isso devido à destruição do seu habitat e ao fato de ser caçado pelos homens.

Hábitos[editar | editar código-fonte]

Gavião-real.

Gosta de viver nas árvores altas dentro das florestas. É uma ave pouco sociável, não anda em bandos.

Fácil de reconhecer o macho e a fêmea se estiverem juntos porque a fêmea é muito maior. É um animal que vive e caça durante o dia, voa muito alto sobre as árvores e plana com as asas bem abertas.

Quando se prepara para atacar ou mesmo quando quer impressionar uma futura namorada, o gavião-real estica as asas, estende as pernas, levanta a crista e eriça as penas.

Os solteiros, realizam um verdadeiro balé aéreo para impressionar uma possível namorada.


Reprodução[editar | editar código-fonte]

De junho a novembro é a época da reprodução. Eles escolhem os locais mais estranhos para os ninhos. De preferência as árvores mais altas.

Só têm um filhote de cada vez e quem choca é a fêmea. Quando a pequena ave sai do ovo, a fêmea então vai caçar e o macho fica cuidando do filhote e afastando qualquer animal que o ameace.

O filhote só sai do ninho depois de 4 a 5 meses. Na verdade, o filhote do gavião-real é dependente dos pais até 2 anos de idade, quando começa a aprender a caçar. (Essas aves podem viver 40 anos).

Quando presos nos zoológicos é muito raro conseguirem se reproduzir.

Predadores[editar | editar código-fonte]

O gavião-real não tem inimigos naturais, ele é um animal muito poderoso. Seu único predador é o homem.

Assim, nós infelizmente estamos repetindo o que já comentamos ao falar de outros bichos. Ao destruir as matas o ser humano acabou com o esconderijo do gavião, que sempre viveu na mata fechada, escondido e protegido e agora está na lista dos ameaçados de extinção.