Audiodescrição de obras do Museu do Ipiranga/Q42714027

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nau Capitania de Cabral, Índios a Bordo da Capitania de Cabral

Nau Capitania de Cabral, Índios a Bordo da Capitania de Cabral
 
Ficha catalográfica

Título: Nau Capitania de Cabral, Índios a Bordo da Capitania de Cabral
Identificador no Wikidata: Q42714027
Categoria no Wikimedia Commons: Category:Nau Capitania de Cabral
Artigo na Wikipédia: Nau Capitania de Cabral, Índios a Bordo da Capitania de Cabral
Número de inventário: 1-19146-0000-0000
Criador(a): Oscar Pereira da Silva
Coleção: Coleção Museu Paulista
Instância de: pintura
Material utilizado: tinta a óleo
Altura: 42,5 centímetros
Largura: 61 centímetros
Localização: Museu Paulista
País de origem: Brasil
País: Brasil
Gênero artístico: pintura histórica
Retrata: Pedro Álvares Cabral, indígena nativo americano, veleiro, vela, Oceano Atlântico, Porto Seguro
Google Arts & Culture ID: GwG0X1fBaRVWQQ
Situação dos direitos autorais: domínio público
Descrito na URL: https://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/viewFile/10817/8035

 
Audiodescrição

Edite a audiodescrição
A Nau Capitania de Cabral, Índios a bordo da Capitania de Cabral, de Oscar Pereira da Silva, é um tela realista pintada a óleo de 42 centímetros de altura e 61 centímetros de largura.

A imagem do encontro entre os portugueses e o povo ameríndio no convés de um veleiro representa um dos acontecimentos narrados na carta de Pero Vaz de Caminha.

No parte central da tela, sobre um degrau, está Pedro Álvarez Cabral, que está com a barba grande e veste roupas da cor amarela e um chapéu vermelho. Ele está sentado de forma relaxada em uma cadeira de encosto alto, com as pernas meio abertas, uma das mãos na cintura e a outra apontando a frente, com o braço apoiado na cadeira.

Na frente de Cabral, sobre um tapete colorido, estão dois homens indígenas, que usam apenas um colar e um tapa sexo de penas. Um deles está com as mãos para o alto, enquanto o outro está se curvando para baixo.

Ao lado e atrás de Cabral, no lado esquerdo do quadro, estão vários homens brancos observando a cena. Alguns vestem roupas coloridas e outros vestem trajes franciscanos, que são túnicas longas, da cor marrom, com capuz e um cordão amarrado na altura da cintura. Além disso, algumas pessoas seguram velas, pássaros e alabardas, que são armas antigas com uma haste comprida, um topo pontiagudo e que são atravessadas por uma estrutura que possui um gancho de um lado e uma lâmina que se assemelha a ponta de um machado do outro.

Acima das pessoas há um grande tecido da cor vinho, um mastro e diversas cordas que seguram a vela, que está guardada. Também há uma bandeira vermelha içada ao fundo.

Na parte inferior e no lado direito do quadro, sob outro mastro com a vela recolhida, estão diversos homens com trajes distintos e que não estão prestando atenção na cena em destaque. Alguns fazem trabalhos manuais, enquanto outros conversam, observam o horizonte, sentam relaxadamente ou mexem em objetos do barco, como cordas e um baú.

Ao fundo do veleiro há o mar em azul claro, onde, no lado direito, estão dois barcos a remo e uma frota de embarcações a vela. No centro, mais para a esquerda, há uma faixa de areia seguida por uma vegetação verde bem sútil e uma cadeia de morros quase desaparecendo. O céu também foi pintado em azul claro e ele conta com algumas nuvens brancas.