A cultura da manga/Propagação

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Para preparar as mudas da mangueira, geralmente usa-se três partes de terra de barrando (1 m3) para uma parte de esterco bem curtido, 3 kg de Superfostafo simples e 500 g de KCl, colocados em saquinhos de 30 cm de altura, perfurado para escorrer o excesso d'água. Os saquinhos são colocados em viveiros em fileiras de 4 ou 5, formando canteiros de 80 cm de largura por 15 m de comprimento, deixando um espaçamento de 60 cm de corredor entre os canteiros.

Para a propagação, deve-se escolher frutos maduros, sadios de plantas vigorosas, livres de doenças ou pragas. Lave bem para retirar toda a polpa e corte a testa emquanto o caroço está mole. Seque a semente na sombra por 10 dias. Faça a semeadura com a amêndoa virada pra baixo, de 3 a 5 cm de profundidade. em número 40% maior do que a quantidade de mudas desejadas. Depois de 45 dias acrescente 5 g por planta de uma mistura feira com 55 g de uréia, 35 g de KCl e 55 g de Supersimples.

A muda é produzida por enxertia, o que envolve a juncão do porta-enxerto (cavalo) com o enxerto (copa), pelo métido da borbilhia em T invertido e a borbulhia em placa ou escudo ou pelo método da garfagem no topo em fenda cheia.

Veja e processo da enxertia por garfagem

Optando pelo método da garfagem, para obtenção dos garfos, os ramos devem ter de 7 a 8 meses, serem arredondados e estarem com a coloração verde-cinza. Retira-se com as mãos ou tesoura as folhas do galho 8 a 10 dias antes da coleta, para que as gemas apicais fiquem entumecidas, o que facilita o pegamento. Esses galhos devem ter de 15 a 20 cm e podem ser guardados por até 5 dias depois da coleta, se forem mergulhados em parafina líquida e guardados em recipiente com serragem úmida, na sombra.

A enxertia propriamente dita é a união do garfo da copa com o cavalo (porta-enxerto), formando uma só planta. Corta-se o cavalo com 20 cm acima do colo da planta, ou seja, acima do solo. Com um canivete desinfetado com água sanitária diluida a 5% faz-se uma fenda em forma de cunha e encaixa-se o garfo no porta-enxerto, enrolando em seguida uma fita plástica de baixo para cima, bem apertado. Para evitar o ressecamento e formar um ambiente úmido, deve-se cobrir o garfo e a região da enxertia com um saquinho plástico.