Wikilivros:Livros/Formação Humana/O sentido da Vida

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Wikilivros:Livros/Formação Humana
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
                                O Sentido da Vida

Sempre preocupou a Humanidade. Por que vivo? qual a razão da Vida? qual o obctectivo de viver?

Mary Roberts Rinehart disse sobre o sentido da vida: um pouco de trabalho um pouco de sonho, um pouco de Amor e tudo Acabou. Edmund Cooke afirmou: nunca vivemos mas sempre temos expectativa da Vida Calton; a alma vive aquui como numa prisão e é liberta apenas pela morte. Shakespeare viver é uma sombraambulante. R Campblell é um corredor empoeirado, fechados de ambos os lados. Rivarol: viver significa pensar sobre o presente e tremer diante do futuro." Sera que todas essas não são afirmações bastante amargas e desanimadoras sobre o sentido da vida? parece que todos falam apenas de existir e não de viver verdadeiramente. Jesus tocou no âmago da questão ao dizer: Eu sou a vida(João 14.6). por isso o apóstolo Paulo escreveu sobre o sentido da sua vida: porquanto o viver é o cristo(Filipenses 1.21). por isso, também o apóstolo João começou a sua primeira epistola com as palavras: O que era desde o principio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos próprios olhos, o que contempleamos e as nossas mãos apalparam. com respeito ao verbo da vida (e a vida) se manifestou e nós a temos visto e dela damos testemunho, e vo-lo antecipamos a vida interna a qual estava com o pai e nos foi manifestada) (1 João 1.1-2a.

Todo e qualquer ser humano tem algo em comum: o desejo de ser ffeliz. tudo que ele faz esta relacionado com a satisfação deste desejo. A pessoa está sempre facada na felicidade e ela não fará de bom grado nada que implica em se desviar do foco.

Mais que a felicidade? para que se possa criar condições onde a felicidade seja uma realidade é preciso uma definição para felicidade que nos possibilita a auto-análise, a análise situação , e concequentemente a tomar de decisões adequadas. O conceito adotado foi desenvolvido considerando que:

1. O destino do ser humano é a evolução. Todo o universo esta em constante evolução e o ser humano não é uma exceção.

2. Não existe uma realidade absoluta comum a todos. A realidade é relativa, depende do observador e do contexto. É preciso aprender a se ver, a ver o mundo e a interagir com ele.

3 Para entender o ser humano é preciso considerar as suas diversas facetas:

* Homem material - o seu sufoco é a sobrevivência e a sua expressão é o instinto.

* Homem racional - o seu sufoco é o sentido para as ações e a sua expressão é o motivo.

* Homem espiritual - o seu sufoco é a perfeição espiritual e a sua expressão é a intuição.

* Homem emocional - o seu sufoco é a felicidade e sua expressão são as emoções e a sua expressão são as emoções e os sentimentos do ser humano.

* Homem Camaleão o seu sufoco é a felicidade e a sua expressão é um personagem.

4. Pra que o destino se cumpra o homem foi criado com necessidade as quais, consinte ou inconscientemente busca atender durante toda sua vida provendo assim a sua evolução.

Liberdade e Segurança são as necessidade mas básica do homem e ele busca atender as demais necessidade sem que aja comprimentos delas;

Ter- o homem busca ter tudo aquilo que lhe garante uma sobrevivência mais satisfatória

Ser o homem busca a evolução do Eu, a auto-estima, a sabedoria e a transcendência.

Amar o homem busca a evolução espiritual, o desapego do eu e se doa ao próximo e à natureza.

5. Na busca da satisfação de suas necessidades, o homem sofre a influência do próximo e a evolução se da por:

Competição - o indivíduo mais primitivo é competitivo, ele ele se comporta como quem luta com próximo pela sobrevivência, mesmo quando esta não esta em jogo;

Cooperação - com a evolução o indivíduo percebe que melhores resultado com a cooperação com outras que tenham os mesmo interesses;


Doação nesta etapa mais avançada do processo evolutivo o indivíduo busca o bem do próximo, o bem coletivo.

6 A imperfeição é apenas uma faceta do livro arbítrio. O mundo como criação é perfeito e a felicidade, consequentemente esta ao alcance de qualquer um, independentemente do estágio de sua evolução.