Utilizador:Raylton P. Sousa/Pontos de aprimoramento

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Detectar e corrigir erros é uma tarefa fundamental.

No entanto exitem duas abordagens aqui:

A primeira assume que o objetivo principal é fazer com que os usuários vejam menos erros quanto possível! Nela um pequeno grupo de especialistas varre minuciosamente cada parte do conteúdo para remover tantos erros quanto possível. E dado um longo período para revisão, essa versão iluminada é mostrada aos usuários. Essa dinâmica é utilizada em enciclopédia tradicionais, livros didáticos tradicionais, e softwares tradicionais. No entanto ao fim desse ciclo de revisão fechado e minucioso. Ainda existem erros, e usuários se decepcionam com a versão que prometia ter melhorias tanto qualitativas, quanto quantitativas.

A segunda, não tem esse objetivo. Sabe-se que erros estarão lá de qualquer jeito. Então convida-se todos para detecta-los e corrigi-los. A consequência é que não se cria falsa ilusão de perfeição. Todos sabem que existem erros. E alguns se sentem de alguma forma responsáveis por detecta-los ou corrigi-los.

O segundo modelo tem superado o primeiro. O software livre é usado na maioria dos servidores e a maior enciclopédia de qualquer tempo também reproduz esse princípio em certo nível!

Espaço para melhoramento(não-imediatismo)[editar | editar código-fonte]

parafraseando daqui:

Na verdade essa abordagem de remover/ocultar todos os erros possíveis imediatamente (antes que o estrago seja feito, como dizem) e sem interação muito humanizada, parte do principio de que o nosso principal objetivo é evitar que o leitor veja erros! Mas na verdade a principal diferença do modelo da colaboração radical(wiki) em relação ao convencional, é exatamente a abertura para muitos usuários comuns vejam erros e a partir daí notifiquem e/ou resolvam, evitando assim a sobrecarga que se verifica no modelo tradicional. Para que se detecta problemas se não for pra tentar corrigi-los ou ensinar o produtor do erro a faze-lo? Por acaso isso é uma competição para ver qual novato consegue fazer edições sem erros?

Daí vem o a importância de se criar força-tarefas de detecção e correção de erros para os editores.

E também incluir o leitor nesse processo, Na detecção por meio da ATFv5, por exemplo.

E no melhoramento. Por meio de construção de listas mais claras e atualizadas filtráveis sobre as partes que precisam ser melhoradas(aka: aprimoramento da gettingstarted)

Tudo isso unido a melhoria da documentação e do suporte humano.

Note que aqui considero como leitores/editores esporádicos, as pessoas com índice de edição inferiores a 0,2 edições por dia.

Assumir boa fé[editar | editar código-fonte]

O perfil do editor[editar | editar código-fonte]

Devemos assumir que o o perfil do editor novato é:

  • Nunca leu nenhuma regra ou documentação (isso porque o usuário geralmente conhece um livro por meio de uma pesquisa e a medida que tem interesse tenta editar depois que leu o texto, sem nenhum contato com outras partes do projeto.)
  • Tem boas intenções!

Por isso as mensagens que são dirigidas para esse tipo de pessoa deve ter um tom de acolhida. O editor deve sentir algo como "você errou mas podemos te ajudar a consertar" e não "errou, já era". E nesse contexto palavras como "vandalismo", "lixo", "hoax flagrante", "spam" são ruins. Porque assumem que é algo incorrigível. E nada é incorrigível numa wiki!

No caso do vandalismo podemos dizer "fora de contexto". Para lixo/nonsense podemos apenas falar que a "clareza está baixa", hoax pode-se dizer que "confiabilidade baixa" e para spam/propaganda falar que o "tom está promocional". Perceba que todos essas definições assumem que o editor esta errando durante o processo natural de aprendizagem, e não que está tentando destruir o projeto e que merece bloqueio seguido de eliminação de sua produção.

Por isso vale lembrar que não se deve desperdiçar a vontade que as pessoas tem de contribuir. Ainda que a contribuição não esteja no nosso foco. Vale redirecionar para algum ponto da internet onde a informação possa ser utilizada. Para evitar a todo custo que o contribuidor saia frustrado. E principalmente que ele perceba o propósito do projeto e que as eliminações/reversões não são arbitrarias!

Perfil do vandalo[editar | editar código-fonte]

É preciso definir uma linha muito clara sobre a definição de vandalismo ou edições de má fé. Atualmente dentro de vandalismo estão:

  • Exclusões de texto (que o tornem incompreensível ou descaracterizado)
  • Inclusão de conteúdo fora do escopo do texto original da página;
  • Adição de hoaxes e informações obviamente falsas;
  • Redirecionamentos resultantes da limpeza de vandalismos em que páginas foram movidas indevidamente;

Isso da uma margem muito grande para tratar erros por falta de conhecimento como má fé; Minha ideia é que assumamos a falta de conhecimento antes de assumir má fé. Por isso o vandalismo só pode ser assumido como tal uma vez que tenhamos certeza que a informação sobre a inadequação da edição é do entendimento do seu autor. E a partir daí se a ação for recorrente. Aí então pode-se, eventualmente, assumir má intenção. Vale lembrar que enviar um link para páginas de políticas não é uma forma de se fazer entender. Se houver um link para algum lugar deve ser um resumo. Sendo as políticas apenas para fins de aprofundamento. Então o perfil do vândalo é:

  • Cometeu um erro e foi notificado de maneira clara, uma ou mais vezes (de preferencia mais).
  • Permanece cometendo o erro.


Rekopis chopin.jpg Esta página é somente um esboço.
Ampliando-a você ajudará a melhorar o Wikilivros.