Uniface/Templates

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Uniface fornece um conjunto padrão de modelos e snippets que permitem criar novos objetos de desenvolvimento e componentes que podem funcionar imediatamente. Na verdade, não é possível criar um novo objeto sem um modelo.

Os modelos Uniface são extensos, mas não exaustivos. Eles são usados ​​para criar novos objetos, mas também servem como exemplos. Eles demonstram as diferentes propriedades que podem ser definidas quando você quer um objeto para um propósito específico, e eles fornecem instruções, hints e sugestões sobre como os eventos e o código padrão podem ser usados ​​ou modificados. Em alguns casos, talvez seja necessário fazer algumas alterações nas propriedades e código para que isso aconteça.

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

Os modelos Uniface incluem:

Pelo menos um modelo para cada tipo de objeto de desenvolvimento. Para muitos objetos, existem vários modelos, que definem propriedades e códigos diferentes para atender a propósitos diferentes.

Por exemplo, existem muitos modelos para definir campos. Em entidades modeladas, existem vários tipos de campo String; Em componentes interativos, existem modelos de campo para cada tipo de widget.

Código padrão para garantir que os objetos façam algo fora da caixa. Por exemplo:

  • Modelos de entidade de banco de dados fornecem código para o armazenar, recuperar, ler e escrever gatilhos para garantir que você pode criar e recuperar dados com codificação de zero.
  • Modelos de componentes têm uma operação exec padrão e outros gatilhos para garantir que o componente pode ser ativado.
  • Modelos para botões de controle de entidade em componentes interativos (páginas de servidor dinâmico, páginas de servidor estático e formulários). Isso permite que você forneça um componente de comportamento específico que permita ao usuário recuperar, criar e armazenar dados.
  • Snippets para todos os gatilhos, incluindo a declaração e sugestões para a sua utilização. Estes são fornecidos em bibliotecas snippet para entidades (USCRIPT_ENT) e componentes (USCRIPT_ CPT) e fornecer uma visão geral dos gatilhos disponíveis por objeto.

Por exemplo, trechos para os todos os componentes DSP, entidade, e os gatilhos de campo são entregues em uma biblioteca trecho chamado USCRIPT_DSP.

Tamplates1.png

Snippets para construções ProcScript comuns, como for e while loops, a seleção condicional, newInstance, ativam e chamar invocações, e assim por diante. Estes são entregues na biblioteca trecho USCRIPT_COMMON.

Snippets para construções HTML que podem ser usadas no layout de páginas de servidor dinâmico e estático.

Os modelos padrão Uniface são entregues como um projeto oculto chamado UTEMPLATES, que são entregues no arquivo utemplates.xml, localizado no diretório uniface \ misc de sua instalação Uniface.

Ícone de nota Nota: Se você quiser explorar o conteúdo desses UTEMPLATESTexto em itálico, ou duplicar e modificá-lo para criar o seu próprio conjunto de modelos padrão, você precisa primeiro definir as ALLOW_BROWSE_TEMPLATES lógicas = 1 no arquivo ide.asn. Para mais informações, consulte Definir Paletas e modelos .

Código do Modelo e Snippets[editar | editar código-fonte]

Todo o código fornecido nos modelos e fragmentos do acionador serve como um exemplo que você pode modificar para atender às suas próprias necessidades. O código fornecido pode incluir qualquer ou todos os seguintes como comentários ou código opcional:

  • Uma explicação do que o código faz e diretrizes para seu uso.
  • A para fazer seção que lista adicionais, alternativas ou etapas opcionais necessárias para fazer o código funcionar. Por exemplo, talvez seja necessário definir uma constante ou definir uma variável para um valor diferente.

Nota: As instruções para fazer pode incluir alguns pseudo-código, que não pode ser copiado e colado como é.

  • Pré e pós-condições, como a condição que ocorre antes que um gatilho seja demitido e as conseqüências de certos valores de retorno.
  • Por exemplo, a loja e aceito desencadeada apenas fogo quando a validação implícita de caminho ativo atual é bem sucedido. O valor de retorno de alguns gatilhos, como como leaveField, saia, e aceito influências do comportamento dos gatilhos posteriores.
  • Implementações alternativas para o mesmo gatilho ou funcionalidades, tais como um webtrigger onChange (JavaScript) ou acionar onChange (ProcScript).
  • Código opcional que demonstra como algum comportamento pode ser codificado. Isso é implementado usando um bloco #ifdefined / #endif que é executado somente quando uma constante é definida. Para habilitar isso no código, removeu a condição #ifdefined.

Por exemplo, o trecho de leitura gatilho inclui opções que demonstram como ele pode ser usado para descartar acessos com base em uma condição processual, invocar funcionalidade DBMS, como paginação e classificação, e como lidar com erros de leitura.