Retórica e argumentação/Figuras de estilo/Expeditio

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O expeditio consiste em um argumento no qual se elimina alternativas/possibilidades e se conclui a restante. Em Lógica, este tipo de argumento é chamado de silogismo disjuntivo ou modus tollendo ponens.


Exemplo 1: "Sabendo que Deus omnipotente tem em suas mãos todas as coisas que precisamos, como viemos a possuí-las? Não podemos tomar nada d'Ele pela força, pois Ele é o mais forte e poderoso; nem conseguir qualquer coisa dele pela fraude, pois Ele é o mais sábio e providente; e se O desafiássemos pela lei, Ele provaria que nos deve nada. Logo, ou Ele nos dá aquilo que precisamos, ou devemos ficar sem isto" (Henry Peachum, The Gardem of Eloquence)

Exemplo 2: "Se a substância das coisas não é encontrada em lugar algum, nas causas, nas condições, ou na combinação das causas com as condições, e se ela não é separável destas, então é dito que todas as coisas são vazias. Pois o broto não existe na semente que lhe causa; nem existe na terra, na água, no fogo, no vento e assim por diante, o que se concorda serem suas condições; nem existe na combinação de condições, nem na combinação de causas e condições... Dado que substância não existe em lugar algum, o broto é sem substância e, consequentemente, vazio... da mesma forma que todas as coisas são vazias também por sua falta de substância" (Nāgārjuna, Dissipador de Disputas)