Retórica e argumentação/Falácias/Argumentum Ad Consequentiam

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Uma falácia de argumentum ad consequentiam pretende provar que algo é verdadeiro por ter (supostas) consequências desejáveis ou refutar algo por ter (supostas) consequências indesejáveis.

Exemplos:

  • Se a teoria da evolução for verdadeira, nós humanos não passamos de uma espécie de animal como qualquer outra, sem qualquer lugar especial na criação. Não teríamos nenhuma responsabilidade moral uns com os outros e deixar os doentes e fracos morrerem seria apenas a sobrevivência dos mais aptos em ação.
  • Deve existir vida-após-a-morte pois, se não houver nada após a morte, nada faz sentido antes dela. Todas nossas realizações morreriam conosco. Pessoas boas e más teriam o mesmo destino, a inexistência.