Python/Introdução

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Python
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Em 1991, o matemático Guido van Rossum criou a linguagem de programação Python, escreveu na documentação oficial da linguagem um breve histórico do início do seu desenvolvimento. Conta que no final de 1990 nos laboratórios do CWI, foi criado o Python como uma linguagem de scripts para o Sistema Operacional Distribuído Amoeba. Evolucionada da linguagem ABC, que tinha um foco para usuários como físicos, engenheiros e lingüistas, ela nasce para ser uma linguagem para os leigos em computação também a utilizarem. Em 1995, continuando o trabalho na CNRI nos Estados Unidos e depois em 2000 na BeOpen.com, formando a BeOpen PythonLabs.

Em outubro do mesmo ano, a PythonLabs mudou para Digital Creations, atualmente chama-se Zope Corporation3. Em 2001, a Python Software Foundation4 foi formada, uma organização não-comercial criada especificamente para trabalhar com propriedade intelectual do software. A Zope Corporation é um membro-patrocinador da PSF até hoje. Conta também que o nome “Python” teve a sua origem no grupo humorístico do cinema britânico Monty Python, criador do programa Monty Python Flying Circus.

A linguagem foi pensada e estruturada para o ensino de programação, então ela teria que conter uma compreensão simples da estrutura para o fácil aprendizado e é isso que o Python apresenta, uma linguagem interpretada, de alto-nível e orientada a objeto.

Sua sintaxe é simples e elegante, ideal para scripts e desenvolvimento de aplicações rápidas, RAD. Guido van Rossum em entrevista para BeOpen.com disse que "o difícil é criar uma linguagem que faça tanto sentido para outro ser humano quanto faz para uma máquina ler”, é costume em palestras sobre a linguagem dizer que “o que se pensa, escreve”.


Note:

Python 2 vs Python 3: 122/5000 Vários anos atrás, os desenvolvedores de Python tomaram a decisão de criar uma nova versão principal do Python. Inicialmente chamado “Python 3000”, isso se tornou o 3.x série de versões do Python. O que foi radical sobre isso foi que a nova versão é incompatível com versões anteriores com Python 2.x: certos recursos antigos (como o manuseio de cadeias de caracteres Unicode) foram considerados muito complicados ou quebrados para valer a pena levar adiante. Em vez disso, novas maneiras mais limpas de alcançar os mesmos resultados foram adicionadas.