Saltar para o conteúdo

PostgreSQL Prático/Ferramentas/EMS PostgreSQL

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.

14.4 - EMS PostgreSQL Manager[editar | editar código-fonte]

O EMS é um ótimo gerenciador de diversos tipos de bancos, inclusive do PostgreSQL.

Download – http://www.sqlmanager.net/en/products/postgresql/manager (para Windows existe uma versão free, a lite)


Aqui vou abordar as atividades principais e básicas de uso do EMS:

- Abrir em banco

- Criar em novo banco

- Criar tabelas

- Criar campos

- Criar chave primária

- Criar chave estrangeira (relacionamento)

- Importar script .sql para um banco existente

- Exportar banco como script sql

- Executar consultas sql


CRIAR UM NOVO BANCO

- Em Getting Starting (acima e à direita) clique no botão Create new database

- Então digite o nome do novo banco:

- E clique no botão Next

- Então entre com os dados do servidor

- Na próxima tela mude algo somente se tiver certeza

- Clique em Next

- Então clique em Finish

- Então clique em OK.

- Então vemos o banco junto ao servidor (abaixo e à direita)

Para abri-lo e criar tabelas basta um duplo clique nele.


CRIAR TABELAS

- Execute um duplo clique no novo banco

- Observe a estrutura criada para o novo banco:

- Clique sobre Tables com o botão direito e New Table (ou tecle Ctrl+N)

- Acima digitamos o nome da tabela onde existe table1

- Então clicamos na aba Fields.

- Mais um duplo clique, agora em Column Name, para que apareça o Wizard de Campos

- Veja que o nome do campo é “codigo”. Que ele é do tipo BIGINT e também é chave primária.

- Veja agora como aparece nosso campo (com uma pequena chave à direita):


Isso mostra que este campo é nossa chave primária.

- Clique em Compile e veja como fica

- Vamos adicionar mais um campo (nome varchar(40))

- Adicione os demais campos de forma semelhante.

- Veja que sempre depois de um OK vem um botão de Commit, com a sintaxe SQL do comando que estamos executando no banco. Isso é um controle de transações do EMS através do recurso existente no PostgreSQL.

ABRIR UM BANCO EXISTENTE

Caso queiramos trabalhar em um banco que já exista no servidor, vamos apenas abri-lo:

- Após abrir o EMS apenas executamos um duplo clique sobre o nome do banco.

- Caso o nome do banco não esteja aparecendo no EMS clicamos no primeiro botão da barra de ferramentas (Register Database) e informamos os dados do servidor

- Clicamos em Next.

- E selecionamos o banco na lista Database Name

- E clicamos em Finish


COMO CRIAR UMA CHAVE ESTRANGEIRA (FOREIGN KEY)

- Após criar a tabela e os campos, devemos criar a segunda tabela, que irá se relacionar com a primeira através de um campo (chave estrangeira).

- Vamos supor duas tabelas: pedidos e pedido_itens, que irão se relacionar através do campo código em pedido e cod_pedido em pedido_itens, como abaixo:


pedido (codigo, descricao, data, preco_unitario)


pedido_itens (codigo, cod_pedido, quantidade)


- Para que um campo de uma tabela se relacione com outro, ele deve ser do mesmo tipo que o outro.

- Abra a tabela pedido_itens

- Estando na aba Fields, clique em Foreign Key na coluna do meio com o botão direito e New Foreign Key. Veja o diálogo

- Acima e à direita selecione o campo que irá se relacionar com a outra tabela (cod_pedido)

- Em Foreign Table selecione a tabela do relacionamento (pedidos)

- Então abaixo e à direita selecione o campo que vai se relacionar com este (codigo) e clique na seta para a direita. Então clique em OK. Veja que em OnDelete action e em On Update Action existem diversas opções.

- Então clique em Commit. Agora vejamos como fica o código SQL da nossa tabela pedido_itens. Clique na aba DDL e verá:

CREATE TABLE "public"."pedido_itens" (

 "codigo" BIGINT NOT NULL, 
 "cod_pedido" BIGINT, 
 "quantidade" INTEGER, 
 CONSTRAINT "pedido_itens_pkey" PRIMARY KEY("codigo"), 
 CONSTRAINT "pedido_itens_fk" FOREIGN KEY ("cod_pedido")
   REFERENCES "public"."pedidos"("codigo")
   ON DELETE NO ACTION
   ON UPDATE NO ACTION
   NOT DEFERRABLE

) WITH OIDS;


EXPORTANDO UM BANCO COMO SCRIPT

Uma forma muito comum de se exportar um banco é na forma de script, especialmente para abrir num outro servidor do mesmo tipo:

- Clique no menu Tools – Extract Metadata - Selecione o banco que deseja exportar e clique em Next - Na combo File name selecione o diretório e nome de arquivo para onde deseja exportar e clique em Salvar. Então clique em Next. - Escolha se quer exportar somente dados, somente estrutura ou ambos e clique em Next. - Apenas clique em Finish e ao terminar em Close.


IMPORTANDO UM BANCO DE UM SCRIPT

Esta é a operação inversa da anterior mas com algumas diferenças. Se formos importar tudo, devemos ter aqui apenas um banco vazio. - Abrir o banco no EMS - Clicar em Tools – SQL Script - Ao centro clique em Open script e indique onde está o script a ser importado. - Se tudo for importado a contendo clique no botão Refresh Tables à direita do botão Create para visualizar a importação.


EXECUTANDO CONSULTAS SQL NO EMS

Uma boa utilidade para o gerenciador EMS é a de teste de consultas SQL. - Abra o banco, abra o executor de script, digite a consulta em SQL e execute para saber os resultados. - Sempre que tiver alguma dúvida sobre uma consulta execute aqui para testar antes.