Português/Figuras Linguísticas/Colocação Irregular

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Aqui iremos estudar a colocação irregular, ou seja, a ordem das palavras é diferente a ordem tradicional. É comum separar os trechos regulares dos irregulares com uma partícula articuladora (ponto, vírgula e ponto e vírgula).

Colocação Regular e Irregular Gramatical - Hipérbato[editar | editar código-fonte]

A Colocação Regular, a tradicional como você já sabe, é quando uma frase é composta por Sujeito, seus adjuntos adnominais, verbos, complementos verbais, adjuntos adverbiais. Além disso como você já sabe a frase pode ter uma conjunção ou ter uma estrutura sintática diferente. Acontece que quando uma frase apresenta uma certa estrutura sintática (contendo pelo menos sujeito e verbo) ela pode ter termos (sintagmas) colocados de forma irregular. Chamamos isso de Hipérbato. Observe as frases:

Colocação na forma Regular Um exemplo de Hipérbato
Eu estava sonolento em um dia. Sonolento em um dia eu estava.
Ele e ela não queriam estudar. Não queriam estudar ele e ela.
Quem sabe teremos que fazer tudo na próxima semana? Tudo, quem sabe, teremos que fazer na próxima semana?
Seria algo ultrajante ir vestido assim. Ultrajante algo seria ir assim vestido.

Lembre-se, tais frases ditas a cima poderiam ter várias formas de Hipérbato, apenas uma forma foi listada. Veja vários hipérbatos nesta frase:

Colocação Regular:

  • Quem diria que algo de pouca grandeza, forma e estilo estaria na moda?
  • Quem diria estar na moda algo de pouca grandeza, forma e estilo?

Hipérbatos:

  • Algo de pouca grandeza, quem diria, de forma e estilo na moda estaria?
  • Na moda, quem diria, algo de pouca grandeza, forma e estilo estaria?
  • Estaria na moda quem diria, algo de pouca grandeza, forma e estilo?
  • Pouca grandeza, forma e estilo, algo na moda estaria, quem diria?
  • Entre outros
Não importa se hipérbato não faça sentido quando usado, importa se ele faz sentido sintáticamente. Os hipérbatos que não fazem sentido sintáticamente são chamados de Anacoluto

O Hipérbato é muito bom para produzir rimas, já que há um enorme número de palavras que podem ser colocados no final de uma estrofe.

O Uso de variadas Figuras Linguísticas na Colocação Irregular - Sínquise[editar | editar código-fonte]

A Sínquise é um hipérbato quando ele está na forma que não há algum entendimento na frase, mas sim, na forma sintática. Exemplo:

Colocação Regular Outrora ele e ela foram na floricultura, na sapataria e na farmácia de Juliano.
Hipérbato Simples Ele e ela foram outrora na floricultura, na sapataria e na farmácia de Juliano.
Sínquise Na floricultura foram outrora, na sapataria, ele e ela, e na de Juliano, farmácia.

Colocação Regular e Irregular Gramatical Cronológica - Prolépse[editar | editar código-fonte]

A Prolépse é a colocação irregular sintática, mas, diferente do hipérbato, esta colocação é relacionada a morfossintaxe, cronologicamente. Alguns livros e filmes apresentam a prolépse, ou seja, do futuro os personagens vivem o passado e depois novamente o futuro, ou vice versa, fazendo com que uma pequena parte do climax seja revelado, deixando quem vê ou lê com curiosidade. É o deslocamente cronológico, deslocamento de pensamento. A colocação regular apresenta fatos que começam no passado ou no presente e vão em direção ao futuro.