Paganismo Anglo-Saxão/Fontes sobre o paganismo anglo-saxão: discussão e problemas

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Paganismo Anglo-Saxão
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A grande e maior parte do material que temos sobre as crenças e práticas religiosas anglo-saxãs foi atestada de forma indireta, ou seja, de forma não intencional ou despercebida. Além disso, obras como as do monge Beda oferecem um ponto de vista cristão sobre as práticas pré-cristãs que foram registradas, e em menor escala ainda aparecem em registros em outros idiomas.

É importante ressaltar que apesar de serem povos germânicos, nas Ilhas Britânicas o escasso material que nos sobrou parece apontar para uma religião com nuances próprias, embora profundamente enraizada nas crenças e práticas do mundo tribal germânico. As principais fontes que podem ser usadas para compreender a religião anglo-saxã são:

  • Literatura em inglês antigo
  • Literatura medieval em latim e outros idiomas
  • Arqueologia da Inglaterra anglo-saxã
  • Evidência da religião anglo-saxã em topônimos da Inglaterra
  • Evidência comparada com outros povos germânicos

Analisar-se-á melhor estes pontos em sequência.

Literatura em inglês antigo[editar | editar código-fonte]

Uma quantidade considerável de obras no idioma nativo dos anglo-saxões foi preservada. Essas obras são frutos de um tempo ulterior à conversão ao cristianismo, o que as torna sempre bastante influenciadas pelo modo de ver cristão, todavia, como obras de um período inicial de cristianização, os escritos anglo-saxões carregam vários valores culturais da época em que esses povos seguiam seus costumes originais. Basicamente toda a literatura anglo-saxã pode ser submetida à análise crítica na busca de elementos pagãos que sobreviveram de forma mais esparsa e fragmentária, mas algumas obras merecem atenção especial:

O Livro de Exeter

O Livro de Vercelli

O Livro de Cura Natural de Bald

O Lacnunga

Códigos legais e proibições

Literatura medieval em latim e outros idiomas[editar | editar código-fonte]

[Análise de fontes]

Arqueologia da Inglaterra anglo-saxã[editar | editar código-fonte]

[Análise de fontes]

Evidência da religião anglo-saxã em topônimos da Inglaterra[editar | editar código-fonte]

[Análise de fontes]

Evidência comparada com outros povos germânicos[editar | editar código-fonte]

[Análise de fontes]