O Holandês Voador/Capitão David Jones

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< O Holandês Voador
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Davy Jones, é um personagem de lendas nórdicas que inspirou personagens de várias outras histórias fictícias. Conhecido principalmente por seu armário. Dizem que sua figura foi inspirada no molusco Sépia.

Os marinheiros dizem que um encontro com o Holandês Voador é um prenúncio de desastre porém, nos trópicos equatoriais existem lendas que surgiram no século XVIII sobre Davy Jones ser o capitão do Holandês Voador.

O baú de Davy Jones 10 de dezembro de 1892


Segundo lenda popular de marinheiros, especialmente na região do Caribe, Davy Jones era um demônio do mar ou, para algumas pessoas, um deus que atormentava marinheiros até a morte.

Ele atraia tempestades para navios despreparados, confundia capitães e pilotos para os fazer errar a rota de seus navios e bater em rochedos, ou entrar em correntes marítimas perigosas, tomando a alma dos náufragos que passaria a integrar a tripulação de seu navio.

A figura imaginada de Davy Jones foi vista no filme Piratas do Caribe, onde se fala no Baú de Davy Jones.

Também é usada comumente a expressão Armário de Davy Jones ou Priol de Davy Jones, que significa o fundo do mar, esse é o local de descanso dos marinheiros afogados ou de quem morre no mar.

É o eufemismo para a morte no oceano. O armário de Davy Jones é o purgatório, céu e inferno de quem morre no mar. Nele, as pessoas enfrentam seus medos mais profundos. A lenda diz que é o próprio Jones que arrasta as almas até o fundo do mar, mas é possível ressuscitar se souber o caminho.

A reputação de Jones e seu armário desenvolveram muito medo entre os marinheiros, fazendo com que hesitassem ao entrar em maiores detalhes.

Algumas lendas também dizem que Davy Jones era o capitão de um navio-fantasma chamado Holandês Voador, ou poderia ter sido um marinheiro sinistro e sobrenatural, mas possivelmente Davy Jones era a personificação dos medos dos próprios marinheiros.

Há dúvidas se ele realmente existiu.

Acredita-se também que Davy Jones poderia também prolongar a vida de um morto ou semi-morto através de um pacto. Talvez por esse motivo em terras equatoriais, Davy Jones, equivale ao Diabo.

O Holandês Voador foi visto também em 1632 no Triângulo das Bermudas, essa é a região onde impera a lenda de Davy Jones (local famoso por ser palco de diversos desaparecimentos de barcos, navios e até aviões) comandado pelo seu misterioso capitão.

Este, segundo o marujo que o avistou, tinha um rosto de peixe num corpo de homem, assim como seus tripulantes.

Logo após contar esse relato, o marujo morreu. Uns dizem que foi para o reino dos mortos; outros, que hoje trabalha para o capitão do Holandês Voador.

Também há fortes indícios de atividade sobre natural na Dinamarca aonde tem registros, testemunhas oculares, relatos escritos, entre outros, que afirmam ter visto o holândes voador junto com o Davy Jones. Um marujo de um navio pesqueiro chamado Bill Catirwan afirma ter visto o holândes. 2 semanas após o relato Bill morreu misteriosamente durante uma tempestade.