Saltar para o conteúdo

Mecânica Newtoniana/Introdução

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.

Introdução[editar | editar código-fonte]

Sobre o livro[editar | editar código-fonte]

Este wikibook é sobre a Mecânica Newtoniana no nível de ensino superior em física. Os requisitos para a leitura são Cálculo diferencial e integral (ver Cálculo (Volume 1) e Cálculo (Volume 2) e aspectos de geometria analítica. Ao longo do texto podem surgir referências simples a outras disciplinas matemáticas como Geometria diferencial ou Teoria de perturbação, mas todas essas referências serão inclusas no material de forma a não exigir do leitor mais do que o esperado de um estudante de segundo ano de um curso universitário de ciências exatas.

Não pretende ser uma obra completa de referência mas apenas um guia de estudo.

Mecânica[editar | editar código-fonte]

A Mecânica de Newton é uma teoria que versa sobre o movimento dos corpos e suas causas. O cerne da teoria foi publicada pelo inglês Isaac Newton no seu livro Philosophiae Naturalis Principia Mathematica (Princípios Matemáticos da Filosofia Natural) publicado no ano de 1687, mas notáveis contribuições à física já foram feitas anterior e posteriormente a Newton. A teoria como está aqui exposta se vale de uma nova roupagem matemática e conceitual desenvolvida nos séculos que se seguiram. Nos anos que se seguiram a Newton, diversos físicos e matemáticos aplicaram essa teoria ao movimento dos corpos na terra e também ao movimento dos corpos celestes, desenvolvendo assim o grande triunfo da teoria newtoniana: a Mecânica Celeste. Essa teoria se aplicou com bastante sucesso aos resultados experimentais até enfrentar problemas no final do século XIX e início do século XX.

As idéias e resultados experimentais dessa época levaram à criação das teorias que viriam a substituir a teoria newtoniana nos domínios em que essa começou a falhar: a Relatividade, quando os objetos possuem grande velocidade e/ou massa e a Física Quântica, quando os objetos são muito pequenos, na escala de um átomo.