Manual de urbanismo/Conscientização da cidadania

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O que é Conscientização? É o estopim, o catalisador que por meio de uma informação sobre um determinado assunto alguém passa a prestar atenção, (tomar conhecimento, se conscientizar) sobre um problema, possibilidade, etc.

O que é Cidadania? É a qualidade de ser(do) Cidadão. É o Poder de ser Cidadão. Para ser cidadão, o habitante tem que reconhecer que possui direitos e deveres iguais a todos os outros da Sociedade. Todos os Habitantes são Cidadãos em potencial, porém apenas com Conhecimento e Participação é que um Habitante se torna um Cidadão atuante.

Para que ser um Cidadão? Sendo um Cidadão a pessoa se torna um membro pleno da Sociedade da qual faz parte. Possui Direitos e Deveres iguais a todos os outros e assim conquista a capacidade (Tem o Poder de moldar) de moldar, tanto fisicamente quanto sua organização, o lugar onde habita e consequentemente a sociedade como um todo.

E se eu não quiser ser um Cidadão? Outras pessoas usarão o poder que foi destinado a você, sua parcela do poder, sua cidadania, do que jeito que ela quiser.

Mas e se eu confiar nesta pessoa e acreditar que ela está mais preparada do que eu? O problema é que por melhor intencionada ou preparada que esta pessoa que está usando o poder destinado à você seja ela nunca saberá quais são as suas necessidades, demandas na totalidade, a sociedade como um todo perde a oportunidade das qualidades que só você têm e finalmente, você perde a oportunidade de exercer e se sentir pleno e senhor do seu destino.

Como é possível ser um Cidadão? Existem três lados, faces da Cidadania. Elas são: Urbanismo, Política e Civilismo. O Urbanismo, trata do espaço, sendo o reflexo da sociedade que o habita; a Política trata das relações entre os membros desta sociedade; e o Civilismo das ações cotidianas (do dia-dia) dos membros desta sociedade.