Manual de CVS/Pondo arquivos no repositório

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

No caso da colocação de um novo arquivo no repositório é necessário adicioná-lo ao cadastro do repositório antes, com a opção add. Caso se trate da colocação de um arquivo já existente anteriormente, que estejamos apenas atualizando, seria preciso apenas realizar o commit.

 $ cvs add arquivo_novo
 $ cvs commit arquivo_novo

O último comando poderia também ser apenas:

 $ cvs commit

e neste caso o comando realizaria o commit de tudo o que tiver sido alterado no diretório corrente. Se não for isso o que se quer deve se optar pela primeira forma, especificando o que se quer atualizar no servidor.

Mesmo que apenas uma pessoa esteja alterando determinado código é recomendável que se realize commits periódicos, diariamente, semanalmente ou no período que se achar necessário. Quanto mais commits forem realizado mais detalhadamente as alterações progressivas no código poderão ser rastreadas. Fazer commit a cada pequena alteração, porém, pode também ser ruim, criando muitas revisões no código e também dificultando o mapeamento de alterações funcionais. Por exemplo, se um programador está mexendo num código HTML para implementar um detalhe de layout de uma página, pode ser adequado realizar o commit apenas quando terminar. Se assim o fizer poderá comparar detalhadamente todas as mudanças no código referentes a esta mudança. Se o trabalho for longo, porém, ele pode preferir realizar commit diariamente, de modo a não esquecer o que foi mudando aos poucos, podendo comparar mudanças diárias.