Línguas do Mundo/Introdução

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O que é lingua?[editar | editar código-fonte]

sinal para pedestres - siga

A lingua é um conjunto de palavras ou sinais que usamos para nos comunicar. A língua tem regras de gramática, tem um alfabeto. Quem tiver interesse ou necessidade pode aprender a língua ou idioma de outros povos.

O que é linguagem?[editar | editar código-fonte]

É uma forma das pessoas se comunicarem. Não é apenas um conjunto de palavras escritas ou faladas. A linguagem também usa gestos, usa placas, figuras e desenhos. Muitas línguas não tem forma escrita.


O que não é língua?[editar | editar código-fonte]

Algumas coisas são linguagem. Por exemplo, quando você vê um sinal de trânsito vermelho, é o mesmo que alguém dissesse para você: Você não pode atravessar a rua agora.

Os sinais de trânsito funcionam da mesma forma: os motoristas sabem quando devem dobrar a esquerda ou a direita, ou quando devem andar mais devagar. Portanto é um tipo de sistema de comunicação.

Podemos então falar uma língua de sinais de trânsito? Não, não podemos. Os sinais de trânsito funcionam muito bem para algumas coisas, mas não podemos usá-los para dizer eu comi pizza hoje. Os pensamentos que você pode expressar com eles são muito limitados.

Esse não é o caso das línguas. Usando Português, Inglês, Russo ou Japonês, você pode expressar uma série de pensamentos diferentes. Você pode expressar novas idéias, criar novas frases e continuar sendo compreendido pelas pessoas que ouvem você falar.

Quem criou a língua?[editar | editar código-fonte]

As pessoas não decidiram simplesmente, um dia, começar a falar. As línguas se desenvolvem através do tempo. O inglês falado há 600 anos atrás seria completamente irreconhecível hoje, assim como o português.

Antropólogos (peritos em ciências humanas) têm teorias variadas sobre como a linguagem humana se desenvolveu. Alguns animais têm uma grande variedade de sons que eles emitem instintivamente, quando vêm comida, ao se deparar com ameaças, com rivais ou amigos.

É possível que a linguagem humana tenha começado como uma melhoria desses sons instintivos. Também é possível que os primeiros humanos fizessem sons que imitavam coisas que ouviam no mundo à sua volta.

O estudo dos fósseis dos primeiros humanos sugerem que o formato do aparelho vocal – a parte do pescoço onde os sons são emitidos – deve ter mudado muito cerca de 70 000 anos atrás, de forma que os humanos se tornaram capazes de emitir uma variedade muito maior de sons.

Nessa mesma época, os humanos desenvolveram o cérebro que se tornou tão grande quanto o dos humanos modernos. Esses desenvolvimentos devem ter permitido que os humanos pensassem de maneira mais complexa e pudessem comunicar esses pensamentos.

Os arqueólogos já perceberam que sinais deixados por culturas antigas como pintura em cavernas e rituais de sepultamento apareceram muito rápido, sugerindo que uma linguagem complexa e a cultura se desenvolveram juntas num período curto de tempo. Não há como saber que tipo de língua foi usada quando surgiu, bem antes de registros escritos.


O que é gramática? Por que é importante?[editar | editar código-fonte]

Gramática é uma série de regras explicando como você deve usar as palavras, de modo que todos possam entender o que você realmente quer dizer. Se as palavras fossem tijolos, a gramática seria um manual para ensinar como construir uma casa com eles.

Quando você pensa sobre uma língua, você provavelmente pensa nas palavras em primeiro lugar. Isso é lógico, você ouve palavras, você pode percebê-las, mas não percebe a gramática diretamente. Mas a gramática é tão importante quanto as palavras.

Colombia road sign SR-01.svg


Você não pode ter uma língua com palavras apenas, sem a gramática. Ainda não está convencido? Tente o exemplo abaixo.

Você tem as seguintes palavras: Eu, mãe, minha, amo. Se você tem somente as palavras, sem gramática, você pode formar uma série de combinações como amo minha mãe eu ou minha amo eu mãe mas ninguém vai entender de fato o que você quer dizer.

Se você quer que todos entendam exatamente o que você quer dizer, e preciso dizer: eu amo minha mãe. Assim as palavras ficam na sequencia exata.

Outro exemplo pode ser: Susana ajudou Tony. Veja como é importante a ordem certa, se você disser Tony ajudou Susana mudou completamente a idéia usando as mesmas palavras.

Há outras línguas que, como o russo, tem outro tipo de gramática e as palavras não têm esse tipo de ordem.

Por que não usar apenas uma língua?[editar | editar código-fonte]

Seria lógico simplesmente criar uma língua para todo mundo usar. Felizmente vários lingüistas pensaram a mesma coisa. Eles fizeram o que chamamos de língua artificial Mas, as línguas são uma grande parte da cultura e da identidade dos povos e a maioria delas tem histórias antigas e interessantes.

Os povos não podem abrir mão delas facilmente. Também é muito difícil se tornar fluente numa língua. Pode ser muito fácil para você falar português, mas é muito difícil para pessoas que falam outra língua aprender a sua.

desenvolvimento da língua o crescimento constante e as mudanças na língua; as línguas levam até mais de milhares de anos para se tornarem a língua que falamos hoje
antropologia o estudo da humanidade
arqueologia o estudo do passado usando vestígios materiais e históricos deixados pelas pessoas que viveram antigamente.
linguista aquele que estuda línguas.
língua artificial uma língua criada artificialmente.
Muitos lingüistas acreditam que originalmente só havia uma língua. À medida que as pessoas se afastavam umas das outras durante milhares anos, a língua que eles falavam foi se modificando. Com o decorrer do tempo, pequenas mudanças na maneira das pessoas falarem foram acontecendo, até que tribos diferentes não mais se entendiam.

Línguas artificiais[editar | editar código-fonte]

Línguas artificiais são linguas especiais. Não foram desenvolvidas naturalmente e sim criadas por pessoas.

Há várias razões para se criar novas línguas. Alguns acreditam que uma língua internacional ajudaria as pessoas de países diferentes a se entender melhor e assim existirem menos conflitos.

Esperanto é o melhor exemplo desse tipo de língua e é a única a conseguir um número razoável de falantes, por volta de 2 milhões.

Algumas línguas artificiais fazem parte de um mundo imaginário, como o Klingon, que foi criada especialmente para a série Star Trek. Línguas artificiais também foram desenvolvidas para as diferentes raças na trilogia do Senhor dos Anéis. Também existem línguas que foram criadas sem nenhum motivo, só por diversão, como Toki Pona.

Referências[editar | editar código-fonte]

fluente quem é capaz de falar uma língua com facilidade, de maneira natural