Saltar para o conteúdo

Língua artificial/Introdução a língua artificial

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Esta é a bandeira do conlanging. Ela representa a Torre de Babel contra o sol nascente. Traduzir Gênese 11:1-9 tem sido uma tradição de construtores de línguas.

Línguas artificiais, ou conlangs são idiomas construídos por uma pessoa ou um pequeno grupo, ao invés de ter evoluído como parte da cultura de algum povo. Alguns motivos para criá-las são:

  • Línguas projetadas são elaboradas com o propósito de experimentação em lógica ou filosofia, como o toki pona, com um pouco mais de 100 palavras.
  • Línguas auxiliares são elaboradas para facilitar a comunicação entre os povos.
  • Línguas artísticas/fictícias são inventadas por puro prazer ou para algum trabalho (livro, filme ou até mesmo um diário pessoal).

São divididas em três tipos, as linguagens a priori, onde toda a gramática e vocabulário são criados do zero, as linguagens a posteriori, derivadas de uma ou mais línguas naturais e as linguagens mistas, que combinam os dois.

Se você quer construir uma língua artificial, o ideal seria pesquisar os diferentes idiomas naturais existentes primeiro, para ter uma ideia de como outras linguagens funcionam, suas diferenças e semelhanças. Também você precisa criar o nome desse idioma. Depois, você criará as palavras e seus sons (opcionalmente), a gramática e a escrita (opcionalmente). Os sons e a escrita são opcionais pois você pode criar uma língua de sinais.

Esperanto, eurocentrismo ou salvação?[editar | editar código-fonte]

A conlang mais famosa é o esperanto, uma língua auxiliar global. Muitas pessoas que aprendem apoiam, dizendo que ganham amigos do mundo inteiro. Só que ela é baseada só em línguas europeias, por isso muitos críticos falam mal dela. Muitas pessoas apoiam o toki pona para esta função, mesmo inicialmente sendo uma língua projetada, pois tem um vocabulário mais diversificado, apesar do toki pona ser baseado também no esperanto.

A questão é polêmica, mas não recomendaria se basear no esperanto para fazer sua conlang.