Judaísmo/Vestimentas

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Kipá[editar | editar código-fonte]

Solidéu, Kipá ou Quipá (em hebraico כיפה , cúpula, abóbada ou arco) ou Yarmulke (em iídiche יאַרמלקע , vindo de Ira Malka - Temor a Deus), é um pequeno chapéu em forma de circunferência utilizada no Judaísmo tanto como símbolo da religião como símbolo de "Temor a Deus". O Talmud enfatiza a necessidade de ter-se sempre este temor sobre nossas cabeças. A maioria dos judeus utilizam a kipá apenas em ocasiões solenes e de devoção, enquanto alguns utilizam o dia todo, ilustrando a necessidade de se honrar a Deus em todos os momentos da vida.

Kipot à venda em Jerusalém

O surgimento da kipá e o sentido inicial do seu uso dentro do judaísmo até hoje não tem uma explicação satisfatória. No entanto durante muito tempo seu uso não foi obrigatório. Somente no século XIX, diante do perigo da assimilação, os ortodoxos instituiram a obrigatoriedade do uso. Certas ramificações como os Caraítas, não seguem este costume.

De acordo com a tradição ,apenas homens devem utilizar kipá ,ainda que nos tempos modernos ,ramificações não-ortodoxas do judaísmo permitam que mulheres utilizem também a kipá.

Talit[editar | editar código-fonte]

O Talit – טלית (no hebraico moderno), Talet (em sefaradi) ou "Talis" (em iídiche) é um acessório religioso judaico em forma de um xale feito de seda, lã (mais caro e elegante que o de seda) ou linho, tendo em suas extremidades as tzitziot (franjas). Ele é usado como uma cobertura na hora das preces judaicas, principalmente no momento da oração de Shacharit (primeiras orações feitas pela manhã).

O Talit (também conhecido como "Talit Gadol" - טלית גדול) é usado pelos homens no momento da oração na sinagoga e no momento da oração do Shacharit. O Talit isola o que esta orando do mundo a sua volta e facilita-o na em sua concentração durante a oração. Sobre o Talit se interpreta que um dos objetivos deste acessório é criar um ambiente de igualdade entre os que estão orando na sinagoga, tendo então concordância com uma cobertura homogênea que estaria sobre as roupas que as pessoas realmente estavam usando – que mostram a qualidade e o estado econômico do que ora.

Entre os asquenazitas, o costume de se cobrir com o Talit se reserva aos homens apenas após o casamento. De acordo com este costume, quando se está solteiro, é permitido cobrir-se com Talit só em ocasiões especiais, como no momento que eles são chamados para serem “Olim” - עולים (plural de “Olê” - עולה, denominação aos que são chamados para ler a Torá nas sinagogas).Os judeus orientais (também chamados de “mizrahim”) têm o costume de se cobrir com o Talit a partir da idade de treze anos, quando o menino faz o Bar Mitzvá ou até mesmo antes dessa cerimônia. Comunidades Conservadoras e Reformistas permitem também é às mulheres fazerem uso do Talit apesar da lei Judaica tradicional isentarem as mulheres dessa obrigação.

Detalhe - Tzitzit (franjas) num dos cantos de um Talit.

Há também um outro tipo de Talit denominado “Talit Katan” – טלית קטן – (Talit pequeno) conhecido também só pelo nome de “Tzitzit”, que é utilizado durante o dia inteiro por baixo da roupa no qual se está vestido, afim de cumprir este mandamento durando todo o dia.

A bandeira do Estado de Israel é baseada em um Talit (as duas faixas que a compoem), tendo uma Estrela de David ao centro dela.

Tzitzit[editar | editar código-fonte]

Tzitzit Caraíta

Tzitzit (no hebraico ציצת ou ציצית ) é o nome dado à franjas do talit, que servem como meio de lembrança dos mandamentos de D-us.

Origem[editar | editar código-fonte]

O mandamento de tzitzit encontra-se em duas passagens da Torá :

"Que façam para eles tzitzit (franjas) sobre as bordas das suas vestes, pelas suas gerações e porão sobre os tzitzit da borda um cordão azul celeste. E será para vós por tzitzit e vereis e lembrareis todos os mandamentos de D-us e os cumprireis e não errareis indo atrás do vosso coração e atrás dos vossos olhos, atrás dos quais vós andais errando; para que vos lembreis e cumprais todos os Meus mandamentos e sejais santos para com vosso D-us." (Números 15:38-41)

"Franjas farás para ti e as porás nos quatro cantos de tua vestimenta com que te cobrires." ( Deuteronômio 22:12)

Os judeus rabínicos utilizam hoje apenas tzitzot brancas , já que crêem que não seja possível obter a cor azul obrigatória do mandamento.Já os judeus caraítas utilizam o cordão azul e seus tzitzot não são presos à roupa , o que lhes permite retirá-los quando necessário.