Islandês/Gramática/Declinação de substantivos

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Todos os substantivos em islandês possuem um determinado gênero gramatical (masculino, feminino, neutro). Como nas demais línguas germânicas, há uma separação dos substantivos em dois grandes grupos: fortes e fracos. Os substantivos também têm formas com o artigo definido posfixo, tendo, portanto, formas indefinidas (sem o artigo posfixo) e definidas (com o artigo posfixo). Há também um sistema de quatro casos gramaticais: nominativo (nefnifall), acusativo (þolfall), dativo (þágufall) e genitivo (eignarfall), muito semelhante ao do alemão.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Em alguns casos é útil observar a etimologia de determinados substantivos, o que facilita a compreensão de determinados paradigmas de declinação aparentemente irregulares.

O caso mais notável desse fenômeno é a terminação –ur do islandês, que geralmente descende da terminação –r do nórdico antigo, seja o –r um prefixo ou parte do radical. Geralmente quando o –r é integrante do radical, a terminação –ur volta para –r ao receber desinência começada em vogal; em contrapartida, quando o –ur é apenas um prefixo, é removido do substantivo quando ele recebe outras desinências.

Geralmente em substantivos masculinos terminados em –ir, o –i é parte do radical e o –r é prefixo do caso nominativo singular. Se assim for, o –ir torna-se –i quando recebe desinência sem vogal, e desaparece quando o substantivo recebe desinência com vogal.

Acredita-se que as terminações –ll e –nn descendam de formas –lr* e –nr*. Se assim for, o –r* final seria uma terminação de nominativo singular (como o –ur do islandês moderno), o que explica por que as terminações são reduzidas para –l e –n, respectivamente, nas formas diferentes do nominativos singular. Em outros termos, o –l e o –n finais são vistos como terminações de nominativo singular, como –ur, sendo, portanto, descartados nas demais formas.

Umlaut[editar | editar código-fonte]

Alguns radicais sofrem um tipo de metafonia (variação de uma vogal da palavra), também conhecida pela denominação em alemão, umlaut, ao sofrerem declinação. Geralmente esse fenômeno deve-se à primeira vogal de uma desinência adicionada ao substantivo; entretanto, os artigos posfixos geralmente não causam esse fenômeno.

Umlaut a/ö[editar | editar código-fonte]

A última sílaba do radical de certos substantivos apresenta a vogal a. Nesses substantivos, pode ocorrer o umlaut a/ö. Se for o caso, o a é alterado para ö quando o substantivo receber uma desinência em u. Essa alteração, entretanto, não se aplica ao nominativo singular com terminação –ur, visto que essa terminação geralmente descende da terminação –r do nórdico antigo (vide seção de etimologia).

Esse é o caso mais comum de metafonia, e provavelmente o único que pode ser visto como "regra", já que ocorre com quase todos os substantivos com última sílaba em a. Geralmente os substantivos emprestados de outros idiomas não são sujeitos essa alteração.

Como exemplo, segue a declinação de "panna" ("frigideira"), cujo radical é pann–:

Caso Singular Plural
Indefinido Definido Indefinido Definido
Nominativo panna pannan pönnur pönnurnar
Acusativo pönnu pönnuna pönnur pönnurnar
Dativo pönnu pönnunni pönnum pönnunum
Genitivo pönnu pönnunnar panna pannanna


Umlaut a/ö/e[editar | editar código-fonte]

O umlaut a/ö/e é bastante semelhante ao umlaut a/ö. Nesse caso, o a é alterado para para ö quando o substantivo recebe a desinência em u, e para e quando o substantivo recebe desinência em i. Essa alteração não se aplica ao nominativo singular com terminação –ur, visto que essa terminação geralmente descende da terminação –r do nórdico antigo (vide seção de etimologia).

É um caso bastante raro de umlaut, ocorrendo apenas com dagur e derivados. Segue a declinação de "dagur" ("dia"), cujo radical é dag–:

Caso Singular Plural
Indefinido Definido Indefinido Definido
Nominativo dagur dagurinn dagar dagarnir
Acusativo dag daginn daga dagana
Dativo degi deginum dögum dögunum
Genitivo dags dagsins daga daganna


Masculino[editar | editar código-fonte]

Fortes[editar | editar código-fonte]

1º grupo[editar | editar código-fonte]

O 1º grupo de substantivos masculinos fortes é marcado por genitivo singular em –s e por nominativo plural em –ar.

Caso Singular Plural
Indefinido Definido Indefinido Definido
Nominativo –inn –ar –arnir
Acusativo –inn –a –ana
Dativo –i –inum –um –unum
Genitivo –s –sins –a –anna


2º grupo[editar | editar código-fonte]

O 2º grupo de substantivos masculinos fortes é marcado por genitivo singular em –s e por nominativo plural em –ir.

Caso Singular Plural
Indefinido Definido Indefinido Definido
Nominativo –inn –ir –irnir
Acusativo –inn –i –ina
Dativo –i –inum –um –unum
Genitivo –s –sins –a –anna


3º grupo[editar | editar código-fonte]

O 3º grupo de substantivos masculinos fortes é marcado por genitivo singular em –ar e por nominativo plural em –ir.

Caso Singular Plural
Indefinido Definido Indefinido Definido
Nominativo –inn –ir –irnir
Acusativo –inn –i –ina
Dativo –i –inum –um –unum
Genitivo –ar –arins –a –anna


Casos especiais[editar | editar código-fonte]

  • Alguns apresentam –ur no nominativo singular.
    • Se o –ur é desinência do caso nominativo singular, é descartado nas demais formas. Exemplo: hundur.
    • Se o –ur descende de um –r integrante do radical, é reduzido para –r ao receber desinência com vogal. Exemplo: sigur.
  • Alguns apresentam –ir no nominativo singular. O –ir é reduzido para –i ao receber desinência sem vogal (nas formas do singular), e descartado ao receber desinência com vogal (nas formas do plural). Exemplo: læknir.
  • Alguns apresentam –ll no nominativo singular, perdendo o segundo –l em todas as outras formas. Exemplo: stóll.
  • Alguns apresentam –nn no nominativo singular, perdendo segundo –n em todas as outras formas. Exemplo: steinn.

Fracos[editar | editar código-fonte]

1º grupo[editar | editar código-fonte]

O 1º grupo de substantivos masculinos fortes é marcado por genitivo singular em –a e por nominativo plural em –ar.

Caso Singular Plural
Indefinido Definido Indefinido Definido
Nominativo —i —inn —ar —arnir
Acusativo —a —ann —a —ana
Dativo —a —anum —um —unum
Genitivo —a —ans —a —anna


Neutros[editar | editar código-fonte]

Fortes[editar | editar código-fonte]

1º grupo[editar | editar código-fonte]

O 1º grupo de substantivos neutros fortes é marcado por genitivo singular em –s e por nominativo plural igual ao singular.

Caso Singular Plural
Indefinido Definido Indefinido Definido
Nominativo –ið –in
Acusativo –ið –in
Dativo –i –inu –um –unum
Genitivo –s –sins –a –anna


Fracos[editar | editar código-fonte]

1º grupo[editar | editar código-fonte]

O 1º grupo de substantivos neutros fracos é marcado por genitivo singular em –a e por nominativo plural em –u.

Caso Singular Plural
Indefinido Definido Indefinido Definido
Nominativo –a –að –u –un
Acusativo –a –að –u –un
Dativo –a –anu –um –unum
Genitivo –a –ans –a –anna