Introdução à física/Equação das lentes

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A equação das lentes é sempre:

em que os termos f, p e p' devem ser interpretados algebricamente.

p - por ser a lente simétrica, considera-se que p é sempre um número positivo (ou seja, o objeto está colocado no lado positivo do eixo horizontal)

f - a lente possui dois focos; considera-se que f é positivo para lentes convergentes e negativo para lentes divergentes

p' - como o objetivo primário de uma lente e fazer a imagem ser produzida do outro lado do objeto, então p' será positivo quando a imagem estiver do outro da lente em relação ao objeto (imagem real e invertida), e negativo caso contrário.

Lentes convergentes[editar | editar código-fonte]

Lentille convergente image.svg

Em uma lente convergente, seja f a distância focal, e p e p' , respectivamente, a distância do objeto à lente e a distância da imagem á lente. Por convenção, f é sempre um número positivo, e p e p' tem o mesmo sinal quando o objeto e a imagem estão colocados em lados opostos da lente (ou seja, temos uma imagem real e invertida).

Exemplos[editar | editar código-fonte]

  • Lente com distância focal f = 15 cm e objeto colocado a p = 20 cm da lente. Então:

portanto p' = 60 cm

  • Lente com distância focal f = 70 cm o objeto colocado a p = 50 cm da lente. Então:

portanto p' = -175 cm. Neste caso, a imagem está do mesmo lado do objeto, e é virtual e invertida.

Lentes divergentes[editar | editar código-fonte]

Lentediv 1.png