Introdução à comunicação entre computadores e tecnologias de rede/Métodos de transmissão de dados

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Iremos ver agora os diversos métodos existentes para se enviarmos informações por meio de uma rede:


Comunicações Paralelas e em Serie[editar | editar código-fonte]

Chamamos de comunicação serial o método de transmissão de dados nos quais cada símbolo que compõe a mensagem é mandado um de cada vez. Por contraste, comunicação paralela é toda aquela na qual um grupo de símbolos é enviado simultaneamente.

A comunicação paralela é muito mais rápida, mas ela possui um problema grave. É preciso sempre garantir que cada bit enviado chegue sempre de forma simultânea aos demais. Se ocorrer atrasos em somente um dos bits, ocorre erro de transmissão e a mensagem precisa ser corrigida ou enviada novamente. Isso acaba diminuindo a velocidade de transmissão. Quanto maior a distância percorrida pelos bits, mais difícil é garantir a sincronia. Atualmente, a comunicação paralela é utilizada principalmente em circuitos internos do computador e em HDs convencionais embora ela já tenha sido usada em impressoras e periféricos antigos.

A comunicação serial é muito mais confiável e seus problemas com velocidade vem sendo superados com novas tecnologias. Atualmente ele é usado em HDs SATA, redes, fibras óticas, mouses e teclados USB e USB 2.0.

Comunicação Serial                           Comunicação Paralela

1-> 0 -> 1 -> 1 -> 1 -> 0 -> 1 -> 0                    1 ->
                                                       0 ->
                                                       1 ->
                                                       1 ->
                                                       1 ->
                                                       0 ->
                                                       1 ->
                                                       0 ->

Comunicações Síncrona, Assíncrona e Isócrona[editar | editar código-fonte]

Quando enviamos um dado por meio de uma comunicação serial, é preciso haver uma forma de identificarmos onde começa e onde termina cada trecho da mensagem. Por exemplo, se eu enviar a mensagem o caractere H, seguido de um caractere A para um outro computador na rede, como aquela outra máquina saberá onde começa o "H" e onde começa e termina o "A" se tudo o que ele recebeu foi uma quantidade enorme de 1s e 0s?

Uma das formas é enviar os dados de forma síncrona. Com isso, eu só posso enviar dados em períodos de tempo pré-determinados. Desta forma, eu envio um "H", aguardo um período de tempo pré-determinado e só então envio o "A". Caso eu não queira enviar nada, de tempos em tempos eu devo enviar uma seqüência de bits que representa que eu não estou falando nada. É assim que funcionam as mensagens enviadas por celulares, por exemplo.Nós só não percebemos isso quando falamos por meio deles porque o intervalo de envio de dados de um celular é muito curto.

Outra solução para o problema seria antes de enviar qualquer coisa, enviar uma seqüência de bits que marcasse o início de uma transmissão e, após terminar, enviar bits que representem o fim da transmissão. O nome que damos à isso é "encapsulamento de dados". A vantagem é que assim eu posso enviar dados à qualquer momento. Além disso, a comunicação assíncrona é mais barata, por não exigir que hajam relógios no hardware monitorando a chegada de dados. Mouses, teclados, HDs e praticamente 99% dos dispositivos existentes hoje em dia utilizam este método de transmissão.

Outro método de transmissão é a isócrona. Nela, envia-se mensagens ininterruptamente e o intervalo entre uma mensagem e outra já é conhecido e não muda nunca. Isso é normalmente usado para transmitir sinais de televisão digitais e também para aparelhos projetados para mostrar vídeos. Ela ainda é pouco usada, mas seu uso tende a ser maior à medida que surgem mais tecnologias que convergem vídeo, voz e dados em um mesmo meio de comunicação.

Comunicações Simplex, Semi-Duplex e Duplex[editar | editar código-fonte]

A comunicação simplex ocorre quando em um meio os dados fluem sempre na mesma direção. Um dispositivo sempre é transmissor e o outro sempre é receptor. Um exemplo é a transmissão televisiva. As emissoras de televisão usam transmissores e enviam a sua programação para todos os telespectadores. Mas eles não precisam esperar resposta alguma, pois os televisores não tem como enviar informação para eles.

Na comunicação Semi-Duplex, os dados podem fluir em ambas as direções. Temos máquinas que podem ser transmissoras e receptoras. Entretanto, elas não podem fazer isso ao mesmo tempo. Quando uma delas envia dados, a outra não pode transmitir - apenas ouvir. Se ela começar a transmitir, a outra também só poderá ouvir. Como exemplo, pode-se citar os Discos Rígidos de computadores, que não podem ler e escrever dados ao mesmo tempo, celulares (Não parece que ele é semi-duplex, mas ele é. Acontece que a alternância de modo de transmissão e recepção ocorre com uma frequência alta demais para ser percebida), radioamador e coisas que possuem antenas em geral.

HalfDuplex.JPG

Na comunicação Duplex, cada máquina pode enviar dados e receber simultaneamente. É o caso do telefone fixo que consegue isso combinando duas linhas simplex - uma em cada direção.

FullDuplex.JPG

Comunicação Analógica e Digital[editar | editar código-fonte]

Ondas de rádio. Exemplo de sinal analógico.

A comunicação analógica ocorre quando usamos para nos comunicar algum tipo de sinal físico que pode variar de forma contínua em quantidade ou força. A voltagem de uma corrente elétrica - por exemplo. Normalmente dispositivos analógicos fazem com que a intensidade ou voltagem de uma corrente elétrica oscile. Com isso, podemos usar a amplitude, frequência ou a fase da variação para transmitirmos dados. Também podemos usar todas estas coisas juntas. A comunicação analógica é utilizada em telefones fixos, celulares, modems, aparelhos de fax, TVs à cabo, rádio e outros.

Sinal Digital: 1) Nível Alto, 2)Nível Baixo, 3 e 4) Sinal indeterminado


A comunicação digital refere-se à dispositivos que usam para transmitir dados um sinal físico que pode assumir um número finito de estados. A maioria destas transmissões é binária (logo, só pode transmitir 0s e 1s) e utiliza voltagens entre -5 e -15 V para transmitir um 0 e voltagens entre 5 e 15 V para transmitir 1. Com exemplo de comunicação digital podemos citar qualquer comunicação envolvendo dois computadores.