Introdução à Biologia/Biologia Humana/Saúde humana

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Introdução à Biologia‎ | Biologia Humana
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vírus Influenza (Gripe)
Escherichia coli
Fungo amarelo
Paramecium aurelia

Conceito e indicadores[editar | editar código-fonte]

Segundo a OMS, "saúde é o completo bem-estar físico, mental e social".

Expectativa de vida[editar | editar código-fonte]

Índice de mortalidade infantil[editar | editar código-fonte]

Determinantes sociais do processo saúde-doença[editar | editar código-fonte]

Endemias e epidemias[editar | editar código-fonte]

Doenças causados por vírus, bactérias e fungos[editar | editar código-fonte]

Além da biodiversidade das formas ditas superiores, ou seja, os animais e plantas que fazem parte da nossa experiência consciente de vida, há ainda a diversidade de formas menores, ou menos diferenciadas do ponto de vista da complexidade, de seres vivos.

  • Características gerais e aspectos básicos da reprodução.
  • Importância ecológica e econômica.
  • Prevenção das principais doenças humanas causadas por esses seres.
  • Papel dos antibióticos no tratamento de doenças causadas por bactérias.

Conhecimentos inerentes ao item:

  • Reconhecer os vírus como parasitas intracelulares dependentes do metabolismo da célula hospedeira para se reproduzir. Conhecer as principais doenças humanas causadas por vírus e as principais medidas profiláticas que devem ser empregadas no combate a essas parasitoses. Reconhecer que certos vírus causadores de doenças (dengue, febre amarela) são transmitidos por mosquitos. Compreender o papel do HIV (vírus da imunodeficiência adquirida) no desenvolvimento da AIDS (síndrome da imunodeficiência adquirida).
  • Reconhecer a enorme diversidade das bactérias e a importância econômica e ecológica dos metabolismos fermentativo e quimiossintético.
  • Conhecer os modos de transmissão e prevenção de doenças causadas por bactérias e os princípios dos tratamentos por antibióticos.
  • Reconhecer a vacinação como o principal modo de prevenção de doenças causadas por vírus e bactérias.
  • Conhecer as características gerais dos principais grupos de protistas e compreender a importância do conhecimento dos ciclos de vida dos parasitas do ser humano para propor medidas profiláticas adequadas.
  • Conhecer as características gerais dos principais grupos de fungos, seus modos básicos de reprodução, sua importância ecológica como decompositores e sua importância econômica na alimentação e na produção de antibióticos.

Reino Protista e a saúde Humana[editar | editar código-fonte]

O Reino Protista compreende seres unicelulares presentes em ambiente úmido ou aquático. Há os causadores de doenças — algumas incuráveis —, e outras de vida livre. Conhecendo as características e o modo de vida dos protistas, podemos interferir de forma positiva para a saúde humana:

  • Na prevenção das doenças. Eliminar os criadouros de mosquitos transmissores de protozoários causadores da malária e evitar os "barbeiros", transmissores do protozoário responsável pela "doença de Chagas". Como esses insetos se alimentam de sangue, ao picar uma pessoa, pela sua saliva ou das fezes, eles deixam os protozoários entrarem em nosso corpo, instalando a doença;
  • O uso de preservativos previne a transmissão de protozoários que infectam as genitálias;
  • Lavar bem as mãos e os alimentos e filtrar ou ferver a água evita algumas doenças causadas pelos protozoários como a amebíase e a giardíase.

Dor de barriga, diarréia, vômitos, abdome inchado, fraqueza e palidez são alguns sintomas causados em nosso corpo por vermes dos grupos platelmintos e nematelmitos. Eles entram em contato com o nosso corpo por descuidos com a higiene. Muitos deles necessitam de um hospedeiro para que a reprodução sexuada ocorra e possam gerar descendentes, dando continuidade ao ciclo vital. O habitat dos vermes, de modo geral, está associado a alimentos contaminados, terra e água.

Podemos e devemos atuar na prevenção dessas doenças. Veja abaixo algumas dicas para manter uma boa saúde:

  • Lavar bem frutas, verduras e legumes;
  • Não andar descalço;
  • Comprar carnes somente em frigoríficos autorizados;
  • Lavar bem as mãos antes de se alimentar e após usar o banheiro;
  • Evitar tomar banho em lagoas;
  • Cozinhar bem as carnes antes de comê-las.

Os vírus não apresentam estrutura celular. São constituídos basicamente de uma cápsula de proteína que contém em seu interior o material genético reprodutor.

Importância do controle ambiental[editar | editar código-fonte]

Saneamento básico[editar | editar código-fonte]

Vigilância sanitária[editar | editar código-fonte]

Vigilância epidemiológica[editar | editar código-fonte]

Serviços de assistência à saúde[editar | editar código-fonte]

Drogas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikipédia[editar | editar código-fonte]