Introdução à Atuária/Onde está a diferença?

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Uma das questões que intriga a muita gente é como os atuários diferenciam as fórmulas para os diversos ramos da ciência. Ou seja uma renda vitalícia imediata para uma cabeça usa a mesma fórmula, embora possa usar diferentes tábuas ou taxas de juros.

A resposta a esse enigma foi formulada por um atuário chamado Koontz em 1038 em um trabalho onde explica essas diferenças. As diferenças não estão nas fórmulas e sim nas condições de equilíbrio do sistema.

Por exemplo em seguros o equilíbrio se dá apenas fazendo receita igual a despesa.

Nos fundos de pensão o equilíbrio se dá na solidariedade, ou seja todos pagam sempre a mesma coisa, não importa a idade ou o sexo e a consideração de igualdade entre receita e despesa e secundária.

Na previdência social a principal consideração é distribuição de renda, ou seja quem recebe o benefício o recebe porque necessita dele e não porque pagou. Mesmo que não tenha pago nada tem direito a receber o benefício. A solidariedade é dada pelo pagamento de contribuições iguais para todos os que são obrigados a contribuir e a igualdade entre receita e despesa é absolutamente secundária, pois sempre há garantia que não faltará um tostão para o pagamento dos benefícios pelo tesouro nacional.

Trata-se de um sistema muito simples e fácil de compreender.