Guia dos Trouxas para Harry Potter/Personagens/Wilhelmina Grubbly-Plank

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wilhelmina Grubbly-Plank
  • sexo = feminino
  • cabelos = desconhecido
  • olhos = desconhecido
  • família = desconhecido
  • lealdade =

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

Wilhelmina Grubbly-Plank é a professora temporária de Trato das Criaturas Mágicas em Hogwarts. Ela é chamada em inúmeras ocasiões quando o professor permanente não “está bem”, inclusive durante um longo tempo no início da quinta série.


Papel nos Livros[editar | editar código-fonte]

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.


O Cálice de Fogo[editar | editar código-fonte]

Encontramos pela primeira vez a Professora Grubbly-Plank na primeira aula após o Natal, Hagrid estava escondido por causa de um artigo do Profeta Diário, que o identificava como meio gigante. Enquanto Hagrid estava ensinando à turma sobre Explosivins, a Professora Grubbly-Plank começa a ensinar sobre Unicórnios, coisa que todos exceto Harry e Ron, adoram. Inclusive Hermione secretamente acha as lições da professora muito mais úteis, mas não quer chatear os amigos. A Professora Grubbly-Plank continua no cargo durante mais ou menos uma semana, até que Dumbledore convence Hagrid a voltar.

A Ordem da Fênix[editar | editar código-fonte]

Harry fica aborrecido ao retornar a Hogwarts e ver que não é Hagrid quem está levando os alunos de primeira série através do lago, e sim a Professora Grubbly-Plank. A Professora Grubbly-Plank dá a aula de Trato das Criaturas Mágicas para a turma de Harry. Quando perguntada sobre o paradeiro de Hagrid, ela é seca e muda de assunto. Mais tarde quando inspecionada pela Professora Umbridge, ela diz a Umbridge que não sabe onde Hagrid está. A Professora Grubbly-Plank começa o ano ensinando sobre Tronquilhos; Harry, ouvindo os comentários de Malfoy sobre Hagrid, fica tão furioso que quase esmigalha o tronquilho que ele, Ron e Hermione deveriam desenhar.

Hedwig retorna trazendo uma mensagem para Harry. Ela chega uma hora mais tarde do que as corujas correio e parece machucada. Ela está com uma asa ferida e Harry sai da aula de História da Magia direto para a sala dos professores, procurando alguém que possa ajudar Hedwig; a Professora Grubbly-Plank está lá e diz que Hedwig ficará boa rápido, eles quase esquecem a mensagem que Hedwig trouxe, que é de Sirius Black.

Inspecionada pela Professora Umbridge em seu papel de Alta Inquisidora, a Professora Grubbly-Plank passa na inspeção sem dificuldades, apesar do fato de que ela, obviamente apoia Dumbledore. Ela continua a dar suas aulas até novembro, quando Hagrid retorna de sua missão.

Pontos Fortes[editar | editar código-fonte]

Ela parece ser muito talentosa no seu campo de conhecimento, sabendo sobre uma variedade de criaturas.

Pontos Fracos[editar | editar código-fonte]

Relacionamentos com Outros Personagens[editar | editar código-fonte]

A Professora Grubbly-Plank não aparece tempo suficiente para fomar amizade com outros personagens. Sabemos que ela respeita Dumbledore, suas relações com os alunos são normais.

Análise[editar | editar código-fonte]

Perguntas[editar | editar código-fonte]

  1. Por que Dumbledore escolheu Hagrid ao invés da Professora Grubbly-Plank para ensinar Trato das Criaturas Mágicas?
  2. Quais são as maiores diferenças entre as aulas da Professora Grubbly-Plank e de Hagrid's?

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Aparentemente a Professora Grubbly-Plank é um estereótipo; ela é definida como masculinizada, tem uma voz grossa e fuma cachimbo. Nada é dito sobre sua orientação sexual, ela parece lésbica. É claro que isso não faz diferença alguma para história, mas pode ser uma dica de que outros personagens podem ser homosexuais também, acreditamos que a revelação sobre Dumbledore ser homosexual, pode ser de alguma forma já introduzida pela Professora Grubbly-Plank.