Guia dos Trouxas para Harry Potter/Personagens/Ron Weasley

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Ronald "Ron" Bilius Weasley
  • sexo = masculino
  • cabelos = ruivos
  • olhos = azuis
  • família = Arthur Weasley, pai
    Molly Weasley, mãe
    Bill Weasley, irmão mais velho
    Charlie Weasley, irmão mais velho
    Percy Weasley, irmão mais velho
    Fred Weasley, irmão mais velho
    George Weasley, irmão mais velho
    Ginny Weasley, irmã mais nova.
  • lealdade = Albus Dumbledore, Hermione Granger, Harry Potter.

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

Ronald "Ron" Bilius Weasley é o mais novo entre seis irmãos, e uma irmã mais nova, Ginny. Ron pertence a uma família bruxa, pobre mas muito respeitada. A grande família, é conhecida tanto por seus cabelos vermelhos quanto por suas atividades estranhas. O pai de Ron, Arthur, trabalha no Ministério da Magia, e tem um interesse estranho por Trouxas e objetos dos Trouxas. Ron é mal visto por alguns alunos (a maioria Slytherins) pelo fato de sua família ser pobre e ter amizades entre os Trouxas. Nas horas de necessidade, Ron pode contar com seus dois melhores amigos, Harry e Hermione.

Ron nasceu no dia 1º de março de 1980, de acordo com a autora, Ele fez onze anos, no ano antes de começar Hogwarts, portanto ele é cinco meses mais velho do que Harry e seis meses mais novo do que Hermione.

Ron teve duas varinhas no decorrer da série. A primeira, que tinha sido de seu irmão Charlie, era de freixo e pelo de Unicórnio. A segunda, a que, presumivelmente, o escolheu, era de salgueiro e pelo de Unicórnio. Salgueiro é associado com adquirir conhecimento, crescimento pessoal, cura, e repelir o mal. Também pode representar a morte e o luto. Os Unicórnios simbolizam a pureza, virtude e força da mente e do corpo. Embora as varinhas, em geral, sejam menos eficientes nas mãos de um bruxo que elas não escolheram e nem as capturou, uma varinha dada para alguém da família, nesse caso, Ron, aparentemente oferece sua lealdade ao novo proprietário. Não se sabe se ela funcionava melhor com Charlie. As duas varinhas de Ron correspondem ao Celtic Tree Calendar, que é dividido em 13 períodos lunares, cada um representado por uma árvore diferente. O aniversário de Ron, 1 de março, fica entre 18 de fevereiro e 17 de março ciclo do freixo. Sua nova varinha de salgueiro não reflete sua data de nascimento.

Papel nos Livros[editar | editar código-fonte]

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Nota: Ron Weasley, embora não seja o personagem principal dessa série, é um dos componentes do Trio, e portanto está presente ao longo de toda a história. Um sumário de seu papel nos livros, seria portanto, recapitular os livros. Para ver todo o papel de Ron na série, melhor começar pelo primeiro livro e ir lendo na ordem. As seções abaixo dão uma breve idéia do papel dele.

A Pedra Filosofal[editar | editar código-fonte]

Ron e a família Weasley aparecem pela primeira vez na Estação de King´s Cross, quando Harry não consegue encontrar a Plataforma 9 e ¾ e se aproxima deles para pedir ajuda. Os meninos dividem um compartimento no Expresso de Hogwarts, mas Ron não consegue acreditar que aquele é o famoso Harry Potter, até que o menino mostre sua cicatriz. Harry está fascinado com o mundo mágico, e Ron, intrigado com a vida dos Trouxas, isso, os liga, imediatamente, afinal são vidas tão diferentes.

Durante a viagem de trem para Hogwarts, os outros passageiros, continuamente passam para olhar o compartimento aonde estão Harry e Ron, inclusive Neville Longbottom, que está procurando por seu sapo, e mais tarde, Hermione Granger, uma bruxa nascida Trouxa. Ela faz pouco das tentativas de Ron de fazer um feitiço, depois comenta que já leu todos os livros do ano.

Outro aluno do primeiro ano, Draco Malfoy e seus dois camaradas, Crabbe e Goyle, chegam logo em seguida, sugerindo que Harry ficaria mais bem acompanhado se ficasse com eles, deixando claro que os Weasleys são inferiores, mesmo sendo bruxos de sangue puro como os Malfoys. Draco e os companheiros partem, mas Hermione retorna e bem mandona, avisa que eles devem colocar as vestes da escola. Ron mais tarde, comenta que ele espera que ela seja escolhida numa Casa que não seja a Gryffindor.

Em Hogwarts, Ron, Harry e também Hermione são escolhidos para a Gryffindor. Harry e Ron já se tornaram grandes amigos, embora evitem Hermione. Ron ajuda Harry a se adaptar ao mundo mágico e sempre fica ao seu lado. Draco Malfoy, que foi escolhido para a Casa Slytherin, maior rival da Gryffindor, é um constante criador de problemas para os dois garotos. Durante uma discussão entre Harry e Draco durante a primeira lição de voo, Ron fica ao lado de Harry. Quando Malfoy desafia Harry para um duelo de bruxos, Ron se oferece para ser seu padrinho.

Durante a festa de Halloween, um Trasgo invadiu a escola. Hermione, que mais cedo tinha ouvido Ron comentar que ela é muito mandona e não tem amigos, ainda está chorando no banheiro. Ron e Harry correm para avisar Hermione, e descobrem que o Trasgo a prendeu; Harry e Ron juntos derrotam o Trasgo. A Professora McGonagall chega e quer castigar Harry e Ron, mas Hermione mente para protegê-los, dizendo que foi ela quem procurou o Trasgo. Os três se tornam os melhores amigos, embora Ron rapidamente se adapte a ficar atrás, seguindo a liderança dos outros, e em geral, contando com a orientação deles; Ron, por sua vez, ajuda Harry e Hermione, ambos foram criados como Trouxas, a descobrirem e se adaptarem ao mundo mágico. Ron também se sente ofuscado por seus cinco espertos irmãos mais velhos, e mais tarde pela talentosa irmã mais nova, Ginny.

Quando Hagrid menciona alguém chamado Nicolas Flamel, Harry, Ron e Hermione fazem a ligação com o “misterioso pacote” que, evidentemente, está sendo protegido pelo cão de três cabeças (chamado Fofo), no corredor proibido do terceiro andar. Hermione encontra uma referência a Flamel e identifica o “misterioso pacote”, como a Pedra Filosofal. Eles estão convencidos que Quirrell deve estar protegendo-a do Professor Snape.

Harry decide passar por Fofo e recuperar a Pedra, antes que Snape a roube. Como vai se tornar comum, Ron e Hermione insistem em acompanhá-lo. Quando o Visgo do Diabo os agarra, Ron recorda à Hermione, que está em pânico, que ela pode conjurar o fogo para libertá-los. É Ron que resolve o jogo de xadrez de bruxo para passar pelo quarto obstáculo, embora fique ferido. Recuperado por Hermione, ele corre para avisar ao Professor Dumbledore, enquanto Harry prossegue em busca da Pedra.

Na Festa de Despedida, Dumbledore premia Ron com 50 pontos pelo “melhor jogo de xadrez que Hogwarts já viu em muitos anos”. Quando estão quase na Estação King´s Cross, tanto Ron quanto Hermione prometem escrever para Harry durante as férias de verão; Ron também promete convidar Harry para visitá-lo.

A Câmara Secreta[editar | editar código-fonte]

Ron entra na história, quando ele e seus irmãos gêmeos, Fred e George, chegam num Ford Anglia voador, para resgatar Harry das garras dos cruéis Dursleys, que o proibiram de voltar a Hogwarts e o trancaram no quarto. Na Toca, Molly recebe Harry cheia de carinho, enquanto seus filhos levam uma bronca por pegar o carro sem permissão. Harry fica no quarto de Ron, que é decorado com posters dos Chudley Cannons, o time de Quadribol favorito dele.

Na Estação King´s Cross em Londres, para tomar o Expresso de Hogwarts, Ron e Harry não conseguem passar pela barreira da Plataforma 9 e ¾ . Tendo perdido o trem, Ron decide voar até Hogwarts no carro de seu pai. Lá eles trombam no Salgueiro Lutador, quebrando a varinha de Ron. Depois de cuspir os dois garotos e seus malões, o carro sai, selvagem, rumo à Floresta Proibida. A Professora McGonagall deixa os dois de castigo, e Hermione dá-lhes a maior bronca pela chegada escandalosa, enquanto os outros Gryffindors estão adorando tudo. Mrs. Weasley, no entanto, está irada e manda para Ron um Berrador, humilhando o garoto enquanto diverte os outros alunos, especialmente os Slytherins.

A varinha estragada de Ron não consegue converter os feitiços de maneira certa, mesmo depois de ser remendada com Spellotape (seria um feitiço colante). Quando Malfoy chama Hermione de “sangue ruim”, um termo pejorativo, Ron lança uma azaração em Draco; mas o feitiço sai pela culatra, e atinge Ron fazendo com que ele fique vomitando lesmas. Hermione e Harry pedem ajuda para Hagrid, mas Ron ainda vomita lesmas enquanto cumpre o castigo.

Harry ouve uma voz desencarnada dentro do castelo, e Hermione e Ron vão atrás de Harry, enquanto ele a segue. Eles encontram Mrs. Norris, a gata de Filch, petrificada, mas ainda viva. Uma mensagem sangrenta rabiscada na parede, avisa que a Câmara Secreta foi aberta. Ron suspeita que Malfoy seja o herdeiro de Slytherin, ou saiba quem é. Hermione sugere que eles usem a Poção Polissuco para descobrir, e passa o mês seguinte preparando a Poção no banheiro da Murta-Que-Geme. Harry e Ron se disfarçam de Crabbe e Goyle. Encontram Draco, que, entre outras coisas, diz que a Câmara foi aberta há 50 anos atrás, resultando na morte de uma menina, embora não se saiba quem a abriu.

Harry e Ron também encontram um velho diário, que pertenceu a um T.M.Riddle, há 50 anos atrás, porém suas páginas estão em branco; Ron lembra de ter visto esse nome na sala de troféus da escola, datado de 50 anos atrás, o mesmo tempo em que a Câmara foi aberta pela última vez. Harry descobre que pode se comunicar com o diário, e ele mostra como Riddle implicou Hagrid na abertura da Câmara e na libertação do monstro, foi por isso que Hagrid foi expulso.

Harry ouve novamente a voz desencarnada, fazendo com que Hermione corra para a biblioteca para pesquisar algo, mas ela é encontrada petrificada antes de contar o que descobriu. Harry e Ron correm até a cabana de Hagrid para discutir a Câmara Secreta, mas ele é preso por Cornelius Fudge, enquanto Dumbledore é removido do cargo de diretor. Enquanto está sendo levado, Hagrid enigmaticamente, grita “sigam as aranhas”, enquanto Harry e Ron estão escondidos sob a Capa da Invisibilidade.

Ron, que tem aracnofobia, bravamente segue Harry na trilha das aranhas para dentro da Floresta Proibida. Lá eles encontram Aragogue, a aranha gigante, que afirma que não é ele o monstro da Câmara e que Hagrid é inocente. Uma página arrancada amassada dentro da mão de Hermione petrificada, indica que o monstro é um Basilisco, que usa o encanamento para se mover dentro do castelo. Harry está certo de que o banheiro da Murta é a entrada da Câmara e que ela, é a menina que morreu.

Quando Ginny Weasley é levada para a Câmara, Harry e Ron forçam o Professor Gilderoy Lockhart a entrar no banheiro da Murta, depois que o pegam querendo fugir da escola; o lendário Lockhart é um covarde, uma fraude. Harry abre a entrada da Câmara falando em Parseltongue (a língua das cobras). Uma vez lá dentro, Lockhart agarra a varinha de Ron e conjura um feitiço, mas ele sai pela culatra e acerta o próprio Lockhart, apagando sua memória. Ron fica preso com Lockhart de um lado de uma pedra desabada, ele retira os entulhos enquanto Harry encontra a Câmara, luta com o Basilisco e destrói o diário de Tom Riddle. Harry volta com Ginny. Hermione e as outras vítimas petrificadas são revividas. No trem de volta para Londres, Hermione e Ron prometem telefonar para Harry durante o verão.

O Prisioneiro de Azkaban[editar | editar código-fonte]

Durante o verão, Ron tenta telefonar para Harry na casa dos Dursleys, mas ele e Vernon acabam gritando um com o outro. Ron mais tarde, manda um presente de aniversário para Harry, um Bisbilhoscópio de bolso, um objeto mágico que detecta inimigos próximos. Ron sente muito porque é um baratinho, mas, parece que é bastante confiável. Depois, Mr. Weasley ganha um concurso, e a família toda vai passar as férias no Egito; Ron manda para Harry O Profeta Diário, com o artigo e a foto da família, inclusive o rato de Ron, Perebas.

Ron se reúne com Harry e Hermione no Beco Diagonal, e o Trio e os outros Weasleys, vão comprar materiais da escola. Além da grande quantidade de livros, Hermione também compra um gato diferente, amarelado que ela chama de Bichento, que imediatamente, ataca o rato de Ron, Perebas. Enquanto isso, Harry escuta os pais de Ron discutindo Sirius Black, um bruxo fugitivo que escapou de Azkaban e aparentemente deseja matar Harry. O Trio logo descobre que os dementadores, os guardas assustadores de Azkaban, estão caçando Black e também seriam os guardiães de Harry e de Hogwarts.

Em Hogwarts, Ron observa que Hermione está assistindo muitas aulas, inclusive algumas que são dadas nos mesmos horários; ela também parece aparecer e desaparecer instantaneamente, durante o dia. Cada vez que Ron a interroga, ela muda de assunto. Na aula de Adivinhação, Ron vê a forma de um cachorro nas folhas de chá de Harry, a Professor Trelawney identifica como sendo o Sombrio, uma previsão de morte. Curiosamente, Harry tem visto continuamente um cão negro disfarçado nas sombras próximas.

A tensão cresce entre Ron e Hermione, depois que Bichento ataca Perebas, mas acabam se acertando. Depois que Sirius Black invade o castelo, Hermione teima em que ele está usando as passagens secretas do castelo, como no “Mapa do Maroto”. Harry discorda dizendo que Black não pode estar usando os túneis, Ron naturalmente concorda com Harry.

Logo depois, Harry descobre que Black traiu seus pais para Voldemort, depois matou seu amigo Peter Pettigrew e doze Trouxas que estavam próximos. Harry fica mais espantado ao saber que Black é seu padrinho. Enquanto isso, o Professor Lupin volta a dar aulas de DCAT, depois de uma breve ausência e cancela o ensaio sobre os lobisomens que o Professor Snape havia mandado fazer.

Quando recebe uma vassoura Firebolt, caríssima, como um presente de Natal anônimo, Hermione conta para McGonagall, suspeitando que possa estar enfeitiçada e tenha sido enviada por Black. A vassoura é confiscada para testes, e Ron e Harry, ignorando os perigos reais, ficam furiosos com Hermione. Eles a evitam até receberem de volta a vassoura, na primavera, mas tão logo eles fazem as pazes, Perebas some, aparentemente comido por Bichento. Ron fica ofendido pela falta de sensibilidade de Hermione. Ela, no entanto, está tão exausta com o excesso de aulas e por ajudar Hagrid a defender Bicuço, um Hipogrifo que Draco maliciosamente afirma que o atacou. O estresse aparentemente, a impediu de demonstrar simpatia por Ron, embora isso não desculpe seu comportamento. Harry e Ron também faltaram com a promessa de ajudar com a defesa de Bicuço e isso tudo aumentou as obrigações da garota.

Uma noite, Ron foi acordado por Sirius Black rasgando as cortinas de sua cama com uma faca. O grito de Ron ecoou pelo dormitório da Gryffindor, mas Black fugiu. Embora aterrorizado, Ron, que se sentia sempre nas sombras da fama de Harry, gosta muito do sucesso que acabou de alcançar. Ele imagina, no entanto, porque Black não o feriu, e nem a Harry, mesmo tendo a oportunidade.

Hermione finalmente pede desculpas a Ron por Bichento, e Ron e Harry prometem ajudar com a defesa de Bicuço, embora mais tarde, o Hipogrifo tenha sido condenado à morte. Embora os avisos de Hagrid para que eles ficassem longe, o Trio visita Hagrid logo após a execução de Bicuço ao por do sol. Quando estão na cabana, encontram Perebas, que era dado por morto, embora ele tente escapar freneticamente. O Trio volta ao castelo mas Perebas consegue fugir. Ron o pega, mas um grande cão negro aparece e arrasta Ron e Perebas para dentro de um túnel secreto, sob o Salgueiro Lutador, quebrando a perna de Ron. Harry e Hermione seguem o túnel até a Casa dos Gritos, onde eles encontram Sirius Black – um Animago.

Harry, Hermione e Ron dominam Black, fisicamente fraco e sem varinha. Quando Harry está a ponto de vingar seus pais, Lupin irrompe e os desarma. Lupin viu Black e outra pessoa no Mapa do Maroto que tinha sido confiscado. Lupin é um dos Marotos, e ele junto com James e Sirius e Pettigrew, criaram o Mapa durante seus anos escolares. Achando que ele é cúmplice de Black, Hermione revela que Lupin é um lobisomem, Lupin diz que Dumbledore sabe, e quando era aluno, Lupin ficava confinado na Casa dos Gritos, durante suas transformações em lobisomem. O Salgueiro Lutador guardava a entrada. Os três melhores amigos de Lupin, Sirius, James e Peter, sabendo que ele era um lobisomem, secretamente se tornaram Animagos, para apoiá-lo. Lupin afirma que Perebas, é na verdade, Pettigrew, e que ele traiu os Potters para Voldemort e culpou Sirius. Black reconheceu Pettigrew como Perebas na foto do Profeta Diário jurou matá-lo, fugindo de Azkaban em forma de Animago. Lupin, é surpreendido pela lua cheia e, tendo esquecido sua poção, se transforma num lobisomem e corre. Sirius é preso pelos dementadores que pretendem chupar sua alma. Hermione mostra a Harry o Vira Tempo, que ela tem usado o ano todo, para poder assistir todas as aulas. Eles deixam Ron na ala hospitalar e retornam três horas no passado, libertando Bicuço e Black. Com a fuga de Pettigrew, no entanto, Sirius permanece como um fugitivo procurado.

O ano passa rápido; Lupin renuncia a seu cargo, enquanto Gryffindor ganha a Copa das Casas novamente, e Ron, aliviado passa em todas as matérias, embora ainda esteja revoltado por sua ligação com “Perebas”.

A bordo do Expresso de Hogwarts de volta à Londres, uma coruja pequenina entrega uma mensagem de Sirius Black, dizendo que ele está seguro; a coruja é para Ron (para ficar no lugar de seu “pet” perdido). Ginny logo chama a corujinha de Pichitinho. Quando eles se separam na Estação, Ron promete a Harry logo dar notícias.

O Cálice de Fogo[editar | editar código-fonte]

Os Weasleys convidam Harry e Hermione, para irem à Copa do Mundo de Quadribol. Quando estão lá, os Comensais da Morte fazem uma baderna pelo acampamento durante a noite, aterrorizando os nascidos Trouxas. O símbolo de Voldemort, um crânio e uma cobra, são vistos flutuando no céu negro. Um oficial do Ministério acredita que um membro do Trio conjurou a Marca, mas logo fica tudo resolvido.

Tanto Ron quanto Harry estão começando a acordar para a sexualidade, se tornando mais atraídos pelas garotas; Ron mais imaturo e inexperiente socialmente, que o normal, se apoia em Harry, para tomar a iniciativa, embora Harry tenha suas próprias dificuldades, depois de se apaixonar por Cho Chang, uma linda Ravenclaw. Ela, no entanto, estava namorando Cedric Diggory, um Hufflepuff , que não era apenas o rival romântico de Harry, mas também um dos Campeões do perigoso Torneio Tribruxo, uma competição entre escolas.

A amizade de Ron e Harry balança depois que Harry é misteriosamente escolhido como o quarto Campeão do Torneio, mesmo nunca tenho colocado seu nome no Cálice de Fogo, e sendo menor de idade. Enquanto Ron luta para encontrar sua própria identidade, ele acredita que Harry o enganou para entrar no Torneio, apenas para obter mais atenção, embora esteja menos preocupado com o fato de Harry ter enganado o Cálice, e muito mais com o fato de Harry não ter contado nada a ele. Ron não consegue acreditar que Harry, na verdade, evite a fama. Uma vez que os dois estão afastados, Hermione é o único apoio entre os alunos. Apenas quando Harry por pouco sobrevive à Primeira mortal Tarefa, que Ron percebe que ele jamais enganaria para entrar, e eles se reconciliam. Logo fica aparente que deve existir um plano sinistro para matar Harry.

Ron luta com outras dificuldades enquanto se sente romanticamente atraído por Hermione, embora não compreenda seus sentimentos. A amizade entre eles fica tensa, quando Ron faz pouco dos esforços dela na luta pelos elfos domésticos, e ele fica muito enciumado, quando ela é corteja por Viktor Krum, outro Campeão do Tribruxo pelo Instituto Durmstrang.

A Ordem da Fênix[editar | editar código-fonte]

Quando Ron é escolhido como Monitor da Gryffindor, começa um certo atrito entre ele e Harry, que se sente desprezado por Dumbledore; deve ter sido a intenção do diretor, para ajudar Ron a desenvolver sua própria identidade, separado da fama de Harry.

Ron é autoritário em seu papel de Monitor, no entanto, como Hermione também é Monitora, isso causa tensão entre eles também. Ron também fica intimidado para impedir as atividades ilegais de Fred e George, ou para apoiar Hermione, o que aumenta o estresse.

Depois de ganhar uma vassoura nova de seus pais, Ron tenta entrar no time da Gryffindor, como goleiro. A capitã do time Angelina Johnson acha Ron um desastre, ele não tem habilidade; apenas Harry, e depois Ginny, que são especialmente bons apanhadores, fazem com que o time não perca tanto. No jogo final, no entanto, Ron ganha confiança e joga brilhantemente, e a Gryffindor vence com margem suficiente para ganhar a Taça.

Ron também é importante, ao animar Harry para ensinar em segredo a verdadeira DCAT, aos colegas, ao invés das baboseiras ensinadas por Dolores Umbridge, uma espiã do Ministério, que pretende afastar Dumbledore e tomar Hogwarts. Ron está presente no primeiro encontro no Cabeça de Javali e a todos os encontros até que a organização, chamada Armada de Dumbledore, seja traída e dissolvida.

Harry chama Ron, junto com Hermione, Ginny e Luna, quando invade o escritório da Umbridge para tentar fazer contato com Sirius, usando a Rede do Flu. Pego por Umbridge, Ron foge enquanto Ginny azara Draco. O grupo, incluindo Neville, encontra Harry e Hermione, que leva Umbridge numa procura por uma arma que não existe, dentro da Floresta Proibida, de onde ela é arrastada embora pelos Centauros furiosos.

Os amigos voam nos Thestrals até o Ministério da Magia, em Londres, onde Harry acredita, que Voldemort está torturando Sirius. Uma vez lá, acontece a Batalha no Departamento de Mistérios, os alunos são emboscados pelos Comensais da Morte, mas os membros da Ordem da Fênix chegam a tempo. Na batalha que irrompe, Ron sofre uma azaração que parece deixá-lo bêbado, e fica fora da ação. Nós vamos vê-lo, mais tarde se recuperando na ala hospitalar, onde Umbridge também está, traumatizada pelo que passou com os Centauros. Ron atormenta a insuportável mulher, fazendo “pocotó, pocotó” baixinho.

O Enigma do Príncipe[editar | editar código-fonte]

Quando Harry começa as aulas de poções avançadas do Professor Slughorn, como pré requisito para ser Auror, Ron começa junto, embora tenha pouco interesse na matéria e também não tenha, praticamente quase nenhuma aspiração a alguma determinada carreira.

Harry fica convencido de que Draco se tornou um Comensal da Morte e pode estar envolvido em alguma missão maligna para Voldemort, embora Ron, assim como Hermione, não acreditem, acham que Draco é muito novo e inexperiente. Durante a maior parte do livro, Ron e Hermione brigam por causa da paixonite de Ron por Lavender Brown. Mesmo com os dois se estranhando, Hermione, sem ele saber, o ajuda a conseguir o lugar no time de Quadribol da Gryffindor, embora o potencial atlético de Ron seja afetado por sua grande insegurança. Mas, quando Harry finge ter colocado um pouco da poção da sorte na seu suco, antes do jogo, Ron tem uma performance excepcional.

Depois que Ron quase morre, envenenado por uma bebida, que era aparentemente dirigida ao Professor Dumbledore, Hermione fica tão desesperada, que eles terminam com todas as suas brigas. Ron, logo perde o interesse em Lavender, e Hermione considera Viktor apenas um amigo. No entanto, qualquer que seja o sentimento romântico que um sente pelo outro, permanece abafado pela timidez de expressar seus verdadeiros sentimentos.

Os Comensais da Morte invadem Hogwarts, enquanto Harry e o Professor Dumbledore estão fora; Ron e Hermione, junto com os membros da Armada de Dumbledore, Ginny, Luna e Neville, ajudam os Aurores do Ministério e os membros da Ordem da Fênix a lutar contra eles. Quando Harry decide deixar Hogwarts antes do último ano, para procurar os Horcruxes (os fragmentos da alma) restantes, de Lord Voldemort, Ron e também Hermione pedem para acompanhá-lo.

As Relíquias da Morte[editar | editar código-fonte]

Ron está entre os membros da Ordem da Fênix, que secretamente ajudam Harry a fugir da Rua dos Alfeneiros, poucos dias antes dos feitiços protetores dele expirarem, ao fazer 17 anos. Quando Ron não chega na Toca, depois do ataque de Voldemort, todos temem pelo pior. Mas, logo ele aparece, foi apenas detido pela tia Muriel em uma das casas seguras.

Ron dá a Harry, em seu aniversário, um livro chamado “Doze Maneiras Infalíveis de Encantar Bruxas”. Os gêmeos deram a ele um igual no ano passado, mas ele pede para Harry não contar para Hermione. Harry não diz nada, mas observa que Ron está aplicando técnicas do livro em Hermione e em sua mãe, e ambas parecem responder favoravelmente.

Ron e Hermione se juntaram à missão de Harry de caçar e destruir os Horcruxes de Voldemort. Depois de escapar do ataque dos Comensais da Morte na Toca, o Trio foge para Grimmauld Place, acreditando que Severus Snape é o único Comensal da Morte que pode entrar no antigo quartel general da Ordem da Fênix. Na manhã seguinte, Harry percebe que Ron está dormindo de mãos dadas com Hermione, e fica imaginando se eles dormiram assim.

Ao descobrir que Dolores Umbridge tem o medalhão de Salazar Slytherin, que é um Horcrux, o Trio se infiltra no Ministério da Magia para recuperá-lo. Por pouco eles escapam com o medalhão, embora o ombro de Ron tenha ficado bem machucado quando Hermione faz todos desaparatarem; ele se recupera poucos dias depois, O Trio se divide, usando o medalhão em turnos, enquanto procuram por outros Horcruxes, mas a natureza do medalhão é diabólica, e ele exerce um grande efeito emocional em Ron. Conforme o Trio anda pelos campos ingleses, Ron, cansado e com frio, acostumado à uma cama morna e refeições quentes, começa a ficar cada vez mais infeliz. O fato de Harry não ter um plano real para localizar e destruir os Horcruxes, também irritam Ron. Frustrado, com esse lento progresso e infeliz com a dureza da busca, Ron vai embora. O comportamento de Ron é deplorável, mas ele, heroicamente retorna.

Quando um Patrono misterioso leva Harry até a Espada de Gryffindor, escondida num lago gelado, ele mergulha para apanhá-la. O Horcrux, sentindo o perigo, o deixa em choque, mas Ron chega e o salva. A pedido de Harry, Ron destrói o Horcrux com a Espada, embora ele antes zombe do rapaz.

Hermione, ainda furiosa com o abandono de Ron, o xinga muito. Ron, sem conseguir abandonar seus amigos de vez, imediatamente procura voltar, mas ele é capturado pelos Snatchers (caçadores de recompensas). Quando ele consegue escapar, Hermione e Harry já mudaram de lugar. Ron fica na Casa das Conchas com Bill e Fleur e usa o Apagueiro de Dumbledore para encontrá-los. Ron divide suas valiosas informações sobre a guerra que se aproxima e avisa para que ninguém fale o nome de Voldemort, porque alerta, de imediato, os Snatchers. Ele também arranja uma varinha para Harry, que ele capturou de um Snatcher, e fica do lugar da que estava quebrada.

Ron retorna, e mostra que sofreu uma enorme mudança, ele está mais confiante, auto-suficiente, e assume as responsabilidades, está sempre à frente nas buscas. É Ron quem sugere que eles visitem Xenophilius Lovegood, cujo jornal, O Pasquim, publica histórias confiáveis sobre Harry. Xeno conta a eles a história das Relíquias da Morte, os três únicos e mágicos objetos.

O emblema das Relíquias foi usado pelo bruxo das trevas, Grindelwald, a quem Dumbledore derrotou num duelo há muito tempo atrás. Cada objeto parece bastante lógico, a Capa da Invisibilidade pode ser a de Harry, e a Elder Wand pode ser a de Dumbledore. Apenas a Pedra da Ressurreição parece algo duvidoso para Hermione.

Harry, sem querer, fala o nome de Voldemort, alertando os Snatchers, liderado por Fenrir Greyback, o lobisomem cruel, que os carrega para o quartel general de Voldemort, a Mansão Malfoy. Bellatrix Lestrange vê a Espada de Gryffindor e tortura Hermione para determinar sua autencidade, depois a oferece para Greyback, como presente. Ron fica atormentado pelos gritos de Hermione e com a ajuda de Dobby, ele e Harry conseguem escapar da masmorra e a resgatar, aparatando com segurança na Casa das Conchas.

Harry, Ron, Hermione e Grampo, invadem Gringotes e conseguem roubar a Taça Horcrux que estava guardada no cofre dos Lestrange. O único Horcrux que faltou está em algum lugar dentro de Hogwarts. O Trio imediatamente se dirige à escola, onde um exército de guerrilheiros cada vez maior, está se reunindo na Sala Precisa; Harry fica apavorado porque jamais pensou em liderar uma batalha contra Voldemort e seus Comensais da Morte. Ron sugere que todos vão procurar pelo Horcrux, que se acredita ser o Diadema perdido de Rowena Ravenclaw.

Assim que Voldemort e seu exército se dirigem para Hogwarts. Ron lembra das presas do Basilisco e que elas podem destruir os Horcruxes. Ele abre a Câmara Secreta repetindo em Parseltongue, as palavras que lembrava ter ouvido Harry falando; Hermione fica impressionada com a esperteza e a iniciativa de Ron. Ron pede a Hermione que destrua a Taça Horcrux. Quando a batalha está para começar, Ron quer avisar aos elfos domésticos de Hogwarts. Hermione, emocionada com a compaixão de Ron, o envolve num abraço apaixonado e finalmente eles se declaram.

Mais tarde, Ron ajuda Harry a procurar pelo Diadema de Ravenclaw, na Sala Precisa. Ron também acompanha Harry e Hermione até a Casa dos Gritos, onde Voldemort e Snape estão discutindo a Elder Wand. Eles são testemunhas da morte de Snape, logo assim que ele libera suas lembranças para Harry.

Ron, que nunca havia experimentado uma perda verdadeira, sofre uma tristeza profunda com a morte na família, durante a luta. Após a batalha vitoriosa, Harry se reúne com Ron e Hermione, e eles seguem para o gabinete do diretor, para falar com o retrato de Dumbledore. No epílogo, Ron se torna Auror, como Harry. Ron e Hermione estão casados e tem duas crianças, Rose e Hugo.

Pontos Fortes[editar | editar código-fonte]

Ron é, geralmente, alegre, tranquilo e o tipo que demora a se irritar. Ele, quase sempre, consegue acalmar e dar bons conselhos a Harry e Hermione, que costumam a reagir emocionalmente sob pressão.

Ron tem potencial para se tornar um bruxo poderoso, mas suas inseguranças e falta de confiança, em geral fazem com que ele aja mais como um espectador passivo do que como um participante ativo. Isso, em geral, permite que ele observe os acontecimentos de um ponto de vista mais objetivo, e suas observações podem ser espertas e importantes para as atividades do Trio. Quando ele comenta alguma coisa, em geral é de maneira brincalhona, talvez temendo que suas opiniões possam ser descartadas. Sendo o único do Trio vindo de um meio mágico, Ron tem o maior conhecimento sobre o reino mágico de um modo geral e sempre está esclarecendo Harry e Hermione. Isso se mostra especialmente valioso, quando os três se empenham na missão pedida por Dumbledore, caçar e destruir os Horcruxes de Voldemort, no livro 7.


Em contraste com o talento mágico e a intuição de Harry, e a atitude mágica e intelectualismo de Hermione, Ron possui o conhecimento do mundo mágico e quase sempre oferece aos amigos uma visão dentro do background e da cultura. Ele raramente procura aventura ou adversidade por si próprio, preferindo uma rotina regular e os confortos possíveis, mas acaba superando suas dúvidas e medos, e acompanhando Harry fielmente em suas missões. No entanto, ele não se joga nesses compromissos tão rápido quanto Hermione, uma vez até, abandonando a ela e Harry durante a missão de buscar os Horcruxes.

Ron é um verdadeiro Gryffindor, ele pode ser bastante corajoso quando seus amigos estão em perigo, e faz o que pode para proteger Harry ou Hermione se for preciso. Ele também demonstra grande lealdade aos seus amigos e família e parece que tem a mente mais inclinada para a lógica do que Harry ou Hermione, particularmente sendo um exímio jogador de Xadrez de Bruxo.

Durante a batalha final, no livro 7, Ron imagina um esquema esperto para destruir um Horcrux, que nem Harry e nem Hermione pensaram. Ron também se torna um habilidoso goleiro de Quadribol, embora seja extremamente suscetível a ter problemas de nervos, fazendo com que, a princípio, seja um jogador fraquinho. Fora do Trio, a personalidade de Ron assume uma mudança muito grande, conforme amadurece.

Embora Ron possa se sentir ofuscado por seus talentosos amigos e familiares, ele é inteligente e capaz o bastante para passar tranquilo pelos sete exames N.O.M.s . Achamos que foram seis E (Excede Expectativas) e 1 A (Aceitável) em Astronomia, portanto pode avançar para as aulas do N.I.E.M. Ele também consegue produzir um Patrono, o que é bastante difícil, e já mostrou bastante habilidade mágica ao duelar contra Comensais da Morte, mais velhos e muito mais experientes. Ron, eventualmente se torna um Auror, uma profissão que requer um considerável talento mágico e treinamento constante.

Pontos Fracos[editar | editar código-fonte]

Sendo o mais novo entre seis irmãos, Ron em geral, sente falta de confiança em suas habilidades. Ele acha que tudo que consegue, não é muito importante, porque seus irmãos mais velhos, fizeram muito mais. Mesmo sua irmã mais nova, Ginny, parece superá-lo em termos de magia. Sua amizade com Harry, que recebe constante atenção e elogios, afetam sua auto estima, causando cenas ocasionais de inveja entre eles. O extraordinário potencial intectual de Hermione também o afeta, em geral ele aguarda pelo julgamento dela, na maioria dos assuntos, embora Ron pareça ter inteligência acima da média e habilidade mágica. Ron, ocasionalmente precisa de atenção, em parte, porque não recebe muito devido à sua grande família.

Quando Ron era muito pequeno, seus irmãos Fred e George fizeram uma pegadinha, transformando seu ursinho de pelúcia numa aranha. Como resultado disso, Ron passou a ter pavor mortal de aranhas; apesar disso, ele, de alguma forma, se armou de coragem para acompanhar Harry até a toca da aranha gigante Aragogue, mostrando a coragem de um verdadeiro Gryffindor. Ron também demonstra uma grande sensibilidade e fraqueza à Maldição Imperius, quando praticando azarações na aula do Professor Moody.

Hermione diz que Ron tem “a profundidade emocional de uma colher de chá”, no quinto livro, e ele parece se adaptar nessa caracterização; ele parece demonstrar, repetidamente, pouca sensibilidade ao ambiente que o cerca. Ele é mais lento para amadurecer do que Harry ou Hermione, e normalmente fica satisfeito em os seguir, ao invés de tomar alguma iniciativa. Embora seja inteligente, ele, assim como Harry, é bastante preguiçoso com aluno, e diferente de seus irmãos mais velhos, parece desinteressado em magia. Embora, de vez em quando, mostre que tem potencial para se tornar um bruxo poderoso, ele raramente expande seu conhecimento ou habilidade, para além daquilo que seja necessário aprender.

Luna Lovegood comenta que, embora Ron possa ser divertido, ele, às vezes, é bastante cruel. Isso é verdade, especialmente no que diz respeito a ela. Embora Luna, tenha arriscado sua vida para ajudar a ele e a Harry na batalha do Departamento de Mistérios, Ron não demonstra sentir gratidão alguma, e a trata com indiferença, como antes, até mesmo zombando de Harry, por convidar “Loony” (aluada) Luna, para a festa de Natal do Professor Slughorn. A insensibilidade de Ron também se extende aos muitos cidadãos não humanos do mundo mágico, e, como muitos bruxos, os considera cidadãos de segunda e terceira classes, e que merecem muito pouca consideração. Embora nunca tenha demonstrado maltratá-los, ele sempre zomba de Hermione por defender os direitos dos elfos domésticos, acreditando firmemente, que eles estão felizes como estão. Mais tarde, ele muda esse tipo de postura, para alegria de Hermione e, provavelmente por influência dela.

Relacionamentos com Outros Personagens[editar | editar código-fonte]

Harry Potter

Através da série, a mais importante amizade fora da família, é com Harry Potter. Não apenas ele é o primeiro amigo verdadeiro de Harry, mas também, o mais chegado. Os dois garotos imediatamente se dão bem, e Ron, em geral nada impressionado pela fama de Harry, o ajuda a se ajustar ao mundo mágico. Harry é grato pela ajuda de Ron, e também por ter sido incluído como parte da família Weasley. Os dois se tornam praticamente inseparáveis, fazendo tudo juntos, embora Harry seja mais decidido e normalmente tome a frente em suas aventuras. A amizade deles não passa sem dificuldades, no entanto. Enquanto Ron, em geral, se satisfaça em refletir toda a glória de Harry, ele ocasionalmente fica com ciúmes da fama e da atenção constante sobre o amigo, causando um pequeno atrito entre os dois como no livro 4.

No livro 7, frustrado com a missão de Dumbledore, com a indecisão constante de Harry, sem conseguir lidar com as condições difíceis de vida, ele os abandona, mas, acaba heroicamente retornando, a tempo de salvar a vida de Harry. Tudo isso parece estar relacionado com a baixa auto estima de Ron. Embora a atenção que Harry atrai, em geral cause ressentimento e o sentimento de estar sempre atrás em Ron, ele não consegue perceber que a fama de Harry, é menos por suas habilidades ou por qualquer coisa que ele procure. Ao invés, esse interesse alheio foi colocado sobre Harry quando ele ainda era um bebe. Harry também não quer ser uma celebridade, ele quer ser reconhecido por seus próprios méritos. Harry ajuda Ron a criar confiança em si mesmo e mais tarde, ensina a ele magia defensiva, na maior parte do tempo nos treinos da Armada de Dumbledore, onde Ron se mostra muito bom.

Harry recebeu uma grande herança, e isso também é um problema para Ron, que se ressente da pobreza de sua família, sabendo que Harry pode comprar tudo o que quiser ou precisar, enquanto ele tem que se satisfazer com coisas de segunda mão. Embora Harry, na verdade, gaste muito pouco consigo mesmo e dificilmente deseje bens materiais, Ron se sente constantemente inferior. O orgulho de Ron também o faz recusar que Harry lhe dê qualquer coisa muito cara, uma vez que ele não pode dar presentes de igual valor. Quando Harry dá aos gêmeos o dinheiro para começar a loja de logros, secretamente pede que eles comprem para Ron novas roupas, dizendo que eles estão dando.

Ron fica um tanto aborrecido quando sua irmã Ginny e Harry começam a namorar, embora que ele aja assim com relação a qualquer um que se interesse por Ginny. Antes de partir na missão de Dumbledore, Harry termina com Ginny para protegê-la de Voldemort. Preocupado com o bem estar de sua irmã, Ron avisa a Harry para não dar falsas esperanças à sua irmã. Apesar disso tudo, Ron é totalmente leal a Harry e faria praticamente qualquer coisa para proteger e ajudar seu amigo. Harry eventualmente se torna cunhado de Ron, o que os une ainda mais, fazendo deles uma verdadeira família.


Hermione Granger

A segunda relação mais importante de Ron e mais tarde a mais significativa, é Hermione. Ron, assim como Harry, inicialmente detesta Hermione, por causa do jeito mandão da garota e suas maneiras de sabe-tudo, mas eles se tornam amigos no primeiro livro, depois que ela protege Ron e Harry de serem punidos. A conexão entre eles é sutil a princípio, os laços vão se estreitando gradualmente, cada livro que se segue revela mais um pouco mais das relações entre eles, ainda que existam obstáculos e rancor. Nenhum deles consegue mostrar claramente seus sentimentos, durante os seis primeiros livros, eles passam confusos e incertos. Eles têm algumas brigas, mas se reconciliam e acertam suas diferenças.

Quando Hermione se envolve com Viktor Krum, um aluno de Durmstrang que está em Hogwarts no livro 4, Ron fica enciumado, mas ainda confuso sobre seus verdadeiros sentimentos. Mais como retaliação contra Hermione, ele mais tarde tem um romance estranho com Lavender Brown, outra aluna da Gryffindor. Logo ele se arrepende, mais por causa da personalidade extremamente chata de Lavender. Hermione aumenta a briga, enfurecendo Ron, ao convidar Cormac McLaggen, um desagradável aluno mais velho da Gryffindor, para a festa de Natal do Professor Slughorn no livro 6. Ron finalmente termina com Lavender, para satisfação de Hermione. À medida que os dois amadurecem (Ron mais lentamente), seus sentimentos se intensificam e um sentimento profundo vai se estabelecendo nos livros seguintes. No epílogo do sétimo livro, vemos que Ron e Hermione casaram e tem dois filhos, Rose e Hugo.

Família Weasley

Como apoio e orientação em geral, Ron é especialmente dependente do clan Weasley, família amorosa e muito unida. Arthur e Molly Weasley são pais carinhosos, mas Ron muitas vezes se sente negligenciado, sendo o filho mais novo de tantos irmãos. Embora seus pais não possam dar aos filhos, financeiramente, nada além das necessidades básicas, Ron se resente por ter que usar tudo de segunda mão, coisas velhas e usadas ou ficar sem elas. Molly não tem noção como isso afeta a auto estima de Ron e seu desenvolvimento social durante o início da adolescência. Ron admira por demais seus irmãos mais velhos, Charlie e Bill, embora eles sejam bem mais velhos e tenham saído de casa, o que criou um buraco no relacionamento com o irmãozinho mais novo, como eles enxergam Ron. Percy é mais próximo de Ron em idade, mas desenvolveu uma maneira seca, autoritária e a uma posição de superioridade, que o fazem diferente do resto da família e deixa Ron furioso. Durante a série, Ron nunca está próximo de Percy, mas no final Percy se reconcilia com a família e tudo muda. Ron passa mais tempo com Fred e George, embora eles sejam gêmeos idênticos e sejam especialmente próximos, e na verdade passem mais tempo inventando novas magias e criando pegadinhas espertas. Ron e toda a família ficaram devastados pela morte trágica de Fred. Não há dúvidas de que isso tornou Ron mais próximo de George, especialmente depois de começar a trabalhar com ele na Loja de Magia, antes de se tornar Auror como Harry. Ginny é a caçula da família e a única menina, e Ron, como os outros Weasleys, são protetores. Ginny desenvolve uma personalidade independente e suas habilidades mágicas parecem muito superiores às de Ron na mesma idade. Ron também fica bastante aborrecido quando os rapazes começam a notar Ginny, que se transforma numa jovem extremamente atraente.

Amigos de Hogwarts

A personalidade simpática de Ron em geral, faz com que ele se dê bem com os outros Gryffindors, embora alguns queiram sua amizade para se aproximarem de Harry. Socialmente Ron é bastante desajeitado, e pode ser até mesmo rude sem querer, especialmente com os fantasmas e outras criaturas magicas não humanas.

Análise[editar | editar código-fonte]

O caráter de Ron pode ser considerado o do clássico amigo do herói. Essa pessoa em geral, acompanha o mais forte, o bravo e a figura mais capaz e heroica, em geral ajudando nas missões, também bravo, mas sempre ficando como apoio e subordinado. Quando o herói cai em perigo mortal, é o companheiro que vem para resgatá-lo. Na literatura e no cinema, o companheiro é esperto e hábil, mas menos bonito, tem uma personalidade mais divertida e leve, e é bem menos sofisticado. Ron assume esse papel com Harry, ajudando em diversas aventuras mas sempre seguindo a liderança de Harry. Isso muda gradualmente, conforme Ron amadurece e se torna mais capaz, independente e decidido no decorrer da série. Embora ele nunca se compare a Harry ou Hermione em habilidade, intelecto ou maturidade emocional, seu personagem passa pelo mais significativo crescimento durante a história, se tornando mais decidido, autoconfiante, responsável e habilidoso em magia até o final da série.

Por causa do tamanho e da situação financeira de sua família, Ron normalmente tem materiais escolares de segunda mão e coisas usadas. Mesmo sua primeira varinha, a coisa mais importante para um bruxo, pertenceu antes ao seu irmão. Sua mãe Molly, o humilha sem intenção (sem perceber), quando compra para ele uma roupa horrorosa de segunda mão, que ele tem que usar para o Baile de Inverno, no quarto livro, enquanto ela compra uma chique para Harry, porque ele tem dinheiro para isso.

As finanças da família melhoram quando Mr. Weasley recebe uma promoção e depois que os filhos mais velhos saem de casa, assim eles conseguem comprar algumas coisas para Ron, como uma vassoura nova e uma nova varinha.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

  1. Quais são os maiores medos de Ron? Eles são baseados no passado, presente ou futuro?
  2. Qual é a diferença no comportamento de Ron quando ele está com Harry e Hermione, em comparação com seu comportamento quando está com outros alunos em Hogwarts?
  3. Alguma vez Ron se aborrece com Harry? Se a resposta é sim, por que e ele tem motivo para isso?
  4. Quando Ron luta com Harry e/ou Hermione, como ele demonstra suas emoções? Isso diz algo sobre o caráter de Ron?
  5. Como os sentimentos de Ron por Hermione mudam com o tempo? O que causa essa mudança?
  6. Luna Lovegood comenta que Ron pode ser cruel algumas vezes. Isso é verdade? Se sim, dê exemplos. Ele faz isso de propósito?

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]