Guia dos Trouxas para Harry Potter/Personagens/Minerva McGonagall

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Ir para: navegação, pesquisa


Minerva McGonagall
  • sexo = Feminino
  • cabelos = Negros
  • olhos = desconhecido
  • família = Elphinstone Urqhuart (falecido marido), mãe bruxa, pai Trouxa, dois irmãos mais novos.
  • lealdade = Ordem da Fênix, Hogwarts e Albus Dumbledore.

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

Minerva McGonagall é a professora de Transfiguração em Hogwarts. Ela também é Chefe da Casa Gryffindor e Vice Diretora. McGonagall também tem a importância de ser um dos sete Animagos licenciados do século XX, se transformando num gato malhado (com marcas distintas em volta dos olhos, parecidas com os óculos quadrados que ela usa). A Professora McGonagall é descrita como sendo alta, com um ar severo, e tem seu cabelo escuro sempre preso num coque.

Nunca foi mencionado na série, se McGonagall se casou ou teve filhos, mas, consultando o website Pottermore encontramos mais informações. Ela foi criada na Escócia, a mais velha de três crianças nascidas de uma mãe bruxa e de um pai Trouxa, um pastor presbiteriano. Por ser escocesa, ela sempre usa tartan (tecido xadrez típico das roupas escocesas).

McGonagall frequentou Hogwarts e foi escolhida para a Casa Gryffindor. Ela foi uma aluna excepcional, especialmente em Transfiguração, sendo aluna do Professor Dumbledore. Depois de se formar, ela trabalhou no Ministério da Magia durante vários anos, depois recusou uma importante promoção, para poder ensinar em Hogwarts, lá permanecendo pelo resto de sua carreira. De acordo com a autora, o aniversário de Minerva McGonagall é dia 04 de outubro e ela tem por volta de 70 anos quando a série começa.

A Professora McGonagall faz um grande esforço para ser justa com todos os alunos, inclusive penalizando com menos pontos quando isso é necessário. Embora ela tente esconder, acreditamos que ela tem grande carinho por Harry, apoiando-o emocionalmente, quando percebe que as coisas estão difíceis para ele. A varinha de McGonagall é feita de abeto com miolo de corda de coração de dragão.

Papel nos Livros[editar | editar código-fonte]

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.


A Pedra Filosofal[editar | editar código-fonte]

Minerva McGonagall, que nós vemos pela primeira vez na forma de gato, está com Albus Dumbledore, quando o bebê Harry é trazido para a Rua dos Alfeneiros 4. À medida que conversam sobre os acontecimentos recentes, que levaram Harry até lá, McGonagall discute, sem sucesso, contra o fato de Dumbledore deixar o bebê com sua tia Petunia e seu tio Vernon, dizendo que eles são “o pior tipo de Trouxas que existe”. McGonagall também sugere que Hagrid poderia não ser a melhor escolha para trazer o bebê Harry de sua casa, agora destruída, em Godric´s Hollow. Dez anos mais tarde, McGonagall recebe os alunos do primeiro ano na entrada da escola, e os leva até o Salão Principal para a cerimônia do Chapéu Seletor. Harry logo observa que ela é a pessoa errada para se entrar em conflito. No entanto, ele quase faz isso, quando está em cima da hora para a aula de Transfiguração.

No café da manhã no Grande Salão, alguns dias depois, McGonagall impede um confronto que estava para começar entre Draco Malfoy e seus capangas contra Harry, Ron e Neville. Durante a primeira lição de vôo de Harry, McGonagall observa que voar para ele “é natural” e o escolhe para o time de Quadribol da Gryffindor, embora os alunos do primeiro ano não possam participar. Contra a política da escola, ela providencia para ele uma vassoura – uma Nimbus 2000.

No Halloween, Harry e Ron derrotam um troll das montanhas, que quase atacou Hermione no banheiro das meninas. Para encobrí-los, Hermione conta a McGonagall, que ela pretendia derrubá-lo sozinha, mas Harry e Ron vieram em seu auxílio; McGonagall penaliza Hermione com 5 pontos da Casa, enquanto premia Harry e Ron com 5 pontos cada um pela pura sorte.

Quando Harry é pego andando pelos corredores depois da hora de dormir, e por “ficar inventando alguma história maluca sobre um dragão”, é McGonagall quem dá o castigo. Ela penaliza sua própria Casa com 50 pontos por casa aluno envolvido na história, Harry, Hermione e Neville (Ron estava na ala hospitalar com uma mordida de dragão) – 150 pontos – assim como deu castigo também. Ela também penalizou Draco por andar pelos corredores.

Harry deixou McGonagall espantada quando revelou que sabia sobre a Pedra Filosofal, mas quando ele fez questão de ver o Professor Dumbledore, ela disse que ele havia sido chamado em Londres. O resultado é que Harry, Ron e Hermione resolveram entrar pelo alçapão para proteger a Pedra. A parte de McGonagall para proteger a Pedra Filosofal, foi criar um enorme tabuleiro de xadrez encantado, que obriga Ron a jogar, antes de permitir que Harry e Hermione passassem até o próximo obstáculo.

A Câmara Secreta[editar | editar código-fonte]

Quando Harry e Ron batem no Salgueiro Lutador com o carro voador, o Professor Snape os manda para a Professora McGonagall e o Professor Dumbledore. Depois de ouvirem a história deles, Dumbledore deixa que a Professora McGonagall, sua Chefe de Casa, determine sua punição. Ela dá castigos para os dois, mas não tira pontos da Casa. O castigo, alguns dias depois, para Ron, é polir todos os troféus de Quadribol, sob a supervisão de Filch, na Sala de Troféus de Hogwarts. Para Harry, o castigo foi ajudar o Professor Lockhart a responder a suas fãs. Harry pede para trocar os castigos, mas a Professor McGonagall diz que o Professor Lockhart pediu, especificamente Harry.

Harry, seguindo uma voz, que aparentemente mais ninguém escuta, se encontra no corredor do segundo andar. Palavras estão rabiscadas na parede e Mrs. Norris, a gata de Filch está pendurada num suporte de tocha. No escritório do Professor Lockhart, Dumbledore examina Mrs. Norris e determina que ela está petrificada e não morta. Quando Filch exige que alguém seja punido, Snape diz que acredita, que Harry sabe mais do que está dizendo, e sugere suspendê-lo do Quadribol. McGonagall se recusa a aceitar essa punição, e Dumbledore lembra a Snape, que Harry é inocente até que se prove ao contrário. Quando Justin Finch-Fletchley e Nick-Quase-Sem –Cabeça, são encontrados petrificados, a Professora McGonagall leva Harry até o escritório do Professor Dumbledore, e depois sai, deixando Harry e Dumbledore falarem em particular. Quando o Professor Dumbledore fica suspenso como Diretor, McGonagall se torna Diretora.

A Professora McGonagall cancela o jogo de Quadribol, depois que Hermione e Penelope Clearwater são encontradas petrificadas. Ela leva Harry e Ron para ver Hermione na ala hospitalar, e pergunta se eles sabem alguma coisa sobre o que está acontecendo; eles não sabem responder. Ela informa aos Gryffindors que foram baixadas normas de segurança na escola. Ignorando as restrições, Harry e Ron se esgueiram até o banheiro da Murta, onde eles suspeitam que está escondida a entrada da Câmara Secreta. Quando encontram McGonagall no caminho, Harry explica que eles vão visitar Hermione na ala hospitalar. Encantada pela preocupação deles com a amiga, McGonagall permite que eles prossigam, mas agora eles terão mesmo, que visitar Hermione. Em sua mão petrificada, eles descobrem uma pista revelando o segredo da Câmara. Enquanto eles aguardam na sala dos professores para contar a McGonagall o que encontraram, um aviso manda que todos os alunos se recolham ao Salão Comunal de suas Casas. Assim que os professores entram em sua sala, Harry e Ron se escondem num armário. McGonagall conta aos outros professores que Ginny Weasley foi raptada. McGonagall pede ajuda ao Professor Lockhart para entrar na Câmara, encontrar o monstro e resgatar Ginny, já que ele disse que sabia que monstro era. Assim que ele sai para “se preparar” , McGonagall detalha os planos para fechar a escola.

No escritório da Professora McGonagall depois de retornar da Câmara Secreta, Harry e Ron descrevem o que aconteceu lá e o que os levou até lá. Dumbledore manda McGonagall preparar uma Festa de Comemoração. Mais tarde, a Professora McGonagall avisa aos recém-acordados, para a tristeza de Hermione, que os exames finais foram cancelados.

O Prisioneiro de Azkaban[editar | editar código-fonte]

Depois do desagradável encontro com um dementador no Expresso de Hogwarts, a Professora McGonagall leva o garoto e Hermione até seu escritório. Ela chama Madam Pomfrey, que está contente porque eles agora têm um professor de DCT, Remus Lupin, que conhece alguns dos bons remédios (sendo chocolate o antídoto para os efeitos que ocorrem por causa dos dementadores). A Professora McGonagall sugere que ele descanse, mas Harry insiste que está bem e pede permissão para ir à Festa de Boas Vindas. McGonagall concorda mas pede para falar em particular com Hermione, Harry não descobre porque até bem mais tarde.

Durante a aula de Transfiguração, McGonagall explica sobre Animagos, e fica surpresa porque os alunos custam a reagir quando ela se transforma num gato. Ao saber que a Professora Trelawney fez uma previsão de que um aluno ia morrer em breve, ela parece ter que fazer força para se calar, e evitar criticar outro professor ou assunto. Mas, ainda assim, ela assegura aos alunos que Trelawney prediz a morte de um aluno todos os anos, e ninguém ainda morreu.

Quando Harry pede a McGonnagall para ir a Hogsmeade, para o fim de semana, mesmo sem ter a permissão de tio Vernon, McGonnagall recusa. Ela não vai estender tanto assim as regras. Fred e George dão a Harry um pergaminho mágico chamado Mapa do Maroto, que mostra as passagens secretas para dentro e para fora de Hogwarts. Harry segue por um túnel até Hogsmeade, encontrando com Ron e Hermione. Juntos eles visitam o Três Vassouras, onde escutam a conversa entre a Professora McGonagall, o Professor Flitwick, Hagrid, Cornelius Fudge e Madam Rosmerta. Harry descobre que seu padrinho, Sirius Black é dito o responsável por revelar o paradeiro secreto de seus pais para Lord Voldemort; informação que permitiu que eles fossem mortos. Ele também descobre as circunstâncias da prisão de Black e de sua condenação.

Quando Hermione conta a McGonagall que Harry recebeu uma vassoura Firebolt caríssima, de uma pessoa não identificada, de presente de Natal, McGonagall confisca a vassoura, dizendo que o Professor Flitwick e Madam Hooch vão inspecioná-la, para ver se há algum feitiço de magia negra escondido. Depois de muitos meses e muitos pedidos do capitão de Quadribol da Gryffindor , Oliver Wood, a Professora McGonagall devolve a Firebolt, dizendo que parece que está OK. Harry voa maravilhosamente na nova vassoura. A partida é um pouco estragada por alguns estranhos dementadores chegando ao campo, no entanto Harry se defende muito bem deles, usando o feitiço Patronus, que ele já domina. Acontece que os dementadores eram Draco, Crabbe, Goyle e Marcus Flint, o capitão do time da Slytherin. McGonagall dá castigos aos quatro e penaliza a Slytherin com 50 pontos.

Após a festa da vitória no Quadribol, a Casa é acordada durante a noite pelos gritos de Ron; Sirius Black estava em seu dormitório. Sir Cadogan, guardião da Torre da Gryffindor, diz a McGonagall que ele deu acesso a alguém que tinha a lista de senhas. McGonagall fica furiosa ao descobrir que a lista era de Neville, e cancela seus fins de semana em Hogsmeade, e o proíbe de ter as senhas. Os outros alunos devem deixa-lo entrar no Salão Comunal. Depois da invasão de Black, a Professora McGonagall diz a Harry o que ele já sabe, Black está tentando chegar até ele.

Harry descobre que a Professora McGonagall deu a Hermione um Vira-Tempo, no inicio do ano, de modo que ela pudesse frequentar todas as aulas extras (com os mesmos horários). Harry e Hermione usam o Vira-Tempo para voltar para trás e salvar Bicuço de ser morto além de libertar Sirius Black, que Harry descobriu ser inocente. Cansada de tanto trabalho durante o ano todo, Hermione abandona suas aulas extras e volta ao seu horário normal de aulas. Ela devolve o Vira-Tempo para a Professora McGonagall.

O Cálice de Fogo[editar | editar código-fonte]

Quando os alunos que estão voltando às aulas entram no Salão Principal, Pirraça os recebe com balões cheios de água. A Professora McGonagall o expulsa. Na Festa de Chegada, quando Dumbledore anuncia que o Torneio Tribruxo acontecerá depois de um longo tempo, se ouve a exclamação de Fred: “Brincadeira!” Isso faz com que Dumbledore comece a contar uma piada (talvez não apropriada), que a Professora McGonagall interrompe pigarreando bem alto.

Quando Draco tenta enfeitiçar Harry, o Professor Moody o transforma num furão branco, jogando-o para cima diversas vezes, para diversão de Harry e Ron. A Professora McGonagall, chega e avisa obrigatoriamente a Moody, que transfiguração não pode ser usada como castigo, e transforma Draco novamente. McGonagall depois diz a Moody que ele deveria ao invés do que fez, falar com o Professor Snape, Chefe da Slytherin. Moody então vai até as masmorras com Draco.

A aula de Transfiguração parece ter mais dever de casa do que no ano anterior; a Professora McGonagall explica, que o aumento de deveres para os alunos do quarto ano, são para prepara-los para os exames N.I.E.M.

Um pouco antes dos representantes das escolas que vão competir devem chegar, a Professora McGonagall avisa aos alunos de sua Casa para se comportarem da forma mais elegante possível. Em especial, pede que Neville disfarce o fato de não conseguir fazer sequer um simples feitiço.

Quando o Cálice de Fogo, escolhe Harry, sem ninguém esperar, como o quarto Campeão, ele e os outros três se encontram com os juízes do Torneio: Professor Dumbledore, Professor Karkaroff de Durmstrang, Madame Maxime de Beauxbatons, Mr. Crouch e Ludo Bagman do Ministério da Magia. A Professora McGonagall está presente, assim como o Professor Snape e o Professor Moody. A contribuição de McGonagall é pequena; quando é sugerido que o Professor Dumbledore desenhou uma linha etária de maneira incorreta, permitindo assim que o aluno Harry, menor de idade, colocasse seu próprio nome, McGonagall lealmente declara que Dumbledore não poderia ter errado. McGonagall, parecendo tensa e de alguma forma muito nervosa, leva Harry até a arena dos dragões, para a Primeira Tarefa, deixando-o lá com os outros Campeões.

Durante a aula de Transfiguração, logo após a Primeira Tarefa, a Professora McGonagall anuncia que o Baile de Inverno faz parte do Torneio Tribruxo. Os alunos do quarto ano e acima poderão ir, assim como alunos mais jovens se forem convidados. McGonagall diz a Harry, em particular, que os Campeões e seus pares, tradicionalmente abrem o Baile com a primeira dança. Harry fica em choque, ele só tem um mês para encontrar um par, aprender a dançar e se preparar para abrir o Baile. No Baile, McGonagall coloca os quatro Campeões de lado, para lhes preparar para entrar em fila, depois que os outros alunos já estejam sentados.

Quando Harry, Hermione e Ron estão pesquisando modos de Harry respirar debaixo d´água, para a Segunda Tarefa, Fred e George chegam para chamar Hermione e Ron até o escritório da Professora McGonagall. Mais tarde é revelado, que eles foram escolhidos para serem enfeitiçados e levados pelos Sereianos como “reféns”, que os Campeões devem “resgatar” sob a água, para a Segunda Tarefa.

Perto do final de maio, a Professora McGonagall manda Harry ir até o campo de Quadribol para receber instruções sobre a Terceira Tarefa.

Imediatamente, antes da Terceira Tarefa, a Professora McGonagall conta a Harry que os Campeões e suas famílias estão reunidos numa pequena sala ao lado do Grande Salão. Harry não está esperando ninguém, então permanece no Grande Salão, até que Cedric, o outro Campeão de Hogwarts vem chamá-lo. Mrs. Weasley e Bill Weasley vieram para vê-lo competir.

A Professora McGonagall, com Hagrid, o Professor Moody e o Professor Flitwick, vão patrulhar o perímetro externo do labirinto durante a Terceira Tarefa, resgatando quem falhar durante o desafio.

Quando Harry volta do duelo com Voldemort, no cemitério, Moody, contra as instruções de Dumbledore, leva Harry até seu escritório. A Professora McGonagall, o Professor Dumbledore e o Professor Snape resgatam Harry, derrubando a porta e estuporando Moody. McGonagall quer levar Harry para a ala hospitalar, mas Dumbledore rejeita a idéia, dizendo que Harry precisa saber o que aconteceu e porque. Dumbledore envia McGonagall para procurar um grande cão negro, que está esperando no canteiro de abóboras de Hagrid, e levá-lo ao seu escritório. A Poção Polissuco de Moody acaba, e quando McGonagall volta, fica espantada ao ver Barty Crouch Jr. deitado no chão do escritório.

Depois da confissão de Barty, o Professor Dumbledore deixa McGonagall tomando conta dele, e leva Harry ao seu escritório para ver Sirius e conversar sobre os acontecimentos da noite. Depois Harry é levado à ala hospitalar, onde Madam Pomfrey lhe dá uma Poção do Sono sem Sonhos. A chegada barulhenta da Professora McGonagall acorda Harry. Ela conta que o dementador que chegou acompanhando Cornelius Fudge, até Hogwarts, administrou o “beijo” imediatamente em Barty Jr. sugando sua alma, de modo que ele não pode falar mais nada para ninguém.

A Ordem da Fênix[editar | editar código-fonte]

Descobrimos que a Professora McGonagall é membro da Ordem da Fênix, quando Harry, que está em Grimmauld Place o quartel general da Ordem, a vê chegando parecendo muito esquisita em roupas de Trouxa.

A Professora McGonagall está, é claro, na Festa de Boas Vindas e preside a cerimônia de Seleção. Ela está entre os poucos professores capazes de ouvir o “discurso de boas vindas” chatérrimo de Dolores Umbridge. No primeiro dia de aulas, a Professora McGonagall entrega os horários das aulas. Na aula de DCAT, Harry discute com a Professora Umbridge se Voldemort retornou ou não. Ele recebe um bilhete para levar até McGonagall, onde está escrito que ele vai ter castigos todos os dias da semana durante uma semana. McGonagall pergunta se ele entendeu o discurso de boas vindas da Umbridge, e Harry diz que parece que o Ministério vai começar a interferir em Hogwarts. McGonagall comenta que fica feliz porque Harry, pelo menos escuta Hermione. Depois ela avisa a Harry para ser cuidadoso com Umbridge, especialmente segurando seu temperamento, e para não dar a ela nenhuma razão para puní-lo. Quando está saindo do castigo, Harry encontra Ron, que percebe sua mão cortada e sangrando. Ron manda que Harry conte a McGonagall, mas Harry teimosamente recusa, insistindo em que isso agora é um problema pessoal entre ele e Umbridge. Quando Harry leva outra semana de castigo, McGonagall penaliza o garoto com pontos da Casa, porque não respeitou seu conselho de não procurar brigas com Umbridge.

Quando Hedwig se fere enquanto traz uma mensagem de Sirius para Harry, ela a leva para a Professor Grubbly-Plank na sala dos professores. A Professora McGonagall também está presente, e ela avisa a Harry que todos os canais de comunicação para dentro e para fora de Hogwarts, com certeza estarão sendo monitorados.

As gracinhas grosseiras de Draco, combinadas com a violência do balaço de Crabbe, resultam numa briga depois do jogo de Quadribol contra a Slytherin. Harry e George Weasley são chamados ao escritório de McGonagall e levam uma semana de detenção. Mas Umbridge aparece com um novo Decreto Educacional, e passa por cima dela, ao invés da detenção impõe uma proibição de jogar Quadribol aos dois garotos, pela vida toda, e confisca suas vassouras. Fred Weasley também é proibido, ainda que ele nem sequer tenha se envolvido. Umbridge ignora os protestos de McGonagall que essa punição é fora das regras.

Logo antes do Natal, Harry sonha que é uma cobra, atacando alguém num longo corredor. Acordando, ele conta a Ron que seu pai está sendo atacado e precisa de ajuda. A Professora McGonagall leva Harry e Ron até o escritório do Professor Dumbledore. Depois de ouvir a história de Harry, Dumbledore envia dois personagens dos quadros, Dilys Derwent e Everard, para investigar. Quando os dois personagens retornam aos seus quadros, contam que o homem foi encontrado mas está muito ferido. Dumbledore envia McGonagall para chamar as outras crianças Weasley. McGonagall pergunta sobre avisar a Molly, mas Dumbledore diz que isso é trabalho para Fawkes. Logo que McGonagall retorna com Fred, George e Ginny, Dumbledore pede a McGonagall que distraia Umbridge. Ela, evidentemente é bem sucedida porque ninguém aparece no escritório do Diretor antes dos Weasleys e Harry partirem.

Dobby avisa Harry que Umbridge está vindo pegar o pessoal da Armada de Dumbledore. Apenas Harry é capturado, e Umbridge o leva ao escritório de Dumbledore. Lá, aguardando, estão Dumbledore, a Professora McGonagall, Cornelius Fudge, Percy Weasley (como secretário), e dois Aurores, Dawlish e Shacklebolt. Marietta Edgecombe uma aluna, também foi levada como testemunha. Umbridge afirma que Harry teve um encontro ilegal no Cabeça de Javali. Quando ela diz que Willy Widdershins lhe deu a informação, McGonagall comenta que tinha ficado pensando como ele se saiu tão bem de todos os vasos sanitários que regurgitavam. Quando Fudge tenta prender Dumbledore, um forte clarão branco derruba a ele e aos outros funcionários do Ministério. McGonagall empurra Harry e Marietta para o chão em segurança. Dumbledore confere se os três estão ilesos e então vai embora.

Harry tem um encontro com McGonagall para conversar sobre seus planos de carreira, para se tornar Auror, mas encontra Umbridge no local. Umbridge interrompe McGonagall toda hora, dizendo que a “ficha suja” de Harry vai impedí-lo de se tornar Auror. McGonagall, irada, jura que vai fazer tudo que estiver ao seu alcance para ajudá-lo a alcançar sua meta. Harry sai da sala quando a discussão entre elas pega fogo.

Com a partida de Dumbledore, assim como a saída espetacular de Fred e George, a escola se torna uma completa bagunça. Numa rebelião silenciosa, os professores não fazem nada para ajudar Umbridge a recuperar o controle. Chegou a um ponto que, McGonagall passa, aparentemente sem dar atenção a Pirraça enquanto ele desatarraxa um candelabro de cristal do teto, ela até ajuda “gira para o outro lado”.

Umbridge, acompanhada de vários Aurores, tenta expulsar Hagrid. Aparentemente atraída pela confusão e pelos raios das varinhas, McGonagall corre para ajudar Hagrid, mas é atingida por quatro feitiços estuporantes. Quando Harry tem a visão de Voldemort torturando Sirius, ele tenta falar com McGonagall, o único membro da Ordem que ele lembra, mas ela havia sido levada para St. Mungo. Sendo assim, ele tenta usar a lareira da Umbridge e é pego.

Harry, perturbado pela morte de Sirius, quase entra num duelo com Draco, que culpa Harry por seu pai ter sido condenado a ir para Azkaban. O Professor Snape intervém, e se prepara para tirar pontos de Harry, apenas para descobrir que a ampulheta dos pontos da Gryffindor está vazia. A Professora McGonagall felizmente retornou de St. Mungo recuperada, mas ainda fisicamente fraca e usando uma bengala. Ela manda Draco e seus capangas embora e então dá pontos para todos os alunos que participaram da Batalha no Departamento de Mistérios.

Quando Umbridge tentou sair de fininho de Hogwarts, Pirraça caçou-a por toda a escola, usando a bengala emprestada por McGonagall, que ficou com pena, só de não poder usar a bengala ela mesma.


O Enigma do Príncipe[editar | editar código-fonte]

No inicio do ano, a Professora McGonagall entrega os horários das aulas para os alunos do sexto ano. O processo é complicado porque os cursos que os alunos podem escolher, são limitados pelas suas notas dos N.O.M.s. Hermione pode escolher tranquila seus cursos. Neville não pode escolher Transfiguração porque tem apenas um N.O.M Aceitável, em compensação ele tem notas altas para escolher Feitiços. Quando Neville fica em dúvida, dizendo que sua avó acha que Feitiços é uma opção fraca, McGonagall comenta que Augusta foi mal em seu N.O.M. de Feitiços, portanto não pode ser contra isso. McGonagall informa a Parvati Patil que Firenze e a Professora Trelawney vão dividir as aulas de Adivinhação. Harry que já perdeu as esperanças de se tornar Auror, se anima quando a Professora McGonagall lhe diz que o Professor Slughorn aceita notas mais baixas do que o Professor Snape no exame N.I.E.M. de Poções. Tanto Harry quanto Ron se inscrevem. A Professora McGonagall entrega a Harry uma lista de possíveis jogadores para o time de Quadribol de sua Casa.

Harry, Ron, Hermione e Leanne levam o colar que amaldiçoou Katie Bell de volta para a escola. McGonagall pede ao Professor Snape para inspecioná-lo. Harry acha que Draco está envolvido. McGonagall diz que Draco estava de castigo em seu escritório durante o ataque.

Vemos McGonagall rapidamente no jogo de Quadribol depois do aniversário de Ron. Quem comenta o jogo é Luna Lovegood, e embora a escola esteja se divertindo com seus comentários, McGonagall é ouvida corrigindo a menina algumas vezes.

Quando Harry, para se defender de Draco, usa Sectumsempra, Snape o coloca no castigo todos os sábados pelo resto do ano. É mencionado que McGonagall concorda com Snape sobre essa quantidade de castigos.

Embora não a vejamos na Batalha da Torre (Hogwarts), com os Comensais da Morte, ela está na ala hospitalar depois da morte de Dumbledore, enquanto todos tentam entender o que aconteceu. Ela fica tão chocada ao ouvir que Dumbledore foi morto por Snape, que Madam Pomfrey conjura uma cadeira para ela sentar. Ela diz que Dumbledore sempre confiou em Snape: Snape entregou a profecia sobre Harry para Voldemort, mas depois se arrependeu disso para Dumbledore. McGonagall se culpa por ter mandado o Professor Flitwick para chamar Snape.

McGonagall explica que quando Dumbledore e Harry saíram para a caverna do lago, Bill Weasley, Lupin e Tonks ficaram de sentinelas. Harry conta a McGonagall que os Comensais da Morte entraram através dos Armários Sumidouros que se ligam da Travessa do Tranco na Sala Precisa.

McGonagall, está como Diretora, mas precisa tomar decisões quanto ao futuro da escola. Ela chama os outros Chefes das Casas, Professor Flitwick, Professora Sprout e o Professor Slughorn para se encontrarem no gabinete do Diretor; ela também chama Harry e Hagrid. Ali, sob o novo quadro de Dumbledore, antes que os outros cheguem, McGonagall pergunta a Harry o que ele e Dumbledore estavam fazendo. Harry disfarça dizendo que tinha sido instruído a manter as atividades deles secretas, e Dumbledore não disse que ele podia parar de seguir suas ordens, caso morresse. McGonagall e os outros professores resolvem que escola deve permanecer aberta, mas McGonagall pergunta se acham que os alunos devem ser dispensados mais cedo. Harry discorda dizendo que muitos vão querer ficar para o funeral de Dumbledore. O Expresso de Hogwarts então, fica marcado para o dia seguinte ao funeral. Vendo o Ministro da Magia, se aproximando da escola com uma delegação, McGonagall dispensar Harry rapidamente. McGonagall está presente ao funeral.

As Relíquias da Morte[editar | editar código-fonte]

Parece surpreendente que McGonagall, agindo como Diretora logo após a morte de Dumbledore no sexto livro, e tendo sido Vice Diretora desde que a série começou, não tenha sido escolhida como Diretora; no entanto, por causa do interesse de Voldemort por Hogwarts, era provável que somente um Comensal da Morte recebesse o cargo, portanto tornar Severus Snape o Diretor, seria lógico.

A Professor McGonagall quase não é vista até o final do livro. McGonagall é chamada para abrir o Salão Comunal da Ravenclaw para Amycus Carrow, uma vez que, para abrir a porta do Salão Comunal, era preciso responder a uma pergunta filosófica colocada pelo batedor de cabeça de águia, e Amycus não seria mesmo capaz de responder. Quando Amycus encontra Alecto caída inconsciente na Sala Comunal da Ravenclaw, ele decide culpar os alunos da Ravenclaw porque ela usou a Marca Negra para chamar Voldemort. Quando McGonagall objeta, Amycus tenta enfrenta-la, cuspindo em seu rosto. Harry, que estava escondido sob a Capa da Invisibilidade usa sobre Amycus a Maldição Crucio, o derrubando. McGonagall rapidamente amarra Amycus e Alecto, depois chama os outros Chefes das Casas, enquanto ela e Harry, seguem para seu escritório. Repentinamente, Severus Snape aparece querendo saber o que está acontecendo. As suspeitas de Snape com relação à explicação de McGonagall sobem de nível até virar uma discussão. Snape para e corre ao ver Flitwick e Sprout, seguidos por Slughorn, se aproximarem. Snape corre e pula por uma janela, sumindo de vista.

McGonagall ordena que o castelo se prepare para a Batalha. Harry, voltando à Sala Precisa não encontra Ron e Hermione. Ele segue para o Grande Salão, esperando encontrá-los entre os outros alunos que estão ali reunidos. McGonagall informa à escola, que o Professor Snape “pediu demissão”, o que se transforma em gritos de vivas, de todos menos dos Slytherins. Os alunos menores de idade devem ser evacuados, junto com os mais velhos que não quiserem ficar. A voz estrondosa de Voldemort interrompe o que ela está falando, afirmando que se Harry se entregar, ninguém será machucado, caso contrário, à meia noite, Harry será levado a força. Pansy Parkinson, na mesa da Slytherin aponta a varinha para Harry; as outras Casas pulam em defesa de Harry e McGonagall ordena que os Slytherins sejam evacuados. Depois ela lembra a Harry que ele estava procurando alguma coisa.

McGonagall então, prepara a defesa de Hogwarts, mobilizando as armaduras, junto com outros objetos encantados, para defender a escola durante a Batalha de Hogwarts. Durante uma pausa nas hostilidades, Harry vê as lembranças de Snape na Penseira, e vê a Professora McGonagall presente, uns vinte anos atrás quando Snape foi escolhido pelo Chapéu.

Na Batalha Final, Voldemort duela simultaneamente com McGonagall, Shacklebolt e Slughorn. Quando Bellatrix é derrubada por Molly Weasley, Voldemort joga os três para o lado, para atacar Molly, mas é frustrado por Harry, sob a Capa da Invisibilidade.

McGonagall é vista na comemoração da vitória, mas Harry está cansado demais para falar com ela, e simplesmente vai embora.

Pontos Fortes[editar | editar código-fonte]

McGonagall é extremamente inteligente e uma bruxa poderosa, especialmente adepta da Transfiguração. Embora seja uma professora rigorosa, ela é respeitada pelos alunos. Sua matéria é quase sempre muito difícil, mas é sempre agradável a maneira como ela ensina, e não há favoritismo pelos alunos de sua Casa. Diversas vezes ela tira pontos por qualquer mau comportamento dos alunos da Gryffindor. A Professora McGonagall tem um lado doce, e sempre considera o bem estar dos alunos como a sua vocação mais importante, mas faz o possível para disfarçar isso.

McGonagall é extremamente leal a Albus Dumbledore e suas causas. Ela foi uma de suas melhores alunas de Transfiguração. Embora tenha tido uma carreira de sucesso no Ministério, ela queria lecionar em Hogwarts, onde Dumbledore ainda lecionava.

No livro final, McGonagall mostra ser uma duelista extremamente hábil e rápida. É possível que, se ela não tivesse escolhido seguir Dumbledore no campo da educação, ela teria sido uma excelente Auror, como também é um membro valioso da Ordem da Fênix.

Pontos Fracos[editar | editar código-fonte]

McGonagall nunca é descrita como tendo alguma fraqueza em particular. Seu rosto severo evita que alguém chegue muito próximo dela, emocionalmente, com a possível exceção de Dumbledore. Acreditamos que ela prefere sua solidão.

Relacionamentos com Outros Personagens[editar | editar código-fonte]

É difícil imaginar a séria e sóbria Professora McGonagall descontraída, relaxada, em qualquer nível, o que torna difícil imaginar também que ela tenha muitos relacionamentos próximos. Embora ela aprecie uma amizade agradável com Albus Dumbledore, e pareça ter relações amigáveis com os outros professores, inclusive com Severus Snape (até a morte de Dumbledore) e com o Professor Slughorn, que se torna Chefe da Casa Slytherin. Inclusive, sua preocupação com o bem estar de Harry, parece muito mais, do que o fato dele ser aluno de sua Casa, ou mesmo a causa potencial da queda final de Voldemort.

A autora revelou em Pottermore.com que a jovem McGonagall se apaixonou por um belo Trouxa, Dougal McGregor. Ela nunca disse a ele que era bruxa, e, não aguentando esconder isso dos outros Trouxas, ela um dia terminou seu compromisso, para se dedicar totalmente à vida bruxa. McGonagall compreendeu a enorme tensão no casamento de seus pais, causada pela descoberta do seu pai Trouxa, que ele casara com uma bruxa. Isso foi o grande fator na decisão de McGonagall de terminar o relacionamento com McGregor.

Mais tarde, McGonagall teve outro pretendente, seu ex-chefe no Ministério, Elphinstone Urqhuart, cujas diversas propostas de casamento ela continuamente recusou através dos anos, até estar bem mais velha, e só depois que seu primeiro amor, Dougal, faleceu. O casamento deles foi feliz mas durou pouco, terminando apenas três anos depois, quando Elphinstone foi mordido fatalmente por uma planta Tentáculo Venenoso. McGonagall manteve seu nome de solteira quando estava casada.

Análise[editar | editar código-fonte]

A Professora McGonagall é descrita como uma velha bruxa, que tem grande dificuldade em esconder seu lado mais sensível, talvez por medo que seja vista como fraca, e que isso possa ser explorado contra ela. Ela tem bastante sucesso ao esconder esse lado gentil, ao ponto de Harry ficar surpreso, quando ela demonstra uma consideração especial por ele. Em particular, quando Harry é enviado à Professora McGonagall depois de sua primeira e desastrosa aula de DCAT com a Professora Umbridge, McGonagall lhe oferece um cookie. Harry aparentemente considera isso tão estranho, que inicialmente recusa. Harry sempre fica surpreso quando vê um descuido em sua aparência severa. De uma certa forma, McGonagall é um personagem firme, a professora “severa mas gentil”. Um personagem básico na ficção de todos os tipos, mas particularmente na ficção passada em escolas, esse personagem é quase sempre visto em conflito direto com o professor extremamente preconceituoso, que é oposto ao herói; nessa série, claro, esse personagem preconceituoso seria Severus Snape. O arco da história precisa que o personagem de Snape seja mais complexo do que o estereótipo requere, portanto ele fica “mais tempo em exibição” do que qualquer outro professor; isso significa que a Professora McGonagall, fica mais em segundo plano do que o que seria comum para seu personagem. McGonagall sai um pouco do seu personagem em sua preocupação constante com Harry. Nós vemos que ela está profundamente preocupada com o bem estar de Harry, mas sabe que não pode mostrar favoritismo por nenhum aluno, então tenta disfarçar o máximo possível. Vemos isso em pequenas coisas, seus avisos a Harry para ter cuidado com Umbridge, e sua teimosia de colocá-lo no curso de Auror por exemplo. Se observarmos as ações de McGonagall durante o curso da história, vamos ver que nas situações públicas, como notas, castigos, pontos da Casa e penalidades, ela é bastante justa. Nas suas ações particulares, sua preocupação com Harry depois do episódio do dementador, seus encontros com Harry no livro cinco, e o episódio da Nimbus 2000 no livro um, demonstram toda sua preocupação com Harry. McGonagall é como se fosse uma cópia do Professor Dumbledore. A única vez na série em que vemos os dois interagindo diretamente, é no primeiro capítulo do primeiro livro, quando McGonagall protesta contra a escolha de Dumbledore quanto a casa onde o pequeno Harry será criado. É interessante observar claramente o respeito mútuo entre esses dois personagens, a despeito do fato de estarem de lados opostos da situação. Esse respeito também é visto em outras ocasiões na série, quando Dumbledore e McGonagall estão juntos. Geralmente quando McGonagall e Dumbledore estão em cena juntos, fora da situação mencionada acima, eles estão juntos lidando com outra questão que é o foco da cena; geralmente, esse foco é Harry. A despeito disso, podemos ver que existe alguma interação entre Dumbledore e McGonagall, com McGonagall sendo uma influência moderada em todos os casos, ao mesmo tempo em que demonstra uma extrema lealdade a Dumbledore.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

  1. A Professora McGonagall é um Animago, ela se transforma em gato. O que esse animal diz sobre seu caráter?
  2. Por que o Professor Dumbledore não contou mais a McGonagall, sobre os laços de Harry com Voldemort?
  3. A Professora McGonagall eventualmente se torna Diretora de Hogwarts. O que mudou em Hogwarts durante seu mandato?

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]