Guia dos Trouxas para Harry Potter/Personagens/Família Weasley

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Família Weasley
  • sexo =
  • cabelos = ruivos
  • olhos = várias cores
  • família =
  • lealdade =

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

A família Weasley é uma família de sangue puro das mais antigas. Muitos dos preconceitos que são cultivados ou associados às “antigas” famílias, não são mantidos pelos Weasleys, nem mesmo os Weasleys tem orgulho (ou vergonha) de sua linhagem, de pertencerem aos chamados Sangue Puro. A casa dos Weasleys é a Toca, uma construção mágica, de vários andares, localizada na vila ficcional de Ottery St. Catchpole, Devon, United Kingdom (possivelmente baseada na cidade verdadeira de Ottery St Mary).

Os Weasleys são considerados “traidores do sangue” por causa de suas ligações indulgentes com os Trouxas em geral. Isso fica ainda pior, quando eles recebem Hermione Granger, nascida Trouxa, e Harry Potter um mestiço, em sua casa.

Papel nos Livros[editar | editar código-fonte]

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

HarryPotterWeasleyFamilyTree.png

A família Weasley tem um grande papel nos livros; nós vamos apenas mencionar quando eles foram apresentados, e alguns pequenos detalhes do papel da família, de modo geral em cada livro. Para saber mais detalhes, por favor, veja os artigos de cada Weasley individualmente.

A Pedra Filosofal[editar | editar código-fonte]

Vemos Molly Weasley e Ginny e somos apresentados a quatro dos rapazes Weasley: Fred e George, Ron e Percy. Sabemos que existem outros dois, Bill e Charlie, por intermédio de Ron, e que ele ficava preocupado por ser o sexto Weasley em Hogwarts. Uma grande parte das preocupações de Ron se deve ao fato de que muitos dos Weasleys foram excelentes de uma forma ou de outra.

A Câmara Secreta[editar | editar código-fonte]

Primeiro vimos a família Weasley e sua casa, de maneira geral, quando Fred, George e Ron salvam Harry da prisão da casa do seu tio Vernon. Vemos a chegada da família Weasley em casa, vemos encontrar Mrs. Weasley; logo depois encontramos Mr. Weasley Embora tenhamos visto Ginny em diversas ocasiões, ela sempre parece muito tímida; Ron comenta que isso não é comum, que normalmente, ela nunca cala a boca. Ron não parece ter entendido que Ginny está sofrendo da clássica paixonite de menina. Talvez porque ele esteja junto com Harry durante tanto tempo, que a presença de Harry não o intimida. O nervosismo de Ginny na presença de Harry, não diminui durante esse livro.

O Prisioneiro de Azkaban[editar | editar código-fonte]

A família Weasley encontrou Harry e Hermione no Caldeirão Furado, no Beco Diagonal, onde estavam todos para comprar o material escolar. Os acontecimentos do ano anterior, deixaram Ginny menos nervosa, mas ela ainda não fica inteiramente a vontade ao falar com Harry. Mr. e Mrs. Weasley ficaram sabendo através do Ministério, que Sirius Black está tentando chegar a Hogwarts, e se acredita que sua intenção seja matar Harry. Os Weasley, é claro, se ofereceram para proteger Harry, até que ele esteja a bordo do Expresso de Hogwarts. No entanto, eles têm opiniões diversas com relação a essa missão; Mr. Weasley acha que Harry deve saber o que está acontecendo, enquanto Mrs. Weasley prefere que ele não fique preocupado com isso. Harry escuta a conversa deles, portanto, a revelação que Mr. Weasley faz não é novidade para ele.

O Cálice de Fogo[editar | editar código-fonte]

Nesse livro encontramos os dois Weasley que ainda não conhecíamos, Bill e Charlie. Toda a família se reuniu, quando Mr. Weasley conseguiu entradas para a Copa do Mundo de Quadribol, e além da própria família, ele incluiu Harry e Hermione, no convite.

Sabendo que a própria família de Harry, os Dursley não estaria nem um pouco interessada, em ver Harry competir na Terceira Tarefa. Mrs. Weasley está presente para torcer por ele, mais ou menos como “se fosse da família”. Ela leva Bill junto.

A Ordem da Fênix[editar | editar código-fonte]

Muitos dos membros da família estão em Grimmauld Place, quando Harry chega. As exceções são Percy, que brigou com o pai, por causa do tratamento que o Ministério está dando a Dumbledore, e Charlie que ainda está na Romênia trabalhando com os dragões. Novamente vemos Arthur Weasley a favor de contar a Harry tudo o que está acontecendo, enquanto Molly Weasley prefere que ele não se preocupe em excesso.

Vemos a alegria da família inteira, quando Harry se sai bem na audiência sobre o uso da magia por menores de idade. Quando Molly tenta derrotar um bicho-papão e falha, vimos que seus piores medos, são, a morte de algum membro de sua família ou de Harry. Isso, mostra a Harry, que verdadeiramente, ele se tornou um dos filhos de Molly na mente e no coração dela. A posição de Harry na família, foi reforçada quando Harry tem a visão do ataque sobre Arthur, no Natal. Sua ação rápida salva a vida de Mr. Weasley, e Harry ganha a gratidão de toda família Weasley.

O Enigma do Príncipe[editar | editar código-fonte]

Harry passa a maior parte das férias de verão na Toca, feliz por estar com a família que ele gosta mais, do que a sua própria. A única coisa chata é a presença de Fleur Delacour, que está noiva de Bill, e que parece estar deixando Molly aborrecida; e a presença ocasional de Tonks, que parece chegar para buscar consolo com Molly, mas faz com que Harry se lembre da morte de Sirius.

Tendo Fred e George se formado, a família não se reúne muito mais na escola; no entanto, Ron convida Harry para se juntar a eles no Natal, convite imediatamente aceito. A constante batalha de vontades entre Mrs. Weasley e Fleur, causa uma certa tensão, e Harry fica aborrecido porque os gêmeos conseguem fugir disso usando magia, enquanto que ele e Ron não podem. Mas, ainda assim foi o melhor Natal em família que Harry já teve na vida.

As Relíquias da Morte[editar | editar código-fonte]

A família Weasley ser reúne novamente, para preparar a fuga e uma casa segura para Harry, nos dias entre sua fuga da Rua dos Alfeneiros, e o dia do casamento de Bill e Fleur. Durante a fuga, George perde uma orelha.

O aniversário de Harry, é claro, cai durante o tempo em que Harry está na Toca, e Harry fica preocupado com o excesso de trabalho que sua simples trás. Ele diz que não quer nada de aniversário. No entanto, Mrs. Weasley, acha que o fato de um bruxo estar chegando à maioridade, deve ser celebrado, e providencia um bolo e presentes, incluindo um relógio. Mrs. Weasley pede desculpas pelo relógio, porque pertenceu ao seu irmão Fabian. Aparentemente, ela deu o relógio que foi de seu outro irmão, Gideon, para Ron; o fato de Molly dar a Harry um precioso tesouro de família, é uma indicação clara, se é que ele precisava de uma, do quanto Mrs. Weasley tem Harry como membro da família.

Todos os Weasleys tomam parte na batalha final por Hogwarts; Charlie chega com pesados reforços na segunda parte da batalha. Durante a preparação para a luta, Percy volta para a família, admitindo que ele foi um tonto iludido, e pedindo que a família o aceite de volta, coisa que eles fazem de imediato. Durante a batalha, Fred morre atingido pelos destroços.

Pontos Fortes[editar | editar código-fonte]

Os Weasleys são um verdadeiro grupo familiar, eles apoiam um ao outro, se posicionando, todos como um só, daí tirando sua força. Eles tem suas diferenças, como todas as famílias, mas, principalmente devido a influência de Molly, eles superam tudo, resolvendo os problemas conforme se apresentam.

A família Weasley é apresentada aqui, como um exemplo para Harry, de como pode ser uma vida familiar saudável, um grande contraste ao grupo familiar doentio com quem ele vive, os Dursley.

Pontos Fracos[editar | editar código-fonte]

Uma vez que Arthur Weasley parece ser muito pouco ambicioso, além de ajudar nos relacionamentos com os Trouxas, a família não vive muito bem, economicamente; de fato, um dos problemas levantados repetidamente por Ron é sua sensação de ser sempre pobre. A contínua necessidade de “compensar” as coisas acaba com os recursos da família.

Relacionamentos com Outros Personagens[editar | editar código-fonte]

Arthur Weasley e Molly Weasley tem seis filhos e uma filha, Bill, Charlie, Percy, os gêmeos idênticos Fred e George, Ron e Ginny.

Os pais de Arthur eram, aparentemente, Septimus Weasley e Cedrella Black, e eles tiveram outro filho, Bilius Weasley. O tio Bilius deveria ser mais velho do que Arthur; ele faleceu recentemente, não deixando filhos.

O pai de Molly era o irmão de Ignatius Prewett (que era casado com Lucretia Black) e ele teve mais dois filhos: os gêmeos Gideon e Fabian Prewett.

Outro parente distante que é mencionado é tia Muriel, mas nunca foi dito se ela era relacionada aos Weasleys ou aos Prewetts.

Análise[editar | editar código-fonte]

Embora ele não consiga ver isso diretamente, Harry sente um enorme contraste entre sua vida no mundo Trouxa, com os Dursleys, e a vida de Ron na Toca.

Os Dursleys têm uma casa decididamente adorável, num bairro decididamente adorável, com todos os contatos corretos no mundo dos negócios e tudo o que é necessário para viver bem, mas, é tudo riqueza material, é estéril, mesmo para Vernon, Petunia e Dudley, pessoas que na verdade pertencem a esse mundo.O modo como eles tratam Harry, como um estranho, só torna tudo pior.

Para contrastar com isso, sem contar com a magia por todo lado, a Toca é empobrecida, com muito o que fazer, ou coisas para consertar, entulhada e incrivelmente alegre e animada. Harry imediatamente se sente em casa, esse é o tipo da família de que ele sonhou fazer parte durante doze anos... e o melhor de tudo, é que eles o aceitaram instantaneamente, como um deles. (No entanto devemos reparar que Mrs. Weasley nunca briga com Harry, pelo que vemos; qualquer um de seus filhos e mesmo seu marido, cedo ou tarde é atingido por suas broncas terríveis, mas Harry nunca.)

Perguntas[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]